Perguntas e Respostas: 

Gravidez e remédios psiquiátricos

1) Tomo Bupropiona, mas quero parar e engravidar, posso?

Pergunta:

Andei lendo algumas perguntas e respostas, mas ainda sim tenho uma dúvida!

Eu tenho 27 anos, há uns 2 anos atrás fiz um tratamento com um endocrinologista, para emagrecer, o mesmo me receitou a Bupropiona, na ocasião eu perdi 8 kg.
Minha preocupação é, voltei a tomar o Bupropiona este mês, mas quero parar e em seguida engravidar, posso?
Ou tenho que esperar alguns meses?
Meu marido acha que eu tenho que esperar uns 6 meses!

Desde já agradeço e parabéns, seu site ajuda muitas pessoas!

Resposta:

Fique tranquila. Poucos dias depois de parar de tomar a Bupropiona (Wellbutrin SR, Wellbutrin XL, Zetron, Bup), você já pode engravidar.

2) Conto para o obstetra minha Tricotilomania e que como cabelos?

Pergunta1:

Olá Dr. Rubens Pitliuk, preciso de sua ajuda, estou grávida de 4 meses e estou com vergonha de falar com meu obstetra que tenho Tricotilomania e que como os meus cabelos. Gostaria de saber do senhor se esse cabelo que eu engulo faz mal para o feto? Estou grávida de 4 meses...
O srº conhece ou tem conhecimento de algum caso de uma mulher grávida que comia cabelo depois de arranca-lo e tenha feito mal ao bebê que ela estava gerando?

Eu me tratava tomava Assert e estava bem controlado, mas agora com a gravidez tive que suspender o uso dos medicamentos! Irei aguardar a resposta deste e-mail...

Pois tudo o que a gente come o bebê, o feto também come?
Ai meu Deus estou muito nervosa com isso, e não consigo parar, ate amarrando minhas mãos estou!

Resposta:

Michelle, o fato de você engolir os cabelos não prejudica teu filho, não se preocupe.
Mas você já está no quinto mês de gravidez, lógico que dá para tratar.
E conte para teu Obstetra, Tricotilomana não é vergonha.


Pergunta 2:

Olá, antes de mais descobri o vosso site e ele tem-me ajudado muito, principalmente com os depoimentos sobre Tricotilomania que eu sofro. Tenho 39 anos e tomo Calmantes e Antidepressivos. O meu primeiro Psiquiatra diagnosticou-me neurose compulsiva. Tinha ataques de pânico, comecei a ter pavor de ficar sozinha em casa, a andar de transportes, além de ter mais tarde surgido outras obsessões com vozes e religião. Bem isto tudo foi passando com Anafranil e um Ansiolítico que era o Valium 10 mg.
Nestes anos todos por minha iniciativa parei de tomar durante 3 meses, mas a recaída foi tão forte que no próprio dia eu tive de correr para o Psiquiatra, estava tendo a sensação enorme que estava fora da realidade e com uma ansiedade que endoidecia.

Desta vez comecei a tomar Alprazolam 0,5 mg e continuo com o Anafranil 10 mg, duas vezes por dia. Bem eu que já tinha comportamentos obsessivos como espremer os pontos negros em todo o corpo tendo todos os anos de ir para a praia cheia de vergonha, sem me dar conta comecei a arrancar cabelos da cabeça há mais ou menos 4 anos e não consigo parar.

A depressão é constante e apesar de ter um marido muito amigo é muito difícil lidar com isto.
Bem o meu grande sonho é ter um filho e penso que não posso esperar mais. Já pesquisei tanto sobre tomar Antidepressivos e Calmantes na gravidez, principalmente nos primeiros 3 meses e fiquei com a idéia que os benefícios superam os riscos, mas tenho medo, principalmente que a Psiquiatra me diga que não posso engravidar tomando estes medicamentos ou então tenha que reduzir e eu acho que não vou conseguir.

Basta passar a hora da toma 1 ou 2 horas e fico numa ansiedade enorme. Por favor, me dê a sua opinião. Obrigada.

Resposta:

Me parece que você tem um Transtorno de Ansiedade muito forte que conforme a época se manifesta por Ataques de Pânico, Picking, Pensamentos Obsessivos, Desrealizações e finalmente Tricotilomania.

Garanto que existem tratamentos que você pode fazer durante a gravidez, de modo que você não precisa adiar os planos de engravidar por causa de um tratamento.

3) Que remédios psiquiátricos uma mulher grávida pode tomar?

Pergunta 1:

Tenho ansiedade. No começo de janeiro me deu uma crise muito forte de dormência na mão, formigava tudo, minha boca etc.

Achava que ia ter um ataque cardíaco, fui ao médico, ele falou que era ansiedade e me receitou Reconter.

Tomei um tempo e fui parando devagar. Também Rivotril Sublingual quando sinto que estou na crise e o Rivotril 0,5 quando não consigo dormir direito ou quando tive um dia muito agitado.

Mas estou com muito medo de ficar viciada nesses remédios porque estou pensando em engravidar e dizem que não pode tomar esses remédios na gravidez.

Então fico mais ansiosa agora porque fico o tempo todo achando que vou passa mal.

Qualquer dorzinha fico tensa e na mesma hora me dá dores do lado etc.

O que fazer? Posso engravidar agora?

Resposta:

Com relação a “ficar viciada”, leia o item Dependência na Página de Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos.

Com relação a engravidar, leia a página sobre Tratamentos Psiquiátricos na Gravidez.


Pergunta 2:

Minha irmã está grávida e sofre de Depressão. Ela toma Rivotril e Paroxetina, e teve que suspender o tratamento com Lítio devido à gravidez.

Mas ela tem um sintoma que desde o início do tratamento não melhora.

Ela sente a cabeça ruim e muito esquecimento, principalmente dos fatos presentes, como onde colocou um documento ou uma chave. Gostaria de uma sugestão de um remédio para que eu possa estar passando para o Psiquiatra dela para aliviar esses sintomas, que estão atrapalhando a vida dela.


Pergunta 3:

Tenho 24 anos e a mais de 4 tomo Venlift OD 75 mg, 2 comprimidos ao dia. Posso engravidar tomando este medicamento ou algum similar para combater a Depressão sem ocasionar consequências (anomalias) ao feto?


Pergunta 4:

Faço uso do Lexotan há 10 anos. Comecei a tomar o medicamento por orientação psiquiátrica e Verotina após crises de Pânico e Depressão; quero engravidar, tenho 41 anos, a medicação tem que ser interrompida?

Pergunto isto porque engravidei aos 39 anos e o Psiquiatra e o ginecologista cortaram meus medicamentos, fiquei péssima, emagreci 8 quilos e perdi a gestação.

Se quero engravidar o que devo fazer?


Pergunta 5:

Tenho 38 anos, com diagnóstico de Transtorno Bipolar desde os 30. Inicialmente utilizei Carbolitium. Há 11 meses utilizo Orotato de Lítio.

Há 3 meses utilizo meio Tegretol de 200 mg e 1 Stelazine de 2 mg com Orotato de Lítio (por dia).
Quais os riscos de problemas para o feto em uma gravidez, se tomar essa medicação no primeiro mês?
Como posso fazer para engravidar sem riscos de malformações para o feto?


Pergunta 6:

Tenho quatro filhas, sendo a última com quatro meses, sinto muito sono de uns tempos para cá, este será um sintoma de Depressão?

Na minha segunda gravidez, em que o parto foi cesárea de emergência, tive muita Depressão, a qual foi tratada com remédios.
Será que estou depressiva de novo? Se e estiver com Depressão, o que posso tomar?


Resposta comum a todas essas perguntas:

Sim, é possível que você esteja deprimida novamente. Geralmente a Depressão Puerperal se repete a cada parto. Mas pode ser tratada e também prevenida.

Lítio e Tegretol não devem ser tomados na gravidez, mas não conheço esse Lítio Orotato.

Procure um Psiquiatra clínico com experiência em tratamentos na gravidez, que certamente existe uma opção para você.

Existem classificações de segurança de medicamentos na gravidez e amamentação que estão disponíveis para todos os médicos do mundo.

4) Como retirar o Carbolitium, pois ele pode provocar problemas cardíacos no bebê?

Pergunta 1:

Tive 29 anos, minha primeira crise de Transtorno Bipolar foi em 1996, a segunda 1998. Além do Transtorno Bipolar, tenho lúpus. Meu Reumatologista me liberou para tentar a que seria minha primeira gravidez. Ainda não estou grávida, mas eu e meu marido estamos tentando. Tomo Carbolitium desde 1998 e sou alérgica a Tegretol.
Como deve-se fazer a retirada do Carbolitium uma vez que ele pode provocar problemas cardíacos no bebê?
Quais seriam os riscos que tenho de vir a entrar em outra crise se a única opção fosse ficar sem nenhuma medicação?

Resposta:

Embora existam muitos casos de mães que tomaram Lítio na gravidez sem problemas para o bebê, na verdade o Carbolitium e o Tegretol são contraindicados.
Existem algumas opções, mas conforme está na página, só posso indicar tratamento pessoalmente, pois depende de muitos fatores como características das fases de Bipolaridade, da sua genética, dos fatores desencadeantes, etc.

Seu médico é a pessoa mais indicada para discutir as probabilidades com você, mesmo que ele também não possa dar nenhuma certeza.


Pergunta 2:

Buenas tardes senores, tengo 24 anos de edad y una amiga que conozco tiene una malformacion venoza en la cabeza y diariamente tiene que tomar un medicamento que se llama Fenobarbital.
Esta manãna vi un documental que decia que esta Droga poderia traer consecuencias serias si las mujeres tomaban esta Droga en epoca de embarazo o lactancia, es eso cierto?

Debido a que ella debe tomar esta droga para evitar que le den convulsiones, me preocupa las consecuencias ya que diariamente toma una de estas pastillas

Resposta:

Sim, o Fenobarbital pode ser embriotóxico e deveria ser evitado na gravidez (embarazo). O médico deve pesar os prós e contras e achar outro antiepiléptico mais adequado a essa fase.

5) Descobri que estava grávida e parei o Rivotril abruptamente.

Pergunta:

Quanto tempo dura a abstinência do Rivotril 2 mg?
Tomo ele há quase dois anos por causa de uma Síndrome do Pânico e de uma Depressão que me acometeram.
Descobri que estava grávida de 6 semanas e parei de tomar o remédio abruptamente.

Esse tempo que tomei pode prejudicar a criança?
Tenho sentido: insônia, sudorese, tontura, falta de apetite, dores de cabeça espasmos musculares...

Resposta:

A abstinência do Rivotril dura de uma a duas semanas.

Com relação a ter tomado um pouco nos primeiros dias da gravidez, não se preocupe.
Na gigantesca maioria dos casos isso não traz absolutamente nenhum problema.

6) Tomo Efexor 150 mg há 2 anos e estou tentando engravidar.

Pergunta 1:

Quando engravidei fazia nove anos que eu tomava Rivotril 2 mg e vários Antidepressivos sendo que na época em questão eu tomava Venlafaxina 300 mg. Quando soube da gravidez na sexta semana interrompi abruptamente o uso dos dois medicamentos.

Tive uma crise de abstinência devido ao Rivotril muito forte. No quarto mês de gravidez voltei a usar a Venlafaxina somente sob orientação médica. Meu filho nasceu com baixo peso 2,080kg, a termo, e com hipotireoidismo congênito. Gostaria de saber se esse fato teria alguma relação com os medicamentos obrigada pela atenção.

Resposta:

Em medicina não existe nada com 100 % de certeza absoluta, mas que eu saiba não existe nenhuma pesquisa que tenha concluído que a Venlafaxina (Efexor, Alenthus, Venlift) ou o Rivotril possam causar Hipotireoidismo Congênito.


Pergunta 2:

Tomo Efexor 150 mg há mais ou menos 2 anos, para Depressão. Melhorei muito, mas nunca mais voltei a ser o que era.
Agora estou tentando engravidar. Minhas dúvidas são: há algum comprometimento?
Tenho medo de parar o Efexor e piorar e por outro lado, continuar tomando e prejudicar a gravidez e a formação do bebê.

O Efexor causa esterilidade?

Resposta:

Você toma Efexor há 2 anos e não ficou boa? Ou o Efexor não era seu remédio ideal ou:

Não estava em dose suficiente.
Faltou associar outro remédio.
Haviam fatores psicológicos que impediram a recuperação total.
Depressão tem que passar completamente! Ele não provoca esterilidade, mas é um remédio muito novo para ser tomado na gravidez.

Existem outros que já se sabe que são seguros.

7) Parei o antidepressivo para engravidar e os sintomas voltaram.

Pergunta 1:

Trato hoje a Síndrome do Pânico com Sertralina 100 mg, pois estou tentando engravidar. Já tomei Clo, e eu ficava melhor! Ainda tenho sintomas de ansiedade e raramente alguma crise de pânico, fiz terapia e me ajudou muito a ter consciência dos sintomas.
Meu Psiquiatra aumentou a dose alegando que não devo ter nenhum sintoma de ansiedade!

Minha psicóloga me explicou que provavelmente sempre terei algum sintoma, é só saber lidar!
Minha dúvida: devo voltar ao Clo que me deixava bem? Devo aumentar a dose, ou confiar na minha capacidade de saber contornar as crises? Já tenho Síndrome do Pânico há uns 8 anos...

Obrigada! Viviane

Resposta:

Clo é Clomipramina, ou Anafranil, um Antidepressivo antigo, eficaz e seguro. Se um paciente se sente bem com Clo ou Anafranil e não tem efeitos colaterais desconfortáveis, não tem necessidade de trocar por outro, mesmo que seja “mais moderno”.

Com relação a engravidar com Clomipramina, Sertralina (Zoloft, Tolrest, Assert, etc.) ou qualquer outro Antidepressivo, esse é um assunto a ser discutido entre paciente e médico. Não posso opinar. Existem classificações sobre a segurança de todos os medicamentos na gravidez, acessível a todos os médicos.
Com relação a “sempre ter algum sintoma de ansiedade”, depende da intensidade. Um pouco de ansiedade sempre fez e sempre fará parte da vida dos seres humanos.

O problema são os excessos de ansiedade.

Mas durante a gravidez existe risco do Pânico piorar.


Pergunta 2:

Estou com 6 meses de gravidez. Minha família tem histórico de depressão, eu tomava antidepressivos antes de engravidar.
Parei o remédio e os sintomas voltaram: desânimo, cansaço, tristeza, choro, irritação... Voltei a tomar e agora estou com insônia, chego a ficar 3 horas acordada de noite.
Meu médico receitou Stilnox para induzir o sono e para mim deu certo.

Só que tenho medo de prejudicar o bebê.
Meu antidepressivo é o Lexapro.
Por favor, gostaria de saber se tem problema eu continuar tomando os dois?

Agradeço desde já a atenção e aguardo resposta.

Resposta:

Depressão na gravidez pode e deve ser tratada, mas infelizmente não posso opinar sobre medicação pela internet.

Existem categorias de segurança de que estão disponíveis para todos os médicos.

8) Fluoxetina (Prozac, Verotina, Daforin) na gravidez causa Autismo?

Pergunta:

Me perguntaram se tomar Fluoxetina na gravidez causa Autismo no bebê.

Resposta:

Claro que não, mas leia essa página sobre tratamentos na gravidez

9) Filho nasceu com hipertensão pulmonar, médicos culpam Anafranil.

Pergunta 1:

Tomo Anafranil há 6 anos porque sou portadora de Retocolite Ulcerativa (uma doença inflamatória intestinal, que trás muito desconforto para o paciente. São eles: diarréia crônica com incontinência das fezes, cólicas, desidratação e incômodos em geral).
Já havia realizado vários tratamentos conservadores até ser indicada a cirurgia (colectomia total), porém consegui sair das crises com o uso do Anafranil e foi este medicamento que me fez entrar em remissão da doença.

Há 4 anos passei minha primeira gravidez tomando a medicação continuamente na dose de 75 mg.

Meu filho nasceu com hipertensão pulmonar necessitando de cuidados intensivos. Alguns médicos acreditam que foi por causa do Anafranil.
Neste momento penso em engravidar novamente, porém não consigo informações concretas sobre este assunto.

Por favor me mande sua opinião. Desde já agradeço.

Resposta:

O Anafranil é um antidepressivo com décadas de uso, inclusive na gravidez.

A probabilidade dele ter causado esse problema em seu filho é extremamente baixa.
Existem alguns relatos de hipertensão pulmonar com uso de antidepressivos na gravidez, mas relacionados a outros antidepressivos, os Inibidores de Recaptação de Serotonina.
Desconheço algum relacionado com o Anafranil.

Além disso, o Anafranil salva vidas nos casos de Retocolite Ulcerativa. Na década de 70 e 80 existia no Brasil o Anafranil endovenoso e usávamos com freqüência nos casos de Retocolite Ulcerativa com sangramento.
Era notável a melhora rápida.

© 2020 por mentalhelp