Tratamento de abuso de Anfetaminas

Tratar abuso de anfetamina

As Anfetaminas são drogas bastante antigas, usadas a partir da década de 30, indicadas para transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, Narcolepsia e Obesidade (hoje em dia cada vez menos se prescreve para essa situação).

Exemplos: Anfetaminas, Anfepramona, Dietilpropiona, Triac, Fenproporex, Mazindol, Tiratricol, Femproporex, Flor da Índia.

A maior parte das pessoas inicia o uso das anfetaminas com prescrição médica, mas com o tempo começam a usar por conta própria e não supervisionada pelo médico.

 

Há 3 tipos de usuários de anfetaminas:

1. Pessoas que utilizam para melhorar algum rendimento: déficit de atenção, emagrecer, sonolência excessiva por exemplo

2. Usuários recreacionais: pessoas que abusam dessas drogas pelo efeito estimulante.

3. Usuários crônicos que usam por já estarem dependentes e precisarem delas para aliviar sintomas de abstinência.

As anfetaminas são estimulantes do sistema nervoso central e provocam euforia, diminuem o sono, diminuem o apetite e aumenta a freqüência cardíaca e a pressão arterial. No abuso de anfetaminas pode ocorrer quadro psicótico ( alucinações e delírios, "paranóia").

 

Sinais e sintomas do uso das anfetaminas:

• Redução do sono e do apetite

• Aceleração do curso do pensamento

• Pressão de fala (verborragia)

• Diminuição da fadiga

• Euforia

• Irritabilidade

• Midríase ( pupila dilatada)

• Taquicardia

• Elevação da pressão arterial.

O uso crônico, principalmente no abuso crônico, podem gerar quadro de abstinência que se assemelha a um episodio depressivo, que não melhora com antidepressivos. Isso ocorre porque o sistema nervoso "trabalhou" de maneira exagerada e se desgastou, pois há consumo excessivo de neurotransmissores relacionados ao humor e a energia. Os quadros de depressão tendem a ser de difícil tratamento, sendo comum a depressão refratária aos medicamentos, isto é, não responde aos antidepressivos.

 

Sintomas de abstinência das anfetaminas:

• Fissura intensa

• Ansiedade

• Agitação

• Pesadelos

• Redução da energia

• Lentificação

• Humor depressivo

 

Tratamento para abuso de Anfetamina:

O início do tratamento consiste na interrupção do uso da anfetamina, e para isso, podemos usar medicações que diminuem os sintomas de abstinência e fissura. Nos casos muito graves a internação pode ser necessária.

Psicoterapia e mudanças de estilo de vida auxiliam na retirada e manutenção da abstinências dessas substâncias.

 

Médico Psiquiatra Dr. Danilo Borrelli