Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal

Tratar Depressão pós Parto

Uma Depressão Puerperal pode acontecer mesmo sem problemas na gravidez ou pós-parto?

A mãe se culpa por estar dando trabalho a outras pessoas da família e por não conseguir cuidar ou gostar do bebê como deveria.

As pessoas esperam que a jovem mãe esteja muito feliz nessa fase de sua vida, o que não é o caso durante a Depressão pós Parto.

Como ela aparece numa época especialmente trabalhosa, com a chegada do bebê, essa sensação de insuficiência e incapacidade provoca pensamentos fixos de que a mãe não é capaz de cuidar do bebê.

Sintomas da Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal:

São os mesmos que você leu na página de Depressão.

Causas, fatores e situações desencadeantes da Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal:

  • Falta de suporte emocional, familiar e social.
  • Eventos de vida negativos durante a gravidez ou próximos ao parto.
  • Problemas pessoais, emocionais da mãe com relação à maternidade.
  • Dificuldades pessoais, emocionais, financeiras, médicas da mulher ou do casal.
  • Gravidez não planejada ou não desejada.
  • Dificuldades conjugais.
  • Depressões anteriores.
  • Outras doenças psiquiátricas durante a gravidez.
  • Existência de Depressão em pessoas da família.
  • Problemas da Tireóide.
  • Muita ansiedade ou Ataques de Pânico na gravidez.
  • Nenhuma causa 

Tratamento da Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal:

A) Antidepressivos.
Muitos deles podem ser dados durante a gravide, pós parto e amamentação.

B) Psicoterapia.
A Depressão afeta a pessoa como um todo. Fatores da vida e da personalidade podem provocar, piorar ou perpetuar a Depressão. A culpa por estar deprimida, por se achar incapaz de cuidar do bebê, por não conseguir se sentir feliz podem ser tratadas numa Psicoterapia, enquanto a medicação fará o metabolismo cerebral voltar ao normal. 

Tempo para a melhora da Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal:

Geralmente poucas semanas, mas às vezes poucos dias.

Para a família de paciente com Depressão pós Parto ou Depressão Sazonal:

A família sofre porque não consegue ajudar e sobrecarrega porque vê a paciente passar por diferentes especialistas, exames de laboratório, tomar calmantes, estimulantes e vitaminas que não são eficazes num estado depressivo desses.

Então começa a dizer que é fita, "frescura", falta de força de vontade, e dar palpites para a pessoa "se ajudar" "se animar" "reagir" e etc., como se ela não soubesse de tudo isso...

A Depressão não é sinal de fraqueza de caráter e nem passa só com "pensamento positivo".

A pessoa com Depressão geralmente está indecisa. Alguém tem que tomar decisões inclusive para começar o tratamento, para contratar uma babá, ajudante, etc.

A Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal não é sinal de fraqueza de caráter e nem passa só com "pensamento positivo".

A pessoa com Depressão geralmente está indecisa. Alguém tem que tomar decisões inclusive para começar o tratamento, para contratar uma babá, ajudante, etc.

Observações:

  • Algumas vezes o primeiro remédio não funciona. Isso não quer dizer que seja caso grave. Quase sempre basta trocar de medicação.
  • Mesmo que você já esteja bem, não interrompa a medicação. Seu médico decide quando diminuir, interromper ou trocar de medicação. Mesmo que sua depressão seja curta, o tratamento é longo (meses). Quanto mais tempo você tomar o Antidepressivo, menor é o risco de outra depressão no futuro.
  • Decisões importantes devem esperar para depois da melhora. No momento todos os seus pontos de vista estão pessimistas e você pode tomar decisões que não tomaria se não estivesse deprimida.
  • A Depressão pode voltar? Pode, principalmente depois da próxima gravidez. Mas dá para prevenir. Não mude seus planos de ter mais de um filho.
  • Se tiver recaída quando parar o Antidepressivo, não quer dizer dependência, só quer dizer que ainda não era hora de parar. Antidepressivos não criam dependência. A Depressão é que pode exigir tratamento mais longo.
  • Condicionamento físico é importante, pois libera Endorfinas, o intestino funciona melhor, a pressão arterial fica mais estável, etc.
  • Yoga, meditação, massagem de relaxamento ajudam.
  • Diminuir álcool e cafeína (café, chá preto, chá mate, refrigerantes) ajuda.

 

Perguntas e Respostas sobre tratamento de Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal

Depoimentos de portadores de Depressão Pós Parto ou Depressão Puerperal