Perguntas e Respostas: 

Eletrochoque, ECT ou Eletroconvulsoterapia

1) Qual é mais eficaz, Estimulação Magnética Transcraniana ou ECT?

Pergunta:

Entre a Estimulação Magnética Transcraniana ou TMS e o ECT ou Eletroconvulsoterapia, qual é mais eficiente? No caso do ECT ou Eletroconvulsoterapia é possível após o tratamento eliminar o medicamento?

Resposta:

A Estimulação Magnética Transcraniana ou TMS assim como a ECT ou Eletroconvulsoterapia têm indicação precisa para casos refratários e ambas técnicas tem eficácia semelhante sobre casos de Depressão não-psicótica.

A diferença é que a Estimulação Magnética Transcraniana ou TMS é uma técnica indolor pois utiliza ondas magnéticas semelhantes às da Ressonância Magnética, assim, não requer anestesia e o paciente pode vir inclusive desacompanhado, pois não compromete suas funções cognitivas.

Esta é outra diferença fundamental: por se tratar de um procedimento focal (localizado no córtex pré-frontal), não apresenta efeitos indesejáveis sobre a memória (ao contrário, a técnica tem sido associada com melhora no desempenho cerebral).

Em muitos casos com a Estimulação Magnética Transcraniana ou TMS é possível reduzir ou retirar a medicação, mas isso requer um acompanhamento próximo durante alguns meses (pelo menos 1 vez ao mês) para fazermos manutenção e observarmos ao exame possíveis sinais de recaída.

Com a ECT ou Eletroconvulsoterapia isso também é virtualmente possível, embora as manutenções com a ECT ou Eletroconvulsoterapia costumem ser reservadas aos casos mais graves em função de ser mais invasiva. Dr. Roni Cohen.

2) ECT ou Eletrochoque é eficaz em Síndrome do Pânico e Ansiedade?

Pergunta:

ECT ou Eletroconvulsoterapia ou Eletrochoque é eficaz no caso de Síndrome do Pânico e Ansiedade?

Tenho Depressão Refratária, mas sofro mais por sofrer crises de Pânico e ansiedade durante o dia. Não tenho medo de lugares fechados, o que ocorre comigo é se eu acreditar que uma situação que tenho medo vai acontecer. Isso devido a fatos concretos, aí sinto falta de ar, calor e pressão na região do peito, vontade de fugir/morrer, medo de ficar louca e não passar e sudorese.

Para estes sintomas, o ECT ou Eletroconvulsoterapia ou Eletrochoque ou Eletrochoque ajuda?

Resposta:

O ECT ou Eletrochoque não tem uma indicação precisa para Transtorno do Pânico, mais para Depressão Refratária a outros tratamentos ou com ideação suicida importante, mas não é contraindicado. Dra. Alina Landi.

3) Tentei suicídio há três meses e me tratei com ECT (Eletrochoque).

Pergunta:

Tenho 29 anos. Tentei suicídio há cerca de três meses, passei por um tratamento de ECT ou Eletroconvulsoterapia ou Eletrochoque, continuo com acompanhamento de dois psiquiatras (um para o tratamento clínico, e um para a psicoterapia).

Sou extremamente ansiosa e o stress com o trabalho vem piorando minhas crises de Depressão.
Sempre fui bastante insegura, mas com a morte do meu pai no ano retrasado, que inclusive era médico e cuidava de mim em todos os aspectos da minha vida, tenho me sentido cada vez mais sem apoio para a solução positiva destas minhas ideias suicidas.

Apesar do acompanhamento psicológico, não acho que vou conseguir evitar outras tentativas, o que me assusta profundamente. Estou gastando muito dinheiro com todos esses tratamentos, não tenho condições de seguir neste ritmo de despesas.

Sinto que o método psicanalítico adotado pelo meu atual terapeuta está me deixando ainda mais insegura e duvidosa em relação ao futuro, mas como esta é minha primeira experiência deste tipo, não sei se este é apenas um passo que deve ser superado ao longo do tratamento, ou se não deveria ser este o resultado das sessões.

Resposta:

Avaliar se os tratamentos estão dando certo no seu caso é muito difícil, porque pelo que senti lendo seu e-mail não se trata de uma Depressão Clínica (antigamente chamada Endógena), daquelas químicas mesmo, que você começa a tratar hoje e sabe que daqui a no máximo 6 semanas está boa. Parece que existem fatores emocionais importantes, e isso é bem mais complicado e longo para tratar. A Infelizmente não tenho como dar uma resposta concreta, Mas:

Não sei que remédios você está tomando, de qualquer forma, um remédio leva de 3 a 6 semanas para agir.
Com relação à terapia, já que é longa, você tem todo o direito de conversar abertamente com seu terapeuta e fazer um planejamento de tempo e financeiro.
Psicoterapia não deveria estar te trazendo insegurança, como você escreve.
Se teu médico, que conforme você escreveu foi tão bem recomendado, optou pelo ECT, provavelmente a Depressão e a tentativa de suicídio fora mesmo muito graves.
Bem, não seu se ajudei muito, espero que sim, mas não tenho como dar uma opinião mais concreta pela Internet.

4) Depois de 10 sessões de ECT, continua com pensamentos suicidas.

Pergunta 1:

Eu estou com uma depressão muito profunda que nem aos medicamentos reage, por isso o meu Psiquiatra aconselhou-me a fazer Eletroconvulsoterapia porém só fiz 2 vezes e ainda não notei melhora nenhuma.
Isto quer dizer que o tratamento não está a surtir efeito ou o efeito só se começa a notar a partir da 6 sessão mais ou menos?

Resposta:

Geralmente o ECT ou Eletrochoque ou Eletroconvulsoterapia precisa de mais sessões para mostrar eficácia.


Pergunta 2:

Minha irmã tem Depressão Bipolar há 9 anos. Ela estava em crise e se submeteu a 10 sessões de ECT ou Eletroconvulsoterapia, não vimos nenhum resultado, ela continua com pensamentos suicidas.
Já tomou dezenas de medicamentos diferentes, hoje está tomando Efexor, Fluoxetina, Topiramato e Rivotril. É normal o ECT ou Eletroconvulsoterapia não ter feito efeito? Ela deveria fazer mais sessões?

Resposta:

O ECT ou Eletroconvulsoterapia costuma ter eficácia no tratamento da Depressão, seja Inipolar ou Bipolar. Aqui em são Paulo, preconizamos de 8 a 12 sessões, mas podendo esticar para 15 se o paciente não teve resposta e não tem efeitos colaterais. Dra. Alina Landi.

5) Fiz sessões de sonoterapia, minha memória vai voltar ao normal?

Pergunta:

Fiz várias sessões de sonoterapia, fiquei internada 1 mês depois mais um e assim por diante, mas tenho Transtorno Bipolar conforme diagnóstico médico, gostaria de saber se minha memória algum dia vai voltar ao normal?


Resposta:

A experiência mostra que as falhas de memória que podem surgir depois de Eletroconvulsoterapia desaparecem completamente no prazo máximo de 6 meses.

6) Geralmente Sonoterapia é um eufemismo para Eletrochoque

Pergunta:

Tinha uma amiga que sofre de Depressão há anos! Já tomou vários medicamentos, faz sessões com psicóloga, mas a cura está difícil! Sua mãe ouviu dizer que sonoterapia seria bom para isso. Gostaria de saber se é verdade, e se for, gostaria que me indicassem por gentileza algum lugar que faça essa terapia!


Resposta:

Geralmente Sonoterapia é um eufemismo para eletrochoque (ECT ou Eletroconvulsoterapia), pois a pessoa dorme, não sente nada e quando acorda já fez a aplicação. Como dormiu meia hora acha que fez sonoterapia. Precisa ver se ela já fez os outros tratamentos de maneira adequada. Além disso, hoje em dia o TMS ou Estimulação Magnética Transcraniana pode ser feito no lugar do Eletrochoque e é muito mais prático e barato.

7) ECT ou Eletrochoque é indicado para Depressão Refratária

Pergunta:

Fiz ao todo 12 ECT ou Eletroconvulsoterapia ou Eletrochoque.
Devido à Depressão que tenho há 2 anos e meio, a primeira série de seis, melhorou bastante meu estado.
Após um mês fiz a segunda sem nenhum resultado e o que é pior os efeitos colaterais, principalmente amnésia agravou meu quadro.

Já fiz uso de 5 medicamentos entre IRS e Tricíclicos.
Há 5 dias mudei para Anafranil.
Pergunto, você já indicou ECT ou Eletroconvulsoterapia ou Eletrochoque para casos refratários à medicação como o meu?

Resposta:

O ECT ou Eeletrochoque é indicado para Depressão Refratária à medicação e à Estimulação Magnética Transcraniana, sim.

8) O ECT ou Eletrochoque deixa sequelas ou efeitos colaterais?

Pergunta:

O ECT ou Eletrochoque deixa sequelas no paciente ou efeitos colaterais irreversíveis, como perda de lucidez, memória, inspiração, sensatez, etc?


Resposta:

Hoje em dia, quando o ECT ou Eletroconvulsoterapia ou Eletrochoque é feito sob supervisão de um clínico ou cardiologista e um anestesista, quando muito se vê um déficit de memória que passa em até seis meses e uma cefaleia que passa com analgésicos desses de uso habitual.

9) Se nenhum medicamento melhora a Psicose, o ECT pode ajudar muito

Pergunta:

Internada em hospital psiquiátrico. Nunca esteve tão mal.

Antes tinha medo de morrer, ouvia e via pessoas que a ameaçavam de morte, cismava com as pessoas, mas tomava remédio e melhorava. Agora não. Neste último mês mudou de médico duas vezes, de drogas, e só piorou.

Tentou várias vezes o suicídio. Noutros momentos temia morrer. Internada, querem tratá-la com Eletroconvulsoterapia. Desejo saber se há outro recurso e se existe algum artigo sobre essa terapia, que uma pessoa leiga possa compreender.

Resposta:

Quando nenhum medicamento melhora a Psicose, o ECT ou Eletroconvulsoterapia ou Eletrochoque pode ser uma ótima alternativa.

© 2020 por mentalhelp