Perguntas e Respostas: 

Stress

1) Depois do assalto minha vida mudou, me afastei dos amigos, pelo Stress pós Traumático

Pergunta 1:

Tenho 18 anos e sofro de Stress pós Traumático há três meses tudo começou devido a um assalto. Depois do assalto minha vida virou de cabeça pra baixo, saí do emprego, me afastei dos meus amigos.

Deixei de sair, de tocar, pois sou DJ e estou agora fazendo um tratamento com remédios antidepressivos específicos pra a Síndrome do Pânico.
Estou muito triste e queria muito conhecer pessoas que tem esse mesmo problema, pois sofrer com essa doença sem conhecer ninguém que tenha ela é muito difícil.

Mas graças a Deus estou bem melhor devido às medicações Obrigada pela atenção. Kisses.
Que bom que você melhorou.
Continue sempre sendo assim simpática e alegre.
Ter personalidade animada e otimista ajuda bastante na melhora.
Mas tenho a impressão que além da medicação, seria importante você fazer uma terapia também.

Resposta:

Que bom que você melhorou.
Continue sempre sendo assim simpática e alegre.

Ter personalidade animada e otimista ajuda bastante na melhora.
Mas tenho a impressão que além da medicação, seria importante você fazer uma terapia também.


Pergunta 2:

Tive Câncer. Antes, como hoje, tenho os mesmos sentimentos: como compulsivamente num grande sentimento de autodestruição. Sinto-me fracassada, disforme, enojada de mim, suja por dentro e incapaz de acreditar que posso sair deste buraco que me encontro.

O vazio é imenso, angústia, raiva de mim. Me apavoro em pensar que a doença pode voltar. Junto de tudo isto, sinto muito sono, desânimo, vontade de ficar na cama e dormir as 24 horas por dia. Comecei um tratamento com psiquiatra e estou tomando Frontal e Paxil CR.

Resposta:

Câncer pode sim provocar depressão, mais Stress pós Traumático. Paxil CR é uma das boas opções de tratamento, mas leva 3 a 6 semanas para funcionar. Passado esse prazo, ou se aumenta a dose ou se troca de remédio, até você ficar boa.


Pergunta 3:

Tive uma alergia, meu corpo começou a coçar na região do abdômen. Um médico da minha pequena cidade disse que era sarna e me tratou 15 dias como tal, inclusive com antibióticos, pois coçava muito e começou a ficar inflamado.

Como não deu resultado, fui a um alergista em vitória que diagnosticou Pitiríase Rosea de Gilbert, receitou Cortisona em comprimidos e pomada com Corticoide para as áreas afetadas. Também não adiantou.
Fui a um dermatologista em Cachoeiro, diagnosticou Eczema de Grover, receitou mais Cortisona, Diprospan Injetável.

Comecei a ficar muito inchada e com dificuldade para respirar, ele mandou que suspendesse a Cortisona (tomando há dez dias mais a injeção) dois ou três dias.

Depois de parar de tomar o Corticoide comecei a ter crises que achei que eram cardíacas, meu coração disparava, suava frio, sentia calor, sede insuportável, pressão 21 por 10, medo injustificável, achava que ia morrer naquela hora.

Sentia um formigamento pela minha coluna em direção a minha nuca.
Em alguns dias essa crise se repetiu por 3 ou 4 vezes, ficava internada na clínica com medicação sublingual para pressão alta, muitas vezes não resolvia, enfim, por mais ou menos cinco meses fiquei nessa agonia até que um amigo cardiologista disse que isso era síndrome do pânico, pois ele já havia feito vários exames (Ecocardiograma, Eletrocardiograma, Esteira, pesquisa de Feocromocitoma, dosagem de hormônios, enfim, 52 exames no total e nada de anormal).

Me foi receitado uma Fluoxetina pela manhã e esta semana ele passou meio comprimido de Rivotril de 2 mg à noite.

Melhorei um pouco mas ainda estou insegura quanto ao diagnóstico e ao tratamento correto. Moro numa cidade do interior e não tenho opções de médicos psiquiatras.
Caso ache que o que sinto se enquadra em Síndrome do Pânico estou disposta a ir até aí.

Tenho 51 anos, sou casada, tenho quatro filhos e nunca tive nenhum problema de saúde até agora.

Agradeço se puder me responder de uma forma mais abrangente, sei da grande demanda, mas estou confiante de receber uma resposta. Um abraço e obrigada.

Resposta:

Espero conseguir ajuda à distância: esses Ataques de Pânico que você tem tido podem ser uma reação a essa dificuldade de diagnosticar o que você tem e também pode ser uma reação à Cortisona.
Provavelmente o Rivotril acaba com eles e nem precise da fluoxetina (mas ela também pode ajudar).
Logicamente o problema dermatológico continua.

Eu procuraria um dermatologista de mais idade e muita experiência, pois pelo jeito os diagnósticos até agora estão muito contraditórios.
Se quiser vir a São Paulo, só posso agradecer a confiança depositada em mim, mas me parece que teu tratamento desses ataques de ansiedade está no caminho certo.


Pergunta 4:

Quase fui assaltada perto da minha casa. Com a crise no Brasil os assaltos se tornaram mais freqüentes e sempre que eu saia na rua ficava sobressaltada. Não consigo ficar tranqüila. Por que eu tenho que ficar olhando pra trás e pra frente com medo, pensando:"será que o assaltante vai aparecer na próxima esquina?".

O medo não é só de perder meus pertences também é de perder a minha vida ou ser agredida
Sinto uma tristeza, sabe ? Como se fosse uma mágoa.

Me sinto impotente em não poder ou saber me proteger perante essa situação.
Eu não gosto de passar pelas ruas que levam até o centro do bairro, mas não tem outro jeito,para chegar lá tem que passar.

Depois que eu quase fui assaltada não trabalhei mais, até por que o emprego era temporário, eu moro com os meus pais, dependo deles e acabei me acomodando.

Depois daquele evento eu só saia com eles, uma vez sai sozinha, eu tive que ir ao mercado e na volta quando eu tive que passar pela rua que vai chegar no centro do bairro eu quase fui assaltada novamente.

Vi o motoqueiro se escondendo atrás do carro, ele passou ao meu lado, me olhou com aqueles olhos esbugalhados e eu senti como se ele quisesse me abraçar.

Minhas pernas começaram a tremer por causa da adrenalina.
Corri até chegar em casa. Eu tenho 25 anos e não quero mais viver nisso.Esse evento não pode fazer aniversário.Não dá mais pra depender.

Me sinto acuada, uma presa fácil, até por que me pareço uma menina e é isso o que eles querem, mulheres sozinhas, presas fáceis.
Eu não posso mais viver assim,sendo refém disso.

São eles é que deveriam viver assim com medo,acuados,com medo da polícia.

Mas não é assim. Eu não posso esperar que a sociedade me proteja. Que a polícia me proteja.Eu não me sinto segura. Isso tem que mudar. Eu tenho que mudar isso.Não sei o que fazer para mudar isso.

Mas eu preciso mudar isso de alguma forma,não sei como mas tenho que mudar.

Resposta:

Você tem toda razão em querer que as coisas mudem no Brasil, mas infelizmente não parece que vão mudar.
Enquanto a situação não muda, não tem sentido você sofrer assim.
Parece que você está sofrendo um Stress pós Traumático e deveria se tratar.

2) Ansiedade, Stress, Pânico e Depressão podem deprimir o sistema imunológico.

Pergunta:

Tenho um amigo meu que acredito precisar fazer um tratamento psiquiátrico e também psicológico, pois ele fica doente muitas vezes no mês.
Eu tinha o mesmo problema até descobrir que tudo isso era meu corpo me dizendo que minha mente não estava legal.

Iniciei tratamento com psicólogo e psiquiatra e desde então nunca mais tive sequer uma gripe.
O que seria aconselhável ele fazer?

Resposta:

Ansiedade, Stress, Pânico e Depressão podem sim deprimir o sistema imunológico, com isso aumenta a incidência de viroses e uma série de outras doenças.

Mas isso não quer dizer que a pessoas nunca mais vai ter uma gripe...
De qualquer forma, tratando os sintomas de Stress, a qualidade de vida só pode melhorar.

3) Stress pós traumático com pânico, agorafobia e dores de cabeça

Pergunta 1:

Depois de um assassinato na minha família, o médico me receitou tomar Amitriptilina toda noite, mas não tomei fiquei com medo de dormir muito pois tenho um bebe mas depois de alguns meses estava sentindo muitas dores de cabeça parecia que eu ia ficar louca.

Voltei ao médico e ele me receitou Amitriptilina mas agora estou voltando a ter dores de cabeça. Mas é estranho pois não sinto uma dor de cabeça normal e como se o sangue quisesse circular e não conseguisse. É normal??? E

Resposta:

Normalmente a Amitriptilina não dá dor de cabeça, ela até usada como preventivo de enxaquecas. Mas se cada vez que você começa a tomar Amitriptilina tem dor de cabeça, pode ser que você tenha intolerância a ela.


Pergunta 2:

Olá Doutor Rubens Pitliuk, comecei a sentir sintomas de Pânico após a morte da minha mãe há 18 meses, vítima de acidente quando viajava comigo.

Usei Rivotril e Depakote com melhora razoável, mas engordei 15 kg, odeio ser gorda e estou com 80 kg, então mudou para Citalopram e Torval e eu piorei, os sintomas voltaram, principalmente um frio horrível na boca do estômago, contínuo que chega a doer o peito.
Estou tomando Sertralina e Lorax há 15 dias, mas ainda não senti nenhuma melhora.

Posso esperar ficar boa?

Resposta:

A troca de Depakote para Torval não faz muito sentido, pois são a mesma substância.
Lorax (Lorazepam) e Sertralina (Zoloft, Tolrest, Assert) são boas opções, mas depois de 15 dias sem efeito, provavelmente precisa aumentar a dose.

Por outro lado você também usou outras duas boas opções (Citalopram e Rivotril) e não melhorou.

Isso indica que seus ataques de Pânico talvez estejam relacionados a uma situação de Stress pós Traumático, portanto uma Psicoterapia breve também está indicada, além da medicação.


Pergunta 3:

Olá Dr. Rubens Pitliuk, sou cirurgião e em 2004 sofri um episódio de crise hipertensiva. Senti taquicardia e tremores, fiquei de observação por 12 h e foi muito chocante pra mim.

Passei a desenvolver um quadro sugestivo de Pânico, ansiedade e agorafobia, que fui relevando.
Atualmente, devido ao stress do trabalho parece estar aumentando, já estou com consulta marcada com psiquiatra para tratamento.

Pergunto se além do tratamento medicamentoso e exercícios físicos e de relaxamento, a hipnoterapia ajuda nestes casos?

Resposta:

Não tenho experiência com hipnose, mas se for mesmo um Stress pós Traumático, geralmente a medicação e uma breve terapia resolvem.

4) Fico tenso, minhas pernas ficam cansadas, muito suor nas mãos e axilas.

Pergunta 1:

Tenho 18 anos e fui diagnosticada com Depressão leve por um Cardiologista, que me passou Amytril e Exodus.
Eu gostaria de saber se posso tomar os dois à noite, antes de dormir, pois passei muito mal de sono nessa manhã com Exodus.
Tomei só 1/4 de Amytril na noite passada, pois fiquei com medo de não conseguir acordar para trabalhar, mas o Exodus me derrubou, voltei para casa dormi por duas horas e voltei ao serviço.

Seria recomendável tomar os dois juntos à noite?

Tenho uma padaria, sou uma pessoa ansiosa e muito estressada, minha mãe acreditou que poderia ser síndrome do pânico quando estava mal e meu tio, que também tem síndrome, suspeitou. Estou indo atrás de um psiquiatra, mas devo continuar tomar os remédios?

Devo toma-los juntos antes de dormir ou como o cardiologista recomendou?

Resposta:

Olha, seu médico decide, mas geralmente não há nenhum problema em mudar o horário do Exodus (Escitalopram, Lexapro, Reconter).

Mais importante do que isso seria você se tratar com um especialista.
Você já ouviu Depressão leve, Síndrome do Pânico, Stress. Não seria melhor ter certeza do diagnóstico e fazer o tratamento adequado?


Pergunta 2:

Faz algum tempo que sinto que meu corpo não está legal.
Venho sentindo cansaço na hora que acordo, a ponto de perder a vontade de levantar para trabalhar, fico tenso, minhas pernas ficam cansadas, muito suor nas mãos e axilas, as mãos sempre geladas, o rosto está com nervos ou músculos, não sei, sempre duros, chega a dar certa fadiga.
Eu trabalho no escritório e sempre sentado, mas não consigo ficar com a perna parada, tem que estar sempre balançando, mesmo quando estou em casa deitado, tenho que estar com a perna mexendo.

Quando acordo e até em torno das 17:00 hs, fico muito trêmulo, muito mesmo, e isto está me deixando muito apreensivo.

Gostaria de saber se isto realmente é Stress, e caso seja, que médico devo procurar, pois estou ficando apavorado.

Resposta:

Pode ser Stress sim, que muitas vezes vem acompanhado de uma depressão.

Procure um psiquiatra, ele irá investigar problemas que possam estar provocando esse estado, por exemplo, alterações na Tireóide, Apneia do Sono, efeitos colaterais de algum remédio que você esteja tomando, etc.

Se concluir por Stress mesmo, ele tratará adequadamente.

© 2020 por mentalhelp