Perguntas e Respostas: 

TDAH, DDA ou Déficit de Atenção - Hiperatividade em Crianças

1) Porque uma criança TDAH trata com Dogmatil e não Ritalina, Concerta ou Venvanse?

Pergunta:

Minha filha de 8 anos têm DDA, que foi diagnosticado por um neurologista.

Está sendo medicada com Dogmatil, mas ele causa aumento de peso, em 15 dias ela engordou 3 kg.
Existe alguma medicação que substitua o Dogmatil e não cause aumento de peso?

Resposta:

Mas porque uma criança com diagnóstico de TDAH está sendo tratada com Dogmatil e não com Ritalina, Concerta ou Venvanse?

2) Uma criança pode ter TDAH e tiques (Síndrome de Tourette).

Pergunta:

Gostaria de saber se é possível uma criança de 5 anos, agitada e impaciente, que apresenta tiques freqüentes há mais de um ano ser apenas Hiperativa.

Hiperatividade pode desencadear tiques?
Ou melhor, dizendo: tique é um sintoma de Hiperatividade? Ou ainda, Hiperatividade e TOC podem aparecer juntos?

Resposta:

Uma criança pode ser Hiperativa (DDA ou TDAH) sim e pode ter tiques (que pode ser a Síndrome de Tourette).
Existe comorbidade entre as duas doenças, ou seja, ambas podem aparecer no mesmo paciente.

Mas veja bem, enquanto o TDAH vai precisar de tratamento e orientação pedagógica por muitos anos, na maioria das vezes os sintomas de Tourette (tiques e cacoetes) desparecem antes da adolescência.

3) Enfatize o que a criança tem de melhor, fortaleça alguma habilidade.

Pergunta:

Uma criança de 7 anos Hiperativa deve saber que ela é Hiperativa?

Resposta:

Sim ela deverá saber.

Porém, a informação deverá partir dos pais, e se for o caso, com a ajuda de um profissional.
Se você é a mãe ou profissional, informe-se primeiramente para saber responder às perguntas que poderão surgir.

Uma criança Hiperativa poderá apresentar vários problemas entre eles: de sociabilidade, de aprendizagem, entre outros e isso causa sofrimento a ela.

É importantíssimo a criança saber de suas limitações, mas principalmente de suas potencialidades e ser reforçada nisso.
Enfatize sempre o que a criança tem de melhor, se possível, ajude-a no fortalecimento de alguma habilidade que ela desenvolva bem.

Será muito bom para a autoestima da criança ser muito boa em algo, seja na vida acadêmica, no esporte, na vida familiar, ou na social.

Com carinho e palavras simples a criança terá condições de assimilar o que significa Hiperatividade e com orientação lidar com isso da melhor forma.

Boa sorte, Psicóloga Ivonete Garcia.

© 2020 por mentalhelp