Perguntas e Respostas: 

Lítio, Estabilizadores do Humor

1) Lítio engorda? Lítio dá retenção de líquido? Lítio incha?

Pergunta 1:

Olá, tudo bem? Uso o Lítio desde os 15 anos de idade, se eu fico um tempo sem tomar começo a emagrecer tenho transtorno bipolar, estou com 27 anos. Porque eu emagreço?

Qual a substância que falta?

Resposta:

Provavelmente não falta nenhuma substância, talvez você ganhe peso com o Lítio por causa da retenção de líquidos.

A retenção de líquidos provocada pelo Lítio costuma passar com exercícios físicos e tomar bastante água.


Pergunta 2:

Minha mulher tem 40 anos e teve um surto psicótico há +- 1 ano. Foi diagnosticado Transtorno do Humor Bipolar, foi medicada durante a fase aguda com Haldol e Carbolitium. Não houve reincidência e ela está levando uma vida normal. Porém continua fazendo uso de Carbolitium e reclama muito do aumento de peso apesar de fazer dieta e exercícios físicos.

Pergunta 3:

Vou iniciar tratamento com Lítio, com dosagem única de 300 mg à noite. Minha principal preocupação: ganho de peso. Isso acontece sempre? Qual a média de ganho de peso? Me explique bem sobre o ganho de peso com o Lítio, por favor. Obrigada

Resposta:

A maioria das pessoas não ganha peso com o Lítio, principalmente se mantiver os exercícios, caminhadas, dieta com poucos carboidratos, etc.

Ou seja, aquelas coisas saudáveis que fazem bem pra todos nós independente de tomarmos Lítio ou não.

Além disso, o Lítio não costuma aumentar a gordura corporal, mas sim um pouco de retenção de líqüidos, por isso se recomenda essas coisas saudáveis mais tomar bastante água.

Tenho centenas de pacientes tomando Lítio há muitos anos com o peso normal.

Leia a página Tratamento com Lítio.


Pergunta 4:

Parabéns pelo site, achei muito interessante, eu achei que o meu caso fosse a pior coisa do mundo e lendo os comentários e dúvidas das outras pessoas acho que tive muita sorte de ter tido uma hipomania.

Caso sirva de relato eu me demiti da outra empresa (fase mania), o que foi uma loucura , porém dei a guinada da minha vida consegui o cargo que sempre almejei, ou seja apesar de todo drama vivido durante um mês aproximadamente, em casa dopada estou bem, recuperada, apenas com o peso acima e com acne em função do Lítio 900 mg dia.

Resposta:

Que bom, mas seria melhor ainda se você não estivesse dopada, sem acne e com peso menor, concorda? Talvez para você os outros Estabilizadores de Humor sejam melhores que o Lítio.



Pergunta 5:

O Lítio engorda? Porque esta saindo leite dos meus seios... E só faz 3 dias que estou tomando, ou seja, um à noite e um de manhã... É de mais ou não?

E eu estou com problema de infecção de urina... Faz mal para os rins?

Resposta:

É muito raro o Lítio provocar secreção de leite (nunca vi), para isso ele precisaria aumentar sua prolactina, o que é bem raro, ainda mais depois de 3 dias.

É possível que você tenha tomado Neurolépticos antes de começar o tratamento com Lítio? São eles que aumentam a Prolactina e podem causar a produção de leite.

Consulte um Endocrinologista para ver a causa dessa possível alta de prolactina.
Quando um paciente está tomando Lítio e tem uma infecção urinária precisa conferir a Litemia, pois ela pode alterar para mais e provocar intoxicação de Lítio.

Quanto ao ganho de peso, leia na página sobre Lítio.


Pergunta 6:

Li no site a respeito do Lítio, porém fiquei intrigada: em algumas perguntas havia a afirmação de que o Lítio retém líquido no corpo, sugerindo inclusive sua ingestão com maior freqüência, já em outras havia a afirmação de que sua ingestão promove a diurese.

Você poderia me esclarecer a respeito do assunto?

Resposta:

Para muitas pessoas ele retém líquidos.

Essa retenção de líquidos costuma passar com caminhadas e outros exercícios que podem ser leves e com ingestão de bastante água.

Para outras pessoas, ele aumenta a diurese.
Em ambos os casos é importante tomar bastante água, tanto para evitar retenção de líquidos quanto para evitar diarreia.



Pergunta 7:

Por que ao passar a utilizar o Lítio, ao invés do Tegretol, o paciente passou a urinar bastante, inclusive, tendo que levantar-se algumas vezes à noite, comprometendo o sono?

Resposta:

O Lítio aumenta a diurese. Mesmo assim a pessoa deve sempre tomar muita água. Talvez seja o caso de não tomar água após as 20 horas.

2) Como se faz a redução da dosagem do Lítio?

Pergunta 1:

Como se faz a redução da dosagem do Lítio, ou seja, como é feito o desmame?
Por exemplo: uma pessoa fazendo uso de 400 mg/dia de Lítio, há três meses, pode, no dia seguinte, passar a usar apenas 40 mg/dia?

Resposta:

Não existe regra para a retirada do Lítio. Depende da doença que ele está tratando.de muitos fatores. Leia a pergunta abaixo.

Mas se a sua preocupação é sobre sintomas de abstinência, o Lítio não dá sintomas de abstinência.


Pergunta 2:

Bom dia! Faço tratamento com Lítio ha um ano para Transtorno Bipolar (unipolar eufórico). Isso se manifestou três vezes durante a vida, aos 20, 30 e 40 anos.
Posso parar de uma hora para a outra? Existe algum problema nisso?
O médico disse que tenho que ficar sem tomar 1 dia por semana durante dois meses e depois 2 dias por semana e assim sucessivamente ate parar totalmente. Procede? Obrigado

Resposta:

O Lítio (Carbolitium, Carbonato de Lítio) quando for para retirar, deve ser retirado muito devagar, pois as doenças que ele trata e previne tendem a recair.

Com a retirada gradual existe a prudência para ver se era mesmo a hora de suspender.
Além disso, existe a impressão que quando o paciente retirar abruptamente o Carbolitium ele pode não funcionar novamente se um dia for necessário.

Quanto mais devagar tirar, melhor.


Pergunta 3:

Por quanto tempo usarei o Lítio para prevenir a Depressão? Por toda a vida? Em que intervalos? Somente a utilização do Lítio é suficiente para a cura?

Resposta:

Depende de um monte de fatores relacionados à sua doença, à sua genética e ao seu estilo de vida.

3) Perguntas sobre mistura de Lítio com outros medicamentos

Pergunta 1:

Minha mãe hoje faz uso de Razapina, Rivotril, Lexapro e Carbolitium CR 450 MG (este há quatro dias).

Antes da introdução deste último, tomava o Carbolitium 300 mg (há um mês e meio) e desde então começou a ter muita fraqueza nas pernas e braços e isto aumentou muito com a introdução do CR.

Gostaria de saber se isso é provisório, pois minha mãe tem 76 anos, e está em tratamento há quase quatro anos, já tomou de tudo que o sr pode imaginar, já fez ECT, com muitas recaídas, porém "parece" que o Carbolitium está fazendo toda a diferença. No aguardo agradeço a atenção

Resposta:

Realmente, quanto mais o tempo passa (já são quase 70 anos de tratamento com Lítio), mais se acredita que o Lítio “faça toda a diferença”.

Mas, precisamos pensar que uma Sra. de 76 anos sente muito mais os efeitos colaterais dos medicamentos do que uma pessoa jovem.

Ela está tomando quatro medicamentos diferentes e é bem possível que os efeitos colaterais de cada um deles estejam sendo potencializados.

Jovens tomam dose de Carbolitium suficiente para atingirem Litemia de 0,8.
Pessoas de idade muitas vezes não conseguem atingir 0,8 e inclusive melhoram com Litemia bem menor.
Converse com o médico dela sobre fracionar a dose do Carbolitium em mais de uma tomada por dia e principalmente tentar reduzir os outros três medicamentos.


Pergunta 2:

Minha mãe está em uso de Lítio há uns 5 anos porque está com Transtorno Bipolar. Recentemente, o médico prescreveu Eranz e ela está tomando há 3 meses.

Gostaria de saber se há alguma incompatibilidade entre Carbolitium e Eranz, porque ela está sempre com diarreia.

Resposta:

Lítio pode dar diarreia, mas provavelmente não é dele, pois ela já tomava há 5 anos e não sofria de diarreia.
Mas, não custa controlar a litemia e não se esqueça, com Lítio é sempre bom tomar muita água.

Eranz não costuma mas pode provocar enjoo e diarreia também.
Precisa ver se está tomando de 5 ou de 10 mg de Eranz. Algumas pessoas não toleram o de 10 mg.
Mas não há incompatibilidade entra Lítio e Eranz.


Pergunta 3:

Tomo 900 mg de Carbonato de Lítio toda noite há muitos anos. Vez por outra senti leves tremores, dores nos membros, cefaléia e enjôos.

Sofro de constipação intestinal crônica e gostaria de saber que tipo de laxante poderia usar já que tive uma queda de pressão e falta de ar quando usei Lactopurga.
Li numa farmácia que o leite de magnésia não pode ser utilizado por pessoas que tomam Lítio.

Aproveitando a oportunidade eu pergunto quais são os medicamentos que influenciam o desempenho do Lítio.

Resposta:

Quando se toma Lítio não se deve tomar diuréticos nem laxantes muito fortes porque com eles você perde Sódio e Potássio e aí seu organismo retém mais Lítio.
Mas laxantes suaves naturais não devem trazer problemas.

Os sintomas que você tem de vez e quando podem representar aumentos da dose de Lítio (Litemia) no sangue. Imagino que você esteja fazendo controles de Litemia, certo?


Pergunta 4:

Gostaria de saber se há alguma incompatibilidade do Lítio (Carbolitium) com Quetiapina (Seroquel).

Resposta:

Geralmente não.


Pergunta 5:

Olá, estou tomando Lítio há um ano. Tomo 2 comprimidos ao dia de 450 mg. Gostaria de saber como pode ser feito o desmame do medicamento e se existe alguma alteração medicamentosa com o Roacutan? Obrigada.

Resposta:

Com relação ao desmame, leia a página Como se faz a redução da dosagem do Lítio?

O desmame do Lítio deve ser feito de acordo com critérios baseados em teu quadro clínico, genética, anamnese, etc. Só teu psiquiatra pode opinar.
Não deve haver interação com Roacutan, pois ele é metabolizado no fígado e o Lítio é eliminado pelos rins.


Pergunta 6:

Há 1 ano fui diagnosticado com Depressão Bipolar e faço uso de Rivotril 2 mg contra insônia e Depakote ER 500 mg.

Porém venho tendo dores pelo corpo e em uma consulta com meu médico decidimos reduzir a dose do Depakote ER pela metade, depois de 10 dias as dores diminuíram, contudo houve recaída da minha doença.

Com relação às dores no corpo, procurei um clínico e fizemos vários exames de sangue/fezes/urina, nenhum deles apresentou anormalidade.

Estudando sobre o medicamento encontrei sobre esse efeito colateral do Depakote.

Resposta:

Muito improvável, mas possível, principalmente se o Depakote tiver aumentado o teu CK ou CPK (Creatinokinase) que você verifica através de um exame de sangue.

Se o Lítio sozinho não te estabiliza e você tem intolerância ao Depakote, provavelmente precisa associar o Lítio a outro Estabilizador ou mesmo tentar te tratar com outro Estabilizador de Humor sozinho.

4) Posso trocar Carbolitium por Orotato de Lítio ou Lítio Oligosol?

Pergunta 1:

Após 8 anos de tratamento com Carbolitium, que diminuiu as crises em quantidade e intensidade, meu médico sugeriu que usasse o Orotato de Lítio.
Com 10 meses usando o Orotato de Lítio, após duas crises suaves de mania, estou tomando o Orotato com Stelazine e Tegretol, tratamento previsto para 1 ano.

A Litemia não funciona com o Orotato de Lítio.
O que e Orotato de Lítio, como funciona, tem validade para tratamento de Transtorno Bipolar, quais as diferenças e vantagens entre ele e o Carbonato de Lítio?

Posso trocar Carbolitium por Orotato de Lítio?

Resposta:

A impressão que os médicos têm, é que Orotato de Lítio não funciona mesmo porque ele não tem dose suficiente, tanto é que não aparece na Litemia.

Aparentemente essa relativa estabilidade de humor está sendo produto do Stelazine e do Tegretol.


Pergunta 2:

Meu namorado faz uso de 15 gotas de Carbonato de Lítio diariamente. Ele pode dirigir automóvel e se na empresa onde trabalha ficarem sabendo pode ser demitido?

Resposta:

Carbonato de Lítio não existe em forma de gotas, só em comprimidos, Carbolitium 300 mg e Carbolitium CR 450 mg o Carbonato de Lítio 300 mg fornecido pelo SUS.


Pergunta 3:

Lítio Oligosol ou Lítio Ortomolecular funciona?
A utilização do Lítio homeopático (Oligosol) para a depressão tem o mesmo efeito do Lítio usado pela alopatia?
Quando terei melhoras consideráveis da depressão, utilizando o Lítio Oligosol?
Se o Orotato de Lítio não aparece na Litemia, é porque ele não faz efeito, ou seja, o que estou fazendo não vai adiantar?
Antes do Orotato de Lítio , nunca tomei nenhum antidepressivo. O neurologista começou o tratamento somente com Orotato de Lítio, dizendo que é mais fisiológico do que o Carbonato e pretende continuar só com ele.
Tive um stress agudo, que desencadeou em mudança de humor, em sintomas de pânico e me levou a depressão. Minha depressão é reativa. Sinto-me como se estivesse aberta, como se meu mecanismo de defesa tivesse desaparecido. Estou tomando Lítio homeopático, uma ampola pela manhã. Hoje já são 10 dias que faço uso. Quando deverei ter melhoras significativas? Somente o uso do Lítio é suficiente para curar todos os sintomas? Qual a diferença, na solução da depressão, entre o Lítio homeopático e o Lítio alopata?

Resposta:

Que eu saiba, não existe nenhum trabalho científico que demonstre que funciona.
Ele nunca consegue produzir Litemia de 0,8, que é a dose de Lítio no sangue que tem efeito terapêutico.


Pergunta 4:

Quais os alimentos fonte de Lítio?

Resposta:

Nenhum significativo, em termos de efeito terapêutico.

5) Tratamento com Lítio e Psoríase, Acne e outros problemas de pele

Pergunta 1:

Quero saber se o Lítio causa espinhas, e emagrece, pois estou tomando há quase 2 meses e emagreci 7 quilos e agora estão aparecendo algumas espinhas no meu rosto?

Resposta:

É raro, mas pode acontecer.


Pergunta 2:

Soy una persona que toma Carbonato de Lítio y que el la cabeza y en el cuerpo se presento una psoriasis medicamentosa por el uso del Lítio. Como disminuyen ustedes estos efectos secundarios y con que medicamentos gracias.

Resposta:

Sim, o Lítio pode piorar a Psoríase e geralmente precisa ser substituído.


Pergunta 3:

Fui diagnosticado Bipolar e de lá pra cá passei por alguns terapeutas. Hoje, após 3 ou 4 crises de altas e baixas estupendas, estou chegando aos 4 anos de tratamento sem qualquer alteração relevante.
Meu médico refez toda minha dosagem de Lítio 300 mg para 450 mg por dia.

Realmente acertou em cheio e estou radiante com as ocorrências atuais.
Pelo que venho lendo nas colocações do Dr. Rubens Pitliuk e sua equipe, especialmente nas respostas a pacientes, eu cheguei lá: consegui empatia plena com o psiquiatra e que por sua vez não encena, mas gosta plenamente do que faz daí a habilidade e sucesso conseguido com a nova dosagem e resultados fantásticos.

Pergunto: algumas reações (diarréia e súbitos desligamentos/cochilos) do Carbonato de Lítio desapareceram ao longo destes anos.
Mas, não consigo me livrar de descamações (no couro cabeludo, atrás das orelhas, nas sobrancelhas, testa, aparentam com pele morta descamando ou caspa em escamas maiores).

Em uma das consultas com Dermatologista ele me informou que em função de estar utilizando Carbolitium este tipo de reação existiria e só poderia receitar alguns cremes ou géis paliativos.

Outro Dermatologista achou que se tratava de caspa, o que questionei, pois eu por conta própria já havia usado inúmeros shampoos e loções anticaspa.

Gostaria de informar que além da descamação nas sobrancelhas e testa às vezes produz-se uma mancha ao centro da testa que se torna mais proeminente quando estou mais estressado ou irritado.

Tudo isto é reação adversa, intoxicação ou alergia causada pelo Carbonato de Lítio?

Qual a sugestão dos Drs. a respeito?

Resposta:

Não se acredita que o Lítio provoque Psoríase, mas é bem conhecido que ele piora a Psoríase.
O Lítio também pode provocar acne, ou seja, essa descamação pode ser uma seborréia da Acne.

Só um dermatologista pode fazer o diagnóstico diferencial.
Nos casos de Psoríase geralmente o Lítio é trocado por outro Estabilizador de Humor.
Se for acne com seborreia em geral ela pode ser tratada sem trocar o Lítio.

Obrigado pelos elogios.

6) Tratamento com Lamotrigina, Lamitor, Lamictal, Lamictal Dispersível, Neural.

Pergunta 1:

Tomo Lamitor todos os dias (200 mg) e melhorei muito desde que iniciei o tratamento. Estudo muito para concursos, mas tenho notado uma queda de produção em minha capacidade de memória e concentração.
Tentei tomar Nootropil, mas sentia ainda mais Ansiedade e falta de concentração. Esses sintomas podem ser causados pela administração do Lamitor?

Resposta:

A Lamotrigina (Lamitor, Lamictal, Lamictal Dispersível, Neural) não costuma prejudicar a memória nem a concentração.

O Nootropil (Piracetam) é um remédio que quase não se usa mais.
Precisaria investigar outras causas dessa falta de concentração e memória, inclusive stress. Leia também a página de perda de memória em jovens.


Pergunta 2:

Olá, tenho uma dúvida, tomo Antidepressivo Sertralina, Lamotrigina também Synthroid para tireoide. O anticoncepcional Yasmim é o mais indicado, ou ele pode interferir no Antidepressivo e diminuir o efeito, gostaria da sua opinião, obrigada.

Resposta:

Existe a suspeita que a Lamotrigina (Lamitor, Lamictal, Lamictal Dispersível, Neural) diminua a eficácia dos anticoncepcionais hormonais.


Pergunta 3:

Tomo Lamitor e Zyprexa e venho reparando um enorme apetite. Engordei 4 quilos em um mês, não passo mais que 10 minutos sem nada na boca.
Não estou suportando essa situação. Ligo para médica e ela diz literalmente para eu fechar a boca. Por essa atitude estou pensando em nunca mais voltar lá.
Queria que ela me desse uma solução outro remédio, mas ela diz que tenho que conviver com o efeito colateral.

Não acho isso certo. O que eu queria saber é qual desses remédios pode ser responsável por esse comer desesperadamente e o ganho excessivo de peso?
Já tomei Trileptal e Sertralina outra época e digo que para mim foram maravilhosos. Já tinha tido alta porque a médica antes achava que eu tinha Depressão recorrente, mas depois da morte de um ente querido, dizem que tive um surto e ela entrou com essas que não estão me fazendo nada bem.

Esses antipsicóticos são muito mais fortes que os outros (Trileptal e Sertralina).

Resposta:

Com quase toda certeza o ganho de peso vem do Zyprexa (Olanzapina, Zopina, Opinox, Neupine, Zopix, Expolid, Olazofren). Talvez ele possa ser trocado por outro neuroléptico que não aumente a fome.


Pergunta 4:
Estou tomando meio comprimido de Lamitor há uma semana e gostaria de saber a partir de quanto tempo de tratamento eu começarei a me sentir melhor, porque eu ainda tenho umas fortes crises de Depressão e ansiedade.

Resposta:

Lamotrigina (Lamitor, Lamictal, Lamictal Dispersível, Neural) geralmente é dado junto com um Antidepressivo no começo do tratamento, por alguns motivos:

A dose de Lamotrigina tem que ser aumentada aos poucos (25 mg durante 15 dias, 50 mg mais 15 dias, 100 mg durante uma semana depois 200 mg ou mais) para evitar o risco de uma urticária muito grave que pode evoluir que pode evoluir para necrose de pele (Síndrome de Stevens Johnson).
A dose eficaz de Lamotrigina na prevenção de recaída de Depressão ou bipolaridade costuma ser acima de 100 mg por ia, em geral 200 ou 300 mg por dia.
Como a Lamotrigina é um Estabilizador de humor e não um Antidepressivo propriamente dito, no começo o paciente toma um antidepressivo junto.
Depois que a pessoa está bem, a Lamotrigina pode ser mantida sozinha, mas com redução bem lenta do antidepressivo.
Portanto, ele não começa a funcionar em uma semana nem na dose de meio comprimido (imagino que seja o de 25 mg).

7) Tratamento com Tegretol, Carbamazepina, Trileptal, Ox-Carbamazepina, Oleptal

Pergunta 1:

Olá, boa noite, tenho 23 anos e já usei Trileptal, por causa de Disritmia, por dois anos.

Fiquei um bom tempo sem medicamento, mas tenho uma personalidade muito forte, me irrito muito e fico me sentindo angustiada e com raiva.
Comecei a tomar Carbolitium 300 mg e Escitalopram 15 mg, mas engordei 10 quilos em 6 meses.

Troquei por Wellbutrin 300 XL, mas estou com medo do resultado.
O Wellbutrin é um ótimo medicamento, mas muito caro.

Mais uma coisinha, sofro de enxaquecas com vômitos e dores no olho algum medicamento pode estar prejudicando? Obrigadaaaa!

Resposta:

O Trileptal é um ótimo Estabilizador de Humor, pode melhorar bem a irritabilidade e também a Enxaqueca.
Então, se você ficou bem com o Trileptal, para que tentar remédios novos?


Pergunta 2:

Gostaria de saber se 100 mg por dia de Tegretol seriam suficientes como dosagem de manutenção, em uma pessoa jovem de 18 anos que é portadora de Transtorno Bipolar e que está no momento estabilizada, fazendo uso atual de 200 mg do Tegretol uma vez por dia e Fluoxetina 30 mg/dia.

Resposta:

Para saber se essa dose é suficiente, se faz a dosagem de Carbamazepina (a substância do Tegretol) no sangue, para ver se está na faixa terapêutica.
Algumas pessoas absorvem mais, outras menos, de modo que o mesmo número de mg pode estar baixo para uma pessoa, certo para outra e alto para outra.


Pergunta 3:

Medicamentos como Tegretol (Carbamazepina) podem afetar a eficácia de anticoncepcionais orais?

Resposta:

Sim, o Tegretol pode diminuir a eficácia da pílula.


Pergunta 4:

Tenho 23 anos e sofri inúmeras decepções com as pessoas, principalmente amigos. Depois da morte da minha avó minha Depressão piorou e me vi chorando até pelos desastres que aconteciam no jornal.

De vez em quando tenho uns ataques de agressividade grito muito com as pessoas que amo muito, que são meus pais e irmãs. Faço tratamento psiquiátrico com Sulpan e meio Tegretol e tenho a impressão de não estar sendo bem medicada, ou não ver efeito, o que faço? Todo Psiquiatra acerta?

Resposta:

O remédio correto é aquele que funciona. Tegretol muitas vezes é usado para conter ataques de agressividade, as pelo jeito não está funcionando para você. Pode ser porque que não seja o adequado, mas também pode ser que esteja em dose insuficiente. É o exame de sangue para Carbamazepina que vai dizer se a dose está boa.

Nem sempre se acerta logo na primeira tentativa.


Pergunta 4:

Minha mulher toma Tegretol e Carbolitium. Se sente sonolenta, cansada e enjoada. Começou a ter uma febre que chegava a mais de 39 graus chegando a ser socorrida no hospital.

A médica de plantão passou um antitérmico esperou a febre passar e fez um Leucograma que apresentou 3200 de leucócitos.

A febre continuou de maneira intermitente na quinta feira levei novamente a um clínico e ele pediu Rx de Tórax, Exame de Urina, Hemocultura para fazer quando estivesse com febre.

Voltamos à Psiquiatra e levantei a hipótese se poderia ser o Tegretol que estaria provocando as febres ele disse que não. Pergunto a febre tem a ver com a medicação?

Resposta:

O Tegretol pode provocar alergia, parece que não foi o caso. Uma sobrecarga hepática é facilmente diagnosticada em exames de sangue simples de TGO, TGP e GGT.

Ele não provoca febre a não ser raros casos em que ele provoca diminuição tão grande de glóbulos brancos (leucócitos), que aparece uma infecção.

Mas parece que também não foi o caso (o exame dela deu 3200 leucócitos).

Provavelmente a febre (que já passou) não tinha a ver com o Tegretol mesmo. Mas tanto ele quanto o Carbolitium podem provocar náusea. Acredito que vocês fazem regularmente a dosagem de Carbamazepina (Tegretol) e de Litemia (dosagem de Lítio) no sangue.

8) Perguntas e Respostas sobre dosagem de Lítio no sangue.

Pergunta 1:

Faço o uso do Carbonato de Lítio há 9 meses e tenho que fazer a dosagem do lítio a cada 2 meses. Comecei com 600 mg ao dia e minha primeira Litemia deu 0,4 milimol/L, o psiquiatra achou baixo e aumentou para 900 mg ao dia e o Lítio aumentou para 0,6 milimol/L.

Não contente com o resultado aumentou para 1.350 mg/dia elevando minha litemia para 1,12 milimol/L.
Continuei tomando a última quantidade prescrita todos os dias e agora, após 3 meses repeti a Litemia e estava 0,1 milimol/L ...

Como isso pode ser explicado? Como uma dose tão alta de Carbolitium pode diminuir dessa forma minha Litemia?

Resposta:

Se você toma o Carbolitium regularmente (mas não precisa ser cravado na hora exata), se fez todos os exames de 11 a 13 horas depois do último Carbolitium, se toma sempre o mesmo produto (Carbolitium ou o Carbonato de Lítio fornecido pelo Posto de Saúde) e se não fica toda hora alterando a quantidade de sal na comida nem começando e parando algum diurético, é possível que seja erro do Laboratório.


Pergunta 2:

Uma pessoa de minha família portadora de distúrbio de humor vinha se tratando com 5 comprimidos diários de Carbonato de Lítio e apresentava-se razoavelmente bem.

Apresentou sinais de depressão e no momento está altamente eufórica. Descobrimos que além do Carbonato de Lítio ela estava usando maconha. Consultamos um médico e este atribuiu a excitação ao excesso de Lítio, dizendo que esta dosagem de 5 comprimidos é absurda, inaceitável.
O médico que prescreveu esta dose de 5 comprimidos diários é um profissional de confiança, e, além disso, eram feitos exames para dosar o Lítio no sangue e em nenhum momento estes apresentaram resultado acusando excesso de Lítio.

Pela experiência que tenho com outro caso na família, e pelas informações que tenho a respeito, não concordo com a opinião deste médico que atribui a euforia ao uso de 5 comprimidos diários de Lítio..

Resposta:

Concordo com você, quem determina se o número de comprimidos de Carbonato de Lítio está baixa ou alta é a Litemia (dosagem de Lítio no sangue) e não o número de comprimidos que o paciente está tomando.

De qualquer forma, se a pessoa deprimiu e euforizou, talvez o Lítio não esteja mais funcionando.
A Maconha geralmente é mais "forte" que os Estabilizadores de Humor, ou seja, o Lítio, mesmo em dose adequada, não consegue estabilizar a doença dele.


Pergunta 3:

Meu marido faz tratamento com Carbolitium, só que agora ele está com um problema que penso eu, ser muito sério. A fala dele está muito estranha, é como se estivesse aprendendo a fala novamente. Será que tem algo haver com o tratamento?
O médico pediu um exame de sangue, para verificar a taxa de Lítio, o exame apresentou uma elevação, o normal seria até 0,6 mEq/l, e a dele estava em 1,3 mEq/l.

Por favor, peço que me auxílio o mais rápido possível. Obrigada!

Resposta:

Com alterações na voz e esse nível de Litemia 1,3 mEq/l parece ser intoxicação de Lítio mesmo. Ele deve suspender o Carbolitium, tomar bastante água, colocar umas pitadas de sal na boca e procurar o médico dele.

9) Meu marido precisa suspender o Lítio para eu engravidar?

Pergunta 1:

Sou noiva de um Bipolar. Desde o inicio de nosso relacionamento, meu noive nunca mais teve crises. Ele se trata, inclusive com Lítio. Gostaria de saber dos problemas para ele gerar filhos? Meu marido precisa suspender o Lítio para eu engravidar?

Resposta:

O efeito teratogênico do Lítio pode ocorrer quando a mulher toma durante a gravidez. O fato do marido estar tomando não implica em nenhum risco.


Pergunta 2:

Faz cinco anos que estou sendo tratada como Depressão. Tive até alucinações. Só que há mais ou menos 1 ano meu médico fez a dosagem de Lítio e deu baixo.
Agora estou tomando Carbolitium há mais ou menos 1 ano será que vou poder engravidar?

E se engravidar a criança pode nascer com problemas?

Resposta:

Lítio (Carbolitium) não deve ser tomado na gravidez e na amamentação, mas muitos outros remédios preventivos de Psicose e Bipolar podem.

Sobre a “falta de Lítio no sangue”, leia a página de tratamento com Lítio.


Pergunta 3:

Gostaria de saber se o Carbolitium causa infertilidade? Se eu estiver tomando ele pode impedir que eu engravide?

Resposta:

O Carbolitium não causa infertilidade, mas não deve ser tomado na gravidez.

10) Perguntas sobre Lítio, Hipotireoidismo, Hashimoto

Pergunta:

Preciso substituir o Carbolitium por problemas de tireoide. Qual o melhor medicamento para substituir o Carbolitium?
Fiz tratamento com Carbonato de Lítio por cerca de 3 anos e interrompi, por não suportar mais os efeitos colaterais. Já faz mais de 1 ano que não tomo Lítio e no último exame de sangue não havia mais vestígios do mesmo. Foi diagnosticado hipotireoidismo recentemente. Mesmo após suspensão do Lítio, os danos à tireoide causados pelo mesmo são irreversíveis? Obrigada.
Olá, tomo Carbolitium CR 450 mg (2x por dia) a apenas 5 meses, porém estou com o rosto, pescoço, costas, e ombros cobertos por espinhas internas, externas e muitos, muitos cravos que está chegando a deformar o meu rosto e nesses 5 meses ganhei 6 kg (mesmo com uma dieta equilibrada e exercícios).

Resposta:

Hipotireoidismo e Tireoidite de Hashimoto não costumam ser indicação para se interromper o Lítio, pois:

O tratamento do Hashimoto e do Hipotireoidismo é mais fácil do que o tratamento da Transtorno Bipolar.
Provavelmente já tinha uma tendência a hipotireoidismo.
Na grande maioria dos pacientes o risco do Lítio causar hipotireoidismo compensa, pois é mais fácil repor o hormônio tireoidiano do que tratar depressões recorrentes.
Não foi o Puran T4 que baixou sua Litemia (dosagem de Lítio no sangue). Às vezes a pessoa toma Lítio na mesma dose por meses e ele varia mesmo, aí precisa ajustar a dose.
Independente de conferir os hormônios tireoidianos, que devem sim serem controlados durante o tratamento com Lítio, se ele te provocou acne, provocou e ponto final. Caso o dermatologista não consiga controlar, pense seriamente em trocar de estabilizador de humor.

As outras opções de Estabilizadores de Humor são:
Carbamazepina (Tegretol)
Oxcarbamazepina (Trileptal, Leptard, Oxcarb)
Ácido Valpróico e Valproato de sódio (Depakene, Depakote)
Lamotrigina (Lamictal, Lamictal Dispersível, Lamitor, Neural, Léptico, etc.)
Quetiapina (Seroquel, Quetipin, Kitapen, Neotiapim, Quetipim, Quetros, Queopine, Queropax, etc.)
Aripiprazol (Abilify, Aristab)
Olanzapina (Zyprexa, Zopina, Axonium, Opinox, Neupine, Zopix, Expolid, Olazofren, etc.), e outros.
Ziprazidona (Geodon)
Risperidona (Risperdal, Zargus, Respidon, Risperdal Consta, Ripevil, Rispalum)
Azenapina (Saphris)

11) Existe mesmo incompatibilidade de Lítio com antiinflamatórios?

Pergunta 1:

Minha esposa faz uso de Carbonato de Lítio, e sempre que precisa tomar anti-inflamatórios é uma briga. Existe mesmo essa incompatibilidade de Lítio com anti-inflamatórios?
Faço esta pergunta ao Sr. pois minha esposa diz que o seu médico nunca informa qual ela pode tomar, diz para ela levar a receita do outro médico para ele ver, e todas as vezes disse não poder mas não passa outro.

Digo isto pela as palavras dela pois não me deixa acompanhar uma consulta, e seu médico quando o procurei diz ser ante ético dar informações da paciente.

Obrigado, gostei de mais de ter encontrado este site.

Resposta:

Não precisamos ser radicais. Um comprimido de anti-inflamatório de vez em quando não vai causar nenhum problema com o Lítio.


Pergunta 2:

Bom dia doutor, tomo Carbolitium de 450 mg 2x por dia há 15 anos e sigo muito bem de humor, graças a Deus, mas há aproximadamente um ano tenho Fascite Plantar e encontro dificuldades em tratar.
Faço exames regulares para verificar rins, tireóide etc, até agora tudo normal. Quero saber se posso ter alguma doença grave nos rins por causa do Carbolitium ou de antiinflamatórios associados, mesmo naturais?

Resposta:

Existem relatos de problema renal com Lítio na literatura médica, mas são extremamente raros. Para evitar isso se faz aquele exame simples de uréia e creatinina mais exame de urina a determinados intervalos (às vezes a cada ano).
De qualquer maneira, a Fascite Plantar não tem relação com os rins.

Quanto a esses anti-inflamatórios naturais, não conheço.
A Fascite Plantar não é tratada com tratamento físico e eventualmente corticoide?

12) Essa falta de afetividade pode ser efeito do Lítio?

Pergunta 1:

Gostaria de saber se, uma pessoa que faz uso de Lítio, pode ter suas emoções alteradas. Tipo ausência de calor afetivo pelos filhos, relações afetivas sem empolgação, uma certa apatia em relação aos familiares. Enfim, como se nada fosse muito importante…
Uma pessoa que passou pelas fases de euforia e depressão, e que atualmente se vê afastada de familiares sem que isso tenha muita importância na sua vida.
Essa falta de afetividade pode ser efeito do Lítio?

Resposta:

É mais provável que seja da doença que o fez tomar Lítio.
Talvez ele esteja com sintomas residuais de uma eventual Depressão.

Foi Transtorno Bipolar ou foi uma Psicose com sintomas negativos?
Antigamente havia relatos que artistas que tomavam Lítio sentiam diminuição da criatividade.

Provavelmente essa queixa se referia à comparação entre fase de estabilidade e fases hipomaníacas com grande atividade e criatividade.

O problema de ter fases hipomaníacas é que elas podem virar maníacas ou depressivas graves.


Pergunta 2:

Há um mês comecei a tomar Lítio. Ultimamente tenho percebido que laticínios passaram a ter um gosto e um cheiro que lembra detergente. Isso pode ter a ver com o Lítio?

Resposta:

Nunca ouvi falar. Já ouvi pacientes reclamarem de gosto metálico na boca.


Pergunta 3:

Faz quase dois anos que faço tratamento com Carbolitium 450 mg, gostaria de saber se ele pode causar perda de memória dificuldade para praticar esportes, pois sinto certo retardo de meus movimentos.

Resposta:

O Lítio não causa perda de memória nem falta de coordenação motora se não estiver em dose alta demais.

Antes de mais nada, confira sua Litemia.
Alguns pacientes sentem Impregnação com Lítio mesmo em doses baixas, mas é raríssimo.

13) O que quer dizer Litemia de 11 a 13 horas?

Pergunta 1:

O que quer dizer Litemia de 11 a 13 horas?

Resposta:

Quer dizer que para se saber se a dose de Carbonato de Lítio que a pessoa está tomando é eficaz (entre 0,8 e 1,2 no sangue), precisa fazer a Litemia (dosagem de Lítio no sangue) entre 11 e 13 horas após ter tomado o último comprimido de Carbolitium, portanto nesse horário (longe da última dose e perto da próxima) você tem a dose média daquela pessoa.


Pergunta 2:

Olá, li o tratamento com Lítio e as demais perguntas, mas ainda tenho uma dúvida: tomo Carbonato de Lítio há quase 3 anos (300 mg toda noite), mas meus exames nunca atingiram o nível terapêutico, está sempre por volta de 0,2.
Refaço o exame a cada caixa que tomo e continuo igual e tomando o remédio.

Desta forma faz algum efeito? Tomo Rivotril e Fluoxetina também. Gostaria de uma alternativa para parar de tomar o Lítio, mas com esse resultado do exame meu médico não me deixa parar. Vocês podem me orientar, por favor?


Resposta:

Mas é lógico, se você sempre faz a Litemia (exame para dosar o Lítio no sangue) tomando os mesmos 300 mg de Carbolitium, sempre vai ter o mesmo resultado de 0,2.

O exame serve para calcular tua dose ideal de Carbolitium, que precisa ser aumentada para chegar à faixa terapêutica (0,8 a 1,2).


Pergunta 3:

Boa noite Dr. Rubens Pitliuk, fui diagnosticada há muitos anos com Síndrome do Pânico, Fobia Social, Depressão, Ansiedade, TOC e muito recentemente com Transtorno Bipolar de grau muito leve.
Há anos tomo Rivotril e Antidepressivos, estes já experimentei quase todos que existem e não vejo melhoras significativas.

Na minha última consulta meu médico me receitou Assert 50 mg, Rivotril 2 mg (esse tomo faz mais ou menos 8 anos) e Carbolitium 300 mg. Ocorre que, não vejo melhora na minha Depressão nem ansiedade, me sinto cada vez mais pra baixo, uma vontade enorme de morrer, como se nada mais valesse a pena.

Mas a minha maior dúvida, é quanto ao que venho sentindo. Como minha próxima consulta é daqui a quase 1 mês, resolvi recorrer ao sr, espero que possa me ajudar.
O fato é que depois de começar com o Assert e o Carbolitium venho sentido terrível mal estar, tremores, cãibras nos pés, suores, ansiedade, taquicardia, enjôos, fraqueza e cansaço muito grandes.

Pensei ser efeito do Assert, mas tomei Zoloft por muito tempo e não me fez mal (afinal os dois são Sertralina).
Minha última Litemia deu 0,3. Será efeito apenas do Carbolitium, ou da associação deste mais o Assert?

Por favor, Dr. Rubens Pitliuk, ficaria imensamente grata se pudesse me ajudar, até minha próxima consulta não tenho a quem recorrer pra tirar essa dúvida.

Desculpe se o texto foi longo, procurei ser o mais concisa possível. Agradeço desde já.

Resposta:

Olá Rebeca, sua dosagem de Lítio (Litemia) ainda nem chegou a um nível terapêutico e não tem problema a associação da Sertralina com o Carbolitium.

Muito improvável que essa dose baixa de Carbolitium provoque tantos efeitos colaterais.

Mas o mais importante de tudo: procure um Psiquiatra que reveja esses diagnósticos. Em mais de 40 anos de formado nunca vi um paciente que tivesse tantas doenças (Síndrome do Pânico, Fobia Social, Depressão, Ansiedade, TOC e Transtorno Bipolar).

14) Dosagem de Lítio igual a zero não quer dizer nada.

Pergunta:

Fiz o dosagem de Lítio (Litemia) e o resultado constou indetectável. Isso significa que não tenho Lítio?
Faço tratamento de Hipotireoidismo há cinco anos, utilizando Puran T4 150 mcg.
Notei que estou me sentindo muito nervosa há alguns anos, às vezes é incontrolável.

Já reclamei com minha endocrinologista, mas ela nada me disse. Conversei com minha ginecologista e ela me disse que provavelmente seria falta de Lítio no organismo.
Marquei para levar o exame na próxima semana, mas queria saber o que significa...

Isso realmente implica no meu excesso de nervosismo.
Se tomar algum tipo de dosagem do Lítio isso será resolvido?


Resposta:

Se você não está tomando Carbolitium, com certeza seu Lítio no sangue é indetectável ou próximo de 0. Isso não quer dizer nada. Leia a página sobre tratamento com Lítio.

© 2020 por mentalhelp