Perguntas e Respostas: 

Tratamento com Remédios Psiquiátricos

1) Tratamento com Donaren, Donaren Retard, Trazodona, efeitos colaterais

Pergunta 1:

Boa noite, faço uso há uns 6 meses de Donaren Retard à noite, depois de anos com sono irregular, pois, mesmo tomando calmantes dos mais variados demoro a dormir e quando conseguia era um sono turbulento, enfim Sertralina pela manhã e Donaren de dia, mas à noite estou urinando sem perceber... a minha última consulta ao meu psiquiatra eu não reparei só lembrei na hora que sai e a consulta agora é só para outubro.
Será que é pelo fato do Donaren me fazer dormir bem demais? Não durmo muitas horas geralmente as 22:00 e acordo as 5:30 ...

Pode me ajudar até eu ir na consulta?

Resposta:

Conforme a idade e o peso, algumas mulheres podem ter Prolapso de Bexiga (“bexiga caída”), que pode causar incontinência urinária em algumas situações, como sono profundo demais. Já que sua consulta com o Psiquiatra ainda demora, procure seu Ginecologista.
É uma suposição, o Ginecologista vai confirmar ou não.


Pergunta 2:

Faço uso uns cinco anos de Bromazepam 3 mg e agora estou usando a metade dele, pois o médico me passou o Donaren Retard 150 mg para eu parar de usar o Bromazepam. Estou no caminho certo? Já cheguei a tomar Bromazepam até de 6 miligramas, agora tomo hoje só metade de 3 miligramas.

Resposta:

Provavelmente você está no caminho certo. É sempre bom tentar trocar um Benzodiazepínico por outra categoria de medicamento, por exemplo, um antidepressivo, no caso de uso prolongado. Boa sorte!


Pergunta 3:

Faço uso de Ciclobenzaprina, pois tenho desgaste e inflamações nos ossos e o neurologista, me passou Donaren, me esqueci de dizer que tomo este medicamento e gostaria de saber se posso usar os dois, pois tenho Glaucoma.

Resposta:

O problema se misturar Donaren com Ciclobenzaprina (Miosan) é o risco de ter muita sonolência.
Mas tanto o Donaren quanto a Ciclobenzaprina devem ser usados com cautela (controle de Pressão Ocular) em pacientes que sofrem de Glaucoma


Pergunta 4:

Gostaria de uma explicação. Primeiro um médico neurologista me prescreveu Donaren 50 mg. Ele disse pra tomar dois. Depois fui ao psiquiatra e ele mudou pra Donaren Retard 150 mg, eu tomo dois a noite e tenho ficado com muita indisposição.
Gostaria de saber se eu poderia utilizar o Donaren de 50, pois vai perder e são três caixas. Obrigada

Resposta:

Desculpe, mas quem deve explicar é quem receitou... Você aumentou a dose de 100 mg (dois comprimidos de Donaren 50 mg) para 300 mg (dois comprimidos de Donaren Retard 150 mg), ou seja, você triplicou a dose de uma vez.


Pergunta 5:

Tenho 62 anos e há anos que tomo Trazodona - Tritticum, mas estes já nada me valem qual o melhor para a ansiedade e depressão e sono?

Resposta:

Depende da dose e da origem da sua ansiedade e depressão. Só o médico que acompanha seu tratamento pode decidir o que fazer.
A dose da Trazodona (Tritticum em Portugal, Donaren no Brasil) varia de 50 a 450 mg por dia!


Pergunta 6:

Gostaria de saber se o medicamento Donaren engorda ou dificulta na perda de peso, e se ele interfere na libido.

Reposta:

Donaren ou Donaren Retard ou Trazodona não costuma dar ganho de peso e é mais frequente ele aumentar do que diminuir a libido.


Pergunta 7:

Comecei há pouco tempo um tratamento com Donaren 50 mg, devido à minha ansiedade. Tomo Bromazepan 6 mg à noite por um incômodo nas pernas, uma dor semelhante à tendinite. Com o Bromazepam (Lexotan) isso e passa.

Dentro destes fatos, o efeito do Donaren que relaxa, causa também uma preguiça, mas durmo bem.
Venho perguntar se a junção de Donaren (à noite) e Fluoxetina (dia) tem contraindicação, pois não sou ativa?

Resposta:

Pelo que entendi você quer saber se Donaren à noite iria melhorar teu sono e se a Fluoxetina de dia iria te ativar mais?

Infelizmente sem conhecer mais detalhes não tenho como te responder, mas de uma maneira geral, a Fluoxetina é um Antidepressivo mais da linha tranquilizante e não da linha estimulante, que me parece que é o que você está querendo.

Converse com teu Psiquiatra sobre combinar Donaren com Donaren Retard, pois o primeiro dá sono e o segundo muito menos.

Com relação a esse incômodo nas pernas, que atrapalham o sono e te fazem precisar do Lexotan, dê uma lida na Página sobre Síndrome das Pernas Inquietas.


Pergunta 8:

Tomo medicamentos para a Depressão há mais de 8 anos e só agora venho enfrentando problemas com a minha libido. O que devo fazer para melhorar minha libido? Qual o medicamento que poderia me ajudar?

Tive a primeira crise de Depressão com 22 anos, tomei Fluoxetina por um ano, parei por conta própria e tive recaída de Depressão.
Depois tratei com Paroxetina, Venlafaxina 225 mg mas continuava cansada, com dores no corpo e na cabeça e a libido desapareceu.
O que me resolvia mesmo era a Fluoxetina (Prozac).

A médica receitou outros medicamentos para tentar sanar os efeitos colaterais sexuais, como Donaren e Bupropiona, mas não resolveu.
Me falaram que o Donaren (Trazodona) sozinho não seguraria a Depressão.
Quero conversar com meu Psiquiatra sobre tomar Amantadina, ou qualquer outro medicamento que atue na dopamina e apenas nela.

Não sei se causa mais ansiedade ou não, e se, de acordo com sua experiência clínica, você teve que receitar antídotos para esse efeito colateral (sexual) e se o resultado foi satisfatório.

Resposta:

Amantadina (Mantidan) é recomendado, mas nem sempre funciona.
Quem disse que Donaren não segura? O Donaren (Trazodona) começa a ter efeito antidepressivo bom acima de 150 mg.

Só que ninguém conseguia tomar mais de 150 mg de Donaren por causa do sono. Mas agora existe o Donaren Retard (liberação prolongada), que dá muito menos sono que o Donaren simples.
É questão de ir aumentando a dose aos poucos.

Converse com tua Psiquiatra sobre Estabilizadores de Humor, sobre Parnate, são opções boas para quem precisa Antidepressivo e tem esse problema de libido.

2) Tratamento com Brintellix, Vortioxetina, efeitos colaterais

Pergunta 1:

Qual o melhor horário para tomar Vortioxetina? Posso tomar a noite junto com Zolpidem? Porque durante o dia sinto muito enjoo.

Resposta:

Quando o Brintellix ou Vortioxetina provoca náusea, a recomendação é tomar na hora de dormir nos primeiros dias, depois geralmente o enjoo passa e pode tomar em qualquer horário.
Geralmente não tem problema tomar Brintellix junto com o Zolpidem


Pergunta 2:

Para migrar da FLUOXETINA para o BRINTELLIX tenho que ficar 14 dias sem nem um nem outro?

Resposta:

Geralmente não precisa.


Pergunta 3:

Dr. tenho 55 anos, sofro de Ansiedade e tive 3 crises de Pânico na vida, muito fortes! Também tenho Depressão que me deixa sem motivação, me fechei... Estou em tratamento há 1 ano e me equilibrei bem com 30 gotas de Reconter. Porém engordei 12 kg e passei a ter nojo de sexo!

Minha vida mudou radicalmente e não sou feliz. Recentemente iniciei o Brintellix e há 10 dias estou tomando 10 mg, enquanto fiz o desmame do Reconter que me provoca choques na cabeça e tonturas.
Mas nada está adiantando, voltei a ter desânimo, irritação, ansiedade e MEDO!

Agora foi recomendado desmamar por 4 dias o Brintellix, e simultaneamente tomar Pristiq 50 mg. pois sou muito sensível à medicação, então estamos com cautela.
Pergunto: o Pristiq serve para pânico, ansiedades e depressão?

Não vou continuar engordando e sem libido? Também preciso ter disposição para viver! Muito obrigada.

Resposta:

Olha, ganhar 12 Kg com Reconter (Lexapro) é bem raro. Mas essa dose prejudicar muito a libido infelizmente é bem comum.

O Pristiq pode prejudicar a libido também, o que não quer dizer que vá prejudicar para você...
Aos 55 anos, você já dosou a Testosterona? Às vezes o remédio sozinho não baixa a libido, mas se a Testosterona já é baixa, aí pode zerar mesmo.

Não desista do Brintellix antes de 20 dias com a dose de 10 mg, apesar de ainda não se saber se ele é eficaz em Pânico. Além disso, ele pode ser suspenso de uma vez, se for o caso.
Gostaria de indicar uma medicação que seja eficaz na Ansiedade, Pânico e Depressão e ao mesmo tempo não engorde nem prejudique a libido, mas não se pode fazer isso em nenhum site médico.


Pergunta 4:

Estou tomando Brintellix há 20 dias e até agora não fez efeito. Gostaria de saber se posso associar com outro antidepressivo como, por exemplo, Zetron, Sertralina, Prozac ou Cymbalta? Qual o senhor indicaria para fazer essa combinação?

Resposta:

A recomendação é que se o Brintellix não funcionar em 14 dias, a dose deve ser aumentada para 20 mg. O problema é que o custo de 20 mg de Brintellix por dia é inacessível, para a maioria dos pacientes.
Porque associar outro antidepressivo e não simplesmente trocar por outro?


Pergunta 5:

Olá estou tomando Brintellix de 10 mg há 20 dias e tenho sentido desde o segundo dia formigamento e queimação nas pernas, nas costas e no rosto principalmente debaixo do olho esquerdo, além de sentir dor de cabeça tipo pressão e ainda náusea. É normal?

Quanto à depressão estou me sentindo muito bem... Quanto ao Déficit de Atenção não vi melhora ainda. Tenho TDAH. Obrigada!!!

Resposta:

O Laboratório recomenda que pacientes que sentem náusea com o Brintellix devem tomar o comprimido na hora de dormir. Essa náusea deve passar com o tempo e aí o horário de tomar o Brintellix é indiferente.

Esses formigamentos eu desconheço, alguns pacientes sentem uma leve coceira nos primeiros dias, que passa logo.
Com relação ao TDAH, o Brintellix não tem indicação em TDAH, pode ser que você precise tratamento combinado.


Pergunta 6:

Estou com Depressão e meu Psiquiatra me passou Brintellix 10 mg. Mas tem 25 dias e não passou. Em quanto tempo começa a fazer efeito? Ou será que o de 10 mg não está sendo suficiente?

Resposta:

O Brintellix costuma funcionar em 14 dias, depois disso é comum aumentar a dose para 20 mg por dia.
Mas também é possível que ele não seja o antidepressivo ideal para você.
Nem todos os Antidepressivos funcionam para todas as pessoas.


Pergunta 7:

Queria saber se o medicamento Brintellix pode ser um bom remédio para ansiedade por ter menos efeitos colaterais que os demais e se tem eficácia parecida ao Lexapro?

Encontro pouca ou nada informação na internet.
O problema dos demais ISRS que já experimentei foi sobretudo o retardo ejaculatório.

Muito obrigado.

Resposta:

Essa dúvida é comum. Ainda não se sabe se o Brintellix vai ser um bom medicamento para a Ansiedade também. Se ele repetir a história de muitos outros Antidepressivos, sim, ele será uma boa opção para tratamento de Ansiedade sem os efeitos colaterais sexuais de tantos outros antidepressivos (não todos!).
Mas na dose de 20 mg por dia ele também pode prejudicar a libido.

Pergunta 8:

Dr. Rubens, bom dia. Sempre acompanho o seu site gosto muito das informações que estão disponíveis porque são muito sérias e de ponta. Há um ano estou em tratamento com o Brintellix, um comprimido de 10 mg a noite, recentemente após conversar com meu médico comecei a tomar o Concerta 18 mg e com ele me sinto muito bem, com mais energia, mais tranquilo, focado no trabalho e nos afazeres. Nos finais de semana, no sábado não tomo o concerta e percebo que fico um pouco irritado, nervoso, mas no decorrer do dia até a noite vai diminuindo. Isso é um efeito colateral, é normal acontecer? Tem algo que o Sr. possa indicar para eu conversar com minha médica? Agradeço antecipadamente sua atenção.

Resposta:

Boa tarde. Não deveria acontecer. Se vc não tomou Concerta sábado de manhã, o da sexta nem está agindo mais. Talvez vc precise da combinação de Brintellix e Concerta todos os dias, inclusive finais de semana.

Se é que você precisa Brintellix + Concerta. Já pensaram no Concerta sozinho?

3) Tratamento com Lexapro, Reconter, Exodus, Esc, Escilex, Espran, Eudok, Deciprax, Eficentus, Escitalopram, Felissa, Lesdot, Mind, Remis, Scitalax, Unitram

Pergunta 1:

Dr., estou tomando 4 gts de Reconter. Tbem tomo lítio 2 450 mg e 1 de 300 mg sofro ansiedade além de ser bipolar leve mais p/ tristeza eu nunca tinha usado esse remédio em gotas nem comp. Só atualmente estou com refluxo e o gastro falou p/ continuar estou muito ansiosa devido o deve comer me ajude penso muito em parar com o Reconter mas estava me fazendo bem antes desse problema.

Resposta:

Provavelmente o Reconter não piorou o refluxo.


Pergunta 2:

Dr. minha psiquiatra receitou- me Lexapro pela manhã, Olcadil 2 mg duas horas antes de deitar e Stilnox 12,5 mg na hora de dormir, pois não conseguia dormir de jeito nenhum.

Em jejum ainda tomo Synthroid 75 para hipotireoidismo. Minha libido e ereção que já não eram satisfatórias, zeraram de vez. Níveis de testosterona e a biodisponível estão nos níveis mínimos para um homem de 58 anos. Gostaria de sua análise. Não são muitos remédios, ao mesmo tempo? O Brintellix não seria menos prejudicial no que se refere a libido?

Resposta:

Como não conheço detalhes do seu problema, não posso afirmar se são ou não muitos remédios, mas se sua libido já estava baixa por causa do nível se testosterona, é possível que tenha baixado mais com o Lexapro.
O Brintellix não tem efeitos colaterais sexuais na dose de 10 mg, mas só teu Psiquiatra pode afirmar se ele seria um bom remédio para teu caso.


Pergunta 3:

Estou usando Escitalopram 10 mg para tratamento de Depressão há 1 mês. Estou amando, pois esse medicamento tem me ajudado muito, estou feliz! Porém ele tira bastante minha atenção, o raciocício fica muito lento, costumo esquecer as coisas com mais frequência...

Se não fosse a falta de atenção ele seria perfeito!! Gostaria de saber se esse sintoma de falta de atenção vai desaparecer com o tempo e se não desaparecer o que seria o mais certo a fazer? O que me indica?

Resposta:

Isso não deveria estar acontecendo, ainda mais com uma dose baixa assim. Talvez o Escitalopram nao seja seu remédio ideal, talvez você precise combinar com um outro antidepressivo mais ativador.


Pergunta 4:

Estou terminando a segunda caixa de Fluoxetina 20. Como ainda não tive boa reposta o médico fez a troca por Escitalopran 10. Vou sofrer novamente dos sintomas iniciais até à espera do efeito dessa medicação? (Ansiedade aguda, etc.)?

Resposta:

Você se refere à Piora Inicial que teve com Fluoxetina, certo? Provavelmente não terá com o Escitalopram, pois seu organismo já está acostumado com Antidepressivo inibidor de Receptação de Serotonina.


Pergunta 5:

Minha pergunta é a seguinte, há algum tempo eu tomei Exodus e Biomag (Sibutramina) em ambos eu tive efeitos colaterais (falta de ar, ânsia de vomito, tontura, sensação de que ia engolir a língua, pânico) meu médico disse que provavelmente sou alérgica a antidepressivos.

Agora estou fazendo acompanhamento médico por talvez ter Déficit de Atenção, que me faria tomar Ritalina, eu estou com medo de tomar e dar os mesmos efeitos dos outros remédios que eu demonstrei ser alérgica, será que isso vai ocorrer por eu ser alérgica a antidepressivo ou não?

Resposta:

Alergia de Antidepressivos é extremamente raro. O mais provável é que você tenha sentido Piora Inicial, ainda mais tomando Exodus (Lexapro) junto com Sibutramina.
Com relação a uma possível alergia à Ritalina, é mais raro ainda. Além disso, ela não provoca Piora inicial.


Pergunta 6:

Meu Pai tem oitenta e quatro anos e ele faz uso Tolterodina (Detrusitol) e Tansulosina (Secotex) pois tem Hiperplasia Benigna da Próstata (HPB) e ultimamente ele meio depressivo e ansioso e o cardiologista dele receitou Escitalopram de 10 mg, essa medição pode talvez piorar o problema da próstata, obrigado.

Resposta:

O Escitalopram (Lexapro, Reconter, Exodus, Esc) não costuma piorar a Hiperplasia Benigna da Próstata


Pergunta 7:

Estou tomando Lexapro é preciso tomar terbinafina, posso tomar os dois juntos? Um de manha outro após o almoço.

Resposta:

Segundo o programa americano Epocrates, que combina vários medicamentos, não há problema de tomar simultaneamente Lexapro e Terbinafina (um antifúngico).


Pergunta 8:

Dr. Rubens Pitliuk, estou tomando há mais de um ano o antidepressivo Exodus 15 mg. No começo melhorei bastante, agora os sintomas estão voltando.

O que devo fazer? Ir ao médico ou aumentar a dose?

Resposta:

Depende se você está tomando o Exodus (Escitalopram, Reconter, Lexapro) par Depressão ou para Ansiedade.

São situações diferentes que exigem medidas diferentes. Queremos ajudar, mas sem informações mais detalhadas não conseguimos.


Pergunta 9:

Estou em tratamento já há dois anos com Escitalopram 10mg para Depressão, Síndrome do Pânico e muita irritabilidade. Há três meses comecei com uma urticária e só tem piorado. Há um mês fui a uma dermatologista que me passou Hixizine e pediu um monte de exames, com resultados normais.

Pergunto: essa urticária pode ser alguma reação ao Escitalopram mesmo depois de dois anos de tratamento?

Resposta:

Muito improvável, a não ser que você tenha mudado de marca de Escitalopram e a nova marca tenha algum corante ou componente (não o Escitalopram) ao qual você tenha alergia.


Pergunta 10:

Olá, tenho 24 anos, tive Depressão decorrente de Transtorno do Pânico. Me tratei com Lexapro e está tudo bem. Só não em um quesito: sexo. Um balde de água ou uma jaca têm mais libido que eu.

Por favor me responda uma questão que aflige a todos nós que tomamos IRSS (Inibidores de Recaptação de Serotonina): quando pergunto para meu Psiquiatra se não dá pra associar a Bupropiona com o Lexapro para melhorar essa questão ele fala que não porque irá haver uma combinação de efeitos colaterais.

Vou ter que esperar 1 ano até que meu corpo desenvolva tolerância aos efeitos, se que isso vai ocorrer? Assim não dá!

Resposta:

Luiz, nem todos os Antidepressivos provocam esse colateral. Dos Antidepressivos Serotoninérgicos, o Lexapro (Escitalopram, Reconter, Esc, Exodus) até que é dos que menos prejudica a Libido.

Fale com seu médico. Existem medicamentos fitoterápicos que podem diminuir esse efeito colateral sexual. Muitas vezes se associa Bupropiona (Wellbutrin, Zyban, Zetron, Bup) sim.


Pergunta 11:

Gostaria de saber qual dos dois medicamentos é melhor: Fluoxetina ou Escitalopram?
Fiz o tratamento com os dois mas nenhum passou de 4 meses. Ocorre que desisto do tratamento na metade com medo de ficar dependente.

Tenho medo do futuro, de doenças, fico pensando em tudo de errado antes de acontecer, não sei se é ansiedade ou Síndrome de Pânico, pois minha mente fica a milhão, constantemente.
Não sei qual medicamento tomar, ou tratamento realizar. A Fluoxetina combate a ansiedade e Pânico?

Resposta:

Fabio, Fluoxetina (Prozac, Verotina, Daforin, Eufor, etc.) e Lexapro (Escitalopram, Reconter, Esc, Exodus) são ótimos remédios, mas isso não quer dizer que são ótimos para todas as pessoas que tomam. Ambos podem combater a ansiedade e o Pânico.

Cada caso é um caso.

Não existe dependência de Antidepressivos. Leia o item 3 da Página de Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos.


Pergunta 12:

Acabei de enviar uma pergunta sobre aumento de peso com o uso de Antidepressivos, porém pesquisando na internet vi uma associação com o aumento da mamas e tenho observado isso, porém sem aumento de peso.

Meu tamanho de soutien era P e agora uso G. Também sempre fico muito inchada. Tem associação? Usei tanta coisa nos últimos 5 anos, devido à recorrência da Depressão que nem sei dizer qual foi ou onde começou o aumento.

Tomei Citalopram, Donaren, Serenata Cebrilin e agora estou usando o Lexapro (Escitalopram, Reconter, Esc, Exodus).

Tem relação? Posso voltar ao meu peso normal mesmo tendo que usar Antidepressivos o resto da minha vida?

Resposta:

O aumento das mamas pode ser por causado pelo aumento de Prolactina que alguns remédios causam.
Por outro lado, se você está com muita retenção de líquidos, isso se reflete no tamanho das mamas.
Mas geralmente são os Neurolépticos e não esses Antidepressivos que você escreveu, que aumentam a Prolactina.

Peça para tua ginecologista ou para teu Psiquiatra exames hormonais, pois é extremamente raro que esses Antidepressivos citados, como o Citalopram (Cittá, Procimax), Donaren (Trazodona) Serenata (Sertralina, Zoloft, Tolrest, Assert) e Cebrilin, (Paroxetina, Aropax, Paxil) CR aumentem a Prolactina.


Pergunta 13:

Não encontrei no site resposta específica para o meu caso: utilizei Zoloft por seis meses e depois Lexapro por mais sete meses.
Observei aumento de peso de cerca de sete quilos no período o que jamais havia me acontecido e muita dificuldade para emagrecer, pode ser em decorrência dos medicamentos?

Suspendi a medicação com autorização do médico em uma semana, tomando a metade da dose de 10 mg que estava tomando durante o tratamento.
Passei os dias seguintes extremamente ansiosa, no sétimo dia tive uma crise de fúria e após caí em choro convulsivo, como se tivessem tirado a tampa de uma panela de pressão.

Isto faz parte da abstinência? Sinto também cansaço e choques elétricos quando pisco os olhos.
Quanto tempo leva para passar estes sintomas? Hoje estou no nono dia e minha tolerância zero está agora em três ou quatro.

Resposta:

Zoloft (Serenata, Sertralina, Tolrest, Assert) e Lexapro (Escitalopram, Reconter, Esc, Exodus) não costumam dar ganho de peso. Sua família tem tendência a peso acima da tabela?
Desses sintomas que você descreveu os únicos que parecem ser abstinência são os choquinhos. Leia o item 1 da Página de Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos.


Pergunta 14:

Olá, gostaria de um esclarecimento sobre Antidepressivos, pois estou em tratamento há 5 anos. Tenho Depressão recorrente e não posso ficar sem medicação, porém tenho notado aumento de peso e uma dificuldade imensa em perder.

Tenho trocado de medicamento regularmente devido as crises que anualmente voltam. Estou usando o Lexapro e gostaria de saber se notaram aumento de peso, pois tive uma melhora significativa no meu estado geral, porém gostaria de voltar ao meu peso norma, isso tem afetado muito minha autoestima.


Pergunta 15:

A Psiquiatra que consultei me receitou Lexapro. Li em diversos sites relatos de pessoas que engordaram muito com pouco tempo de uso de Lexapro. A Psiquiatra me garantiu que tal remédio não engorda. Afinal de contas engorda ou não engorda? Definitivamente, para mim, gordura não traz felicidade.

Resposta:

Lexapro (Escitalopram, Exodus, Reconter) não costuma provocar ganho de peso. Leia o item 7 da Página de Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos.


Pergunta 16:

Gostaria de saber se há algum problema em ingerir concomitantemente a Sibutramina, o Arcalion (Sulbutiamina) e o Lexapro.

Resposta:

Desculpe, mas seu médico decide. Provavelmente não há problema.


Pergunta 17:

Tomo diariamente um comprimido de Lexapro 10 mg há 11 meses. Tenho Transtorno de Ansiedade e uma Depressão leve. Há 35 anos adquiri Síndrome do Pânico que no momento está bem controlada.

Entretanto, apresento alguns sintomas que gostaria de saber se são de efeitos colaterais da medicação como por exemplo diminuição do retorno venoso dos membros inferiores, causando vertigens e tonturas ocasionais, leve angústia e/ou ansiedade ao deitar para dormir (não se trata de insônia).

Também gostaria da sua opinião sobre os efeitos colaterais a longo prazo do uso desta medicação, visto ser relativamente nova e o que o Sr. considera tratamentos a longo prazo com esta substância.

Desde já agradeço a atenção.

Resposta:

O problema de retorno venoso não deve ser do Lexapro (Escitalopram, Reconter, Esc, Exodus).
O problema de ansiedade ou angústia na verdade pode ser de dose baixa de Lexapro, que ainda não estaria controlando completamente a ansiedade que acabou te provocando o Pânico.

O Lexapro não é tão novo, existe há mais de 15 anos e até agora se mostrou muito seguro.


Pergunta 18:

Fui diagnosticada há 1 ano de Depressão moderada, acompanhada de Fobia Social e Pânico. Usei alguns medicamentos, atualmente tomo Venlafaxina 225 mg associada a Escitalopram (Lexapro).
Posso dizer que melhorei bastante, mas ainda continuo afastada das minhas atividades profissionais, por instabilidade de humor e atenção.

Estou inchada e continuo engordando gradativamente.
Pergunta: soube que a associação com o Topiramato poderia me emagrecer. Irei conversar com minha Psiquiatra, mas gostaria de opiniões de vocês.

Obrigada! Parabéns pelo site!

Resposta:

Bom, se você precisa de Venlafaxina (Efexor XR, Venlift OD, Alenthus XR) mais Lexapro não posso afirmar sem conhecer mais detalhes do teu caso.
Topamax (Topiramato, Arasid, Égide, Vidmax, Amato) realmente pode ajudar a perder peso. Mas converse com tua médica se precisa tanto remédio para uma Depressão moderada.


Pergunta 19:

Tomo o Antidepressivo Lexapro há 7 meses e notei que a minha imunidade caiu bastante. Essa relação procede?

Quem toma Antidepressivos tem a imunidade afetada? O que fazer então? Obrigada e parabéns pelo site de utilidade pública!

Resposta:

Não procede. Quem diminui a resistência é a Depressão, não o Antidepressivo.


Pergunta 20:

Dr. Rubens Pitliuk, tive uma dor crânio facial atípica, fui ao Neurologista, estava tomando Lexapro, ele tirou o Lexapro e me deu pra eu tomar Topiramato tive uma ótima melhorada dor facial, porque talvez estava sendo provocada pelo Lexapro, agora estou numa Depressão, pode ser a falta do mesmo?

Resposta:

Ambas as possibilidades: você pode estar precisando de um Antidepressivo (Lexapro ou outro) mas também pode estar com um efeito colateral raro, porém possível do Topamax (Topiramato, Arasid, Égide, Vidmax, Amato), que é um estado depressivo


Pergunta 21:

Olá, estou tomando Escitalopram há 5 meses para Fobia Social. Há duas semanas notei aparecimento de pequenas erupções de coloração vermelha nos braços e na barriga.
Pode ocorrer urticária administrando Escitalopram (Lexapro, Exodus)?

Resposta:

Poder pode, qualquer remédio pode provocar alergia, mas é muito improvável, ainda mais depois de tanto tempo.
Por outro lado, os Antidepressivos de Serotonina podem provocar fragilidade plaquetária e o paciente fica com manchinhas vermelhas na pele chamadas petéquias. Precisa ver se é o teu caso.


Pergunta 22:

Usei Lexapro 15 mg por mais ou menos 10 meses, fui diagnosticada com leve Depressão e Pânico após ter uma taquicardia supraventricular.
Meu médico parou de dar bola pra mim e eu senti que não precisava mais do Lexapro.
Parei de tomar há uns 18 dias e agora sinto uma inquietude e uma sensação de ansiedade no peito e as vezes dores.

Estou tendo uma recaída? Vai passar? Usava o Frontal 0.5 mg para crises e ontem tomei meio para dormir. Me ajude?

Resposta:

Bom dia. Depois de 18 dias, certamente não é mais abstinência, portanto pode ser que os sintomas que fizeram você precisar desses remédios estejam voltando.


Pergunta 23:

Gostaria de saber se pode tomar Bromazepan 6 mg junto com Escitalopram 10 mg. E qual o melhor horário para tomá-los. Grata!

Resposta:

Geralmente pode, mas é teu médico quem vai te aconselhar. O Escitalopram em geral pode ser tomado em qualquer horário, pois funciona mais de 24 horas.
O Bromazepan (Lexotan) já é mais específico, ele funciona umas 6 a 8 horas, portanto depende de qual é o objetivo (dormir melhor ou baixar a ansiedade).


Pergunta 24:

Por favor, venho tomando Escitalopram há uns seis meses e tenho resultados ótimos em relação ao meu quadro depressivo.

No entanto, pratico Triatlo em alta intensidade e estou sempre em busca de ótimos resultados no esporte, com treinos pesados, provas etc. Há uma dúvida que sempre me persegue: essa medicação poderia trazer alguma diminuição no meu desempenho? Ela - medicação - pode afetar de alguma forma o sucesso no esporte? Desde já agradeço a atenção.

Resposta:

Prejudicar o rendimento, provavelmente não. O Escitalopram (Lexapro, Exodus, Reconter, Sedopan, Serolex, Escilex) não costuma alterar nem a pressão nem os batimentos cardíacos. Mas você certamente tem um clínico especializado em esportes de alto rendimento, ele precisa saber o que você toma.

4) Posso misturar esses medicamentos psiquiátricos?

Pergunta 1:

Há alguma restrição ou contraindicação em tomar Clomipramina (Anafranil) e ao mesmo tempo tomar Cloridrato de Paroxetina (Aropax, Paxil CR, Cebrilin)?

Pergunta 2:

Bom dia!!

Tomo Escitalopram 20 mg pela manhã e hoje fui ao médico e ele receitou Paroxetina 20 mg, devido a calor da excessivo relativo à menopausa. Há algum problema em misturar estes dois medicamentos?

Resposta:

Conforme as doses existe o risco remoto de uma Síndrome Serotoninérgica, mas porque misturar dois Antidepressivos de modo de ação semelhante?

Anafranil, Escitalopram e Paroxetina têm praticamente o mesmo mecanismo de ação, mas isso em teoria. O médico que trata vocês conhece seus casos e sabe porque sugeriu essas combinações de medicamentos.


Pergunta 3:

Gostaria de saber se posso tomar Venvanse com Fluoxetina.

Resposta:

Geralmente pode, mas seu médico decide.


Pergunta 4:

Dr. Rubens Pitliuk, tomo Paxil CR 25 mg e 0,5 de Frontal XR de manhã e à noite mais 0,5 mg de Frontal XR. Mais ao ler a bula do Frontal me deparei que a interação medicamentosa do Frontal com Paxil! O que me diz?

Resposta:

É muito comum tomar um Benzodiazepínico (por exemplo, Frontal) no começo do tratamento com Paroxetina (Paxil CR, Cebrilin, etc.) por dois motivos: evitar a Piora Inicial (item 11) e trazer alívio dos sintomas mais rápido, pois o Paxil pode demorar até três semanas para agir.

Então, o problema não é misturar Paxil CR com Frontal, mas sim ficar tomando Frontal muito tempo. Nunca é bom tomar Frontal, Lexotan, Rivotril, Olcadil, Valium e todos os outros Ansiolíticos muito tempo.


Pergunta 5:

Gostaria de saber se há problemas em tomar a Clozapina 300 mg com Lítio 300 mg e Anafranil 75 mg.

Resposta:

Geralmente não há problema, siga a orientação do teu Psiquiatra.


Pergunta 6:

Tomo Êxodus há algum tempo (10 mg à noite). Agora visando parar de fumar comecei a tomar Bupropiona pela manha 150 mg. Há algum perigo nesta combinação?

Resposta:

Exodus (Escitalopram, Lexapro, Reconter, ESC) geralmente não tem problema com Bupropiona (Wellbutrin XL, Zyban, Bup, Zetron), mas teu médico é quem decide. Os têm mecanismo de ação completamente diferente. O Escitalopram age na Serotonina e a Bupropiona na Noradrenalina e na Dopamina.


Pergunta 7:

Gostaria de saber sobre a indicação de alguns medicamentos e seus efeitos colaterais: Biperideno 2 mg, Prometazina 25 mg Lamitor 100 mg em quais casos devem ser usados e principais efeitos colaterais, principalmente se engordam observação: foram indicados como indutores do sono, para Bipolaridade, etc.

Resposta:

Prometazina é um Neuroléptico ou antipsicótico, Biperideno é Cinetol e o antigo Akineton, que serve para evitar os efeitos colaterais musculares do Neuroléptico e o Lamitor á a Lamotrigina, um Estabilizador de Humor. Essa combinação pode ser usada sim para tratamento de Bipolaridade. Mas se um médico receita alguma coisa, também deve explicar para que serve.


Pergunta 8:

Boa tarde gostaria de saber se pode tomar Bromazepam 6 mg junto com Escitalopram 10 mg. E qual o melhor horário para tomá-los. Grata!

Resposta:

Geralmente pode, mas é teu médico quem vai te aconselhar. O Escitalopram em geral pode ser tomado em qualquer horário, pois funciona mais de 24 horas.

O Bromazepam (Lexotan) já é mais específico, ele funciona umas 6 a 8 horas, portanto depende de qual é o objetivo (dormir melhor ou baixar a ansiedade).


Pergunta 9:

Boa tarde, tenho 41 anos, tenho hipotireoidismo, faz sete meses que estou tomando Bupropiona, comecei com 150 e agora o médico me receitou 300 mg.

Tomo Sertralina há muitos anos agora estou com 150 mg e à noite tomo Alprazolam (Frontal, Apraz), para induzir o sono.
A questão é com 300 de Bup + 150 de Sertralina eu não teria que estar melhor?

Me sinto deprimida, mas não triste como antes, mas não tenho ânimo de nada. Será que esses remédios não têm uma boa resposta juntos? Obrigada.

Resposta:

Esses dois remédios são bons juntos e separados, mas como qualquer medicação, não para todo mundo.

Infelizmente com esses dados não podemos responder nada de concreto, pois não conheço as circunstancias da sua Depressão.


Pergunta 10:

Tenho tomado 75 mg de Anafranil: É recomendável o uso do medicamento Viagra para pessoas que estão fazendo uso do medicamento Anafranil e sofrem com a queda na sua potência sexual?

Ou no caso de já possuírem idade avançada e já possuírem problemas de disfunção sexual e também usarem o medicamento Anafranil ou outro Antidepressivo?

Resposta:

Não conheço incompatibilidade entre Viagra e Anafranil, mas consulte o SAC da Pfizer. Não sei se o Viagra ajudaria em distúrbio sexual causado por Anafranil, porque este atrapalha a sensibilidade e não a ereção.


Pergunta 11:

Minha pergunta é a seguinte: tenho 41 anos e sofro de Depressão há 10 anos. Faço Psicoterapia há 2 anos e melhorei bastante, mas tive uma recaída acentuada, pois entrei em contato com um recalque de infância.

A partir disso, comecei a tomar Anafranil 50 mg por dia. Tive uma melhora espetacular com este Antidepressivo. Ele é ótimo.
É uma pena que ele me induza muito sono (tenho uma enorme dificuldade de acordar, somente pela manhã - durante o resto do dia, não sinto nenhuma sonolência).

Gostaria de trocar de medicamento, experimentando o Aropax.
Se não me engano, ele demora alguns meses para começar a fazer efeito.
Por isso a minha dúvida é a seguinte: posso começar a tomar o Aropax juntamente com o Anafranil, para depois ir gradativamente retirando o Anafranil?

Não quero parar de repente com o Anafranil, pois não quero ter recaídas.

Resposta:

Desculpe, mas essa pergunta deve ser respondida pelo médico que cuida de você. Mas de uma maneira geral não se costuma misturar Anafranil e Aropax, a não ser em casos muito raros.

Por outro lado, quando um Antidepressivo dá sono, muitas vezes mudando o horário de administração o sono passa. Leia o item 17 da Página de Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos.


Pergunta 12:

Olá, primeiro gostaria de parabenizá-los pelo site. A minha pergunta é a seguinte: gostaria de saber qual é a ação do Topiramato, quando o mesmo é combinado com Fluoxetina em uma fórmula?

Resposta:

Topiramato (Topamax, Toptil, Amato) é um antiepiléptico que também é usado no tratamento de Enxaqueca, Bulimia, Comer Compulsivo, dor neuropática, etc.

Misturado com Fluoxetina (Prozac, Verotina, Eufor, Fluxene, Daforin), o mais provável é que foi receitado para tratar algum Transtorno Alimentar.


Pergunta 13:

Boa noite, sou convulsiva e tomo o Fenobarbital toda noite, sou muito ansiosa (até demais). Tomava Fluoxetina, mas me deixava mais ansiosa, agora meu Psiquiatra trocou para a fórmula Bromazepam com Paroxetina.

Tenho muita facilidade em engordar e muita dificuldade para emagrecer. Gostaria de saber qual a diferença entre a Fluoxetina essa nova formula Bromazepam com Paroxetina?

Resposta:

Fluoxetina e Paroxetina são dois Antidepressivos diferentes, embora da mesma família. Paroxetina costuma ser mais tranquilizante que Fluoxetina. Bromazepam é um ansiolítico, o Lexotan.


Pergunta 14:

O uso do Anafranil associado ao Viagra em caso de dificuldade manter a ereção (apesar de saber que o medicamento não atua na libido) pode ser recomendado em situações esporádicas.

Anafranil na imensa maioria dos casos não provoca problema de ereção, mas sim diminuição de sensibilidade e portanto retardo de ejaculação. Se você precisa ou não de Viagra seu médico decide.

5) Tratamento com Pristiq

Pergunta 1:

Estou tomando Pristiq 50 mg para TAG há 40 dias, mas sinto muita dor de cabeça. Fiz uma Tomografia e não deu nada. Na bula fala que é muito comum a cefaléia, mas será que é só no inicio do tratamento?

Resposta:

Dor de cabeça não é um efeito colateral comum do Pristiq. Pelo contrário, ele até pode melhorar muito as enxaquecas. Pode ser que você tenha intolerância ao Pristiq.


Pergunta 2:

Olá, tomo Pristiq há uns quatro anos, neste período engordei 10 kg, além de perceber um prejuízo na minha memória e concentração. A ponto de não conseguir ler um livro até o fim, o que me causa grande tristeza, já que desde que me entendo por gente amo a leitura!

Além de ser um grande problema, já que estou terminando uma graduação. Sinto que até mesmo meu vocabulário está prejudicado, às vezes a palavra está na ponta da língua e não consigo me lembrar, tenho dificuldade de arrumar as ideias e me expressar...

Já passei da dose dos 100 mg para 50 mg, mas se fico um único dia sem o medicamento me sinto muiiiiiito mal.
Fico com a cabeça oca, como se faltasse oxigenação, sinto tontura, falta de ar, sensação de nariz congestionado...

Gostaria de saber como posso fazer o desmame de forma a sentir o menos possível, todos esses sintomas desagradáveis?!

Resposta:

O Pristiq não deveria ter feito você ganhar peso, muito menos prejudicar sua memória e concentração, portanto parece que ele não serve para você.

Outro problema é a abstinência que você sente quando não toma os 50 mg de Pristiq. Ele precisa ser suspenso mais devagar. Converse com teu médico, mas geralmente os pacientes diminuem a dose para 25 mg (meio comprimido cerca de uma semana) depois 12,5 mg (1/4 do Pristiq 100 mg) mais alguns dias, aí eles conseguem parar sem sentirem aos sintomas de abstinência.


Pergunta 2:

Tive a informação de que a retirada da medicação (desmame) do Pristiq é um dos mais difíceis em comparação com outros medicamentos do gênero. Isso é verdade ou mito?

Resposta:

É verdade, o Pristiq (Desvenlafaxina) precisa ser retirada bem devagar para evitar sintomas de abstinência.

Mas isso não diminui o fato dele ser um excelente Antidepressivo.


Pergunta 3:

Estou com dúvida no tratamento usando Pristiq (Desvenlafaxina) e Êxodus (Escitalopram). Ambos não têm a mesma finalidade? Não é muito forte? Por favor, gostaria de uma explicação.

Resposta:

Pristiq é um Antidepressivo Inibidor de Recaptação de Serotonina e de Noradrenalina (Antidepressivo de Ação Dupla).

Exodus ou Lexapro ou Reconter (Escitalopram) é um Antidepressivo Inibidor de Recaptação de Serotonina.
São dois grupos diferentes de Antidepressivos.
Os de ação dupla costumam ser mais potentes e mais ativadores.
Os de ação simples na serotonina costumam ser mais tranquilizantes.
Não é comum o mesmo paciente tomar esses dois antidepressivos ao mesmo tempo.


Pergunta 4:

Meu nível de testosterona está baixo, estou efetuando reposição. Além disto tenho quadro diagnosticado de ansiedade elevada e estou tomando 1 comprimido de Bupropiona 150 mg e 1 comprimido de Pristiq 50 mg ao dia.

Gostaria de saber se esta associação pode ser efetuada e se não interfere negativamente com a libido.

Resposta:

Seu médico decide, mas essa associação não costuma trazer problemas não, com relação à libido, a Bupropiona costuma aumentá-la e o Pristiq não costuma prejudicar muito.

Nessa somatória de um aumentar e o outro talvez diminuir, mais reposição de testosterona, espero que você tenha aumento e não diminuição. É o mais provável.

6) Antidepressivos e Estabilizadores de Humor cortam o efeito do Anticoncepcional?

Pergunta 1:

Faço uso de medicações psiquiátricas são elas: Bupropiona 300mg, Paroxetina 60mg, Rivotril 1 mg, Rivotril sublingual 0,25 e Quetiapina e anticoncepcional Allestra 20.

Tive meu ciclo menstrual normal e há nove dias quando voltei a tomar a pílula, após a pausa e menstruação, estou tendo um sangramento muito leve, começou marrom e agora está mais rosado. Posso estar gravida? Alguma dessas medicações pode diminuir a eficácia do anticoncepcional, que já tomo há dez anos? Pode ser que o Allestra não esteja fazendo o devido efeito?

Resposta:

Consulte seu ginecologista. Se algum desses medicamentos estivesse alterando seu ciclo menstrual seria no sentido de atrasar ou mesmo suspender as menstruações pelo eventual aumento de Prolactina.


Pergunta 2:

Prezados doutores tomo o Lexapro 10 mg há um ano porque sou extremamente ansiosa e me ajudou bastante, só que, agora desenvolvi Epilepsia e meu Neurologista passou o Trileptal duas vezes ao dia, por enquanto ainda estou tomando somente uma vez, mas daqui duas semanas estarei tomando pela manhã também. Gostaria de saber se existe interação essas duas medicações, isto é, se há algum problema tomar juntas, ou se devo parar alguma delas. Tentei o Amato e foi horrível por isso estou com o Trileptal que estou me sentindo ótima. Ah tenho DIU Mirena, corta o efeito? Muito obrigada

Resposta:

O programa de interações medicamentosas Epocrates, americano, informa que a associação de Trileptal e Lexapro pode provocar perda de Sódio (que é facilmente verificado em exame de sangue) e aumenta o risco de Síndrome Serotoninérgica. Mas sinceramente, já vi muitos pacientes tomando essa combinação e nenhum apresentou esse tipo de problemas.

Mas, o mesmo programa informa que o Trileptal pode diminuir o efeito do Anticoncepcional Mirena.


Pergunta 3:

Fui a um Neurologista e ele me indicou um remédio para tratamento de enxaqueca, o Pamelor 10 mg, mas eu tomo o anticoncepcional Allestra 20, queria saber se corro risco de engravidar quando começar o tratamento com o Pamelor?

Resposta:

O Pamelor (Nortriptilina) não corta o efeito do Anticoncepcional.


Pergunta 4:

Olá, tenho 22 anos, há alguns anos tive sintomas de Depressão e Ansiedade. Atualmente tomo o anticoncepcional Elani 28. Os sintomas voltaram há algum tempo e parece que com o uso do Elani, piores. Que médico devo procurar?

Pergunta:

Tenho sentido muita ansiedade, falta de disposição, falta de foco, e picos enormes de tristeza, profunda, eu diria. Nesse caso devo procurar atendimento psicológico ou psiquiátrico?


Pergunta 5:

Tomo anticoncepcional há um ano. Há dois meses passei a notar algumas indisposições: enjoos, alterações de humor, diminuição de apetite, diarreia e uma tristeza e angústia muito grandes.

Minha cabeça fica uma confusão, com ideias do tipo: morrer ou me distanciar das pessoas que amo, sem querer isto de fato. Na bula estava escrito que poderia sentir estado depressivo. Gostaria de saber se um anticoncepcional tem um poder tão forte sobre a mente de alguém, pois não existe nenhum motivo para isto.

Resposta:

Comece por um psiquiatra. Quando o anticoncepcional desencadeia uma Depressão, ela precisa ser tratada com remédio.


Pergunta 6:

Gostaria de saber se existe alguma relação de crises depressivas com a interrupção do uso de anticoncepcional Gynera, pergunto porque depois que parei de tomar comecei a apresentar um quadro de crises de angústia e Depressão (com sentimento de tristeza e crises de choro sem motivos aparentes), gostaria de saber se pose existir alguma relação?

Tomei o Gynera por 16 anos sem interrupção e justamente quando interrompi que essas crises iniciaram.

Resposta:

Não é o que costuma acontecer. É mais comum que os anticoncepcionais hormonais desencadeiem Depressão. Mas pode ser que o estrógeno do Gynera tenha te protegido dela (da Depressão) esses anos todos.


Pergunta 7:

Tomei anticoncepcional Yasmin e depois Adoless, mas estava sentindo muita tristeza, perdi a vontade de fazer coisas até comuns, choro sem motivo, isso me atrapalha muito na faculdade e trabalho, além da vida pessoal.

Parei de tomar o anticoncepcional há 20 dias pra ver se melhorava, mas ainda sinto o mesmo.
Queria saber até quanto tempo depois de parar de tomar o anticoncepcional os sintomas permanecem?

Resposta:

Espere mais um ciclo menstrual. Se não melhorar, procure tratamento.


Pergunta 8:

Boa tarde doutor, eu gostaria de saber se o medicamento Citalopram tira os efeitos do anticoncepcional Belara?
Ou apenas diminui sua eficiência? Isso pode levar a uma gravidez indesejada? Muito obrigada pela sua atenção.

Resposta:

Antidepressivos não tiram o efeito dos anticoncepcionais. Quem tira são os antiepilépticos, em geral.


Pergunta 9:

Tomo o anticoncepcional Elani 28, sem pausa entre as cartelas há uns 3 meses e já tomava Fluoxetina há alguns anos.

Desde o começo desse mês, venho tomando Wellbutrin no lugar da Fluoxetina, comecei a ter sangramento e minha resistência baixou.
O Wellbutrin pode anular o efeito do anticoncepcional, ou é mais provável ser o remédio que tive que tomar por causa da queda de resistência (Aciclovir)?

Resposta:

A Bupropiona (Wellbutrin SR, Wellbutrin XL, Zetron, Zyban, Bup) não costuma interferir no anticoncepcional.


Pergunta 10:

É verdade que o Topiramato pode tirar o efeito do anticoncepcional?
Topiramato junto com Orlistat, Bupropiona e Fenproporex emagrecem?

Resposta:

O Topiramato (Topamax, Toptil, Amato) pode sim comprometer o efeito do anticoncepcional.

7) Tomei Pondera 2 dias e parei, tamanha foi a sensação de que estava ficando louca.

Pergunta 1:

Passei por um grande abalo emocional, consultei um psiquiatra muito bom e após uma conversa detalhada ele decidiu que eu deveria experimentar um antidepressivo e me receitou o Pondera. Tomei Pondera 2 dias e parei, tamanha foi a sensação de que estava ficando louca, perdendo o domínio de minhas percepções.
Tudo em meu corpo funcionava diferente e senti muito medo!

Com 2 filhos pequenos, precisando dirigir o tempo todo pra carregá-los, falei c o médico e parei.
Agora, estou passando por uma grave Depressão, não estou suportando com meus próprios recursos.
Comecei agora uma terapia convencional, ela é também Neuropsicóloga.

Acho que desta vez há uma grande necessidade de medicamento.
O que houve comigo da 1ª vez? O que seria bom para mim?


Pergunta 2:

Olá, tive duas crises de Pânico em um intervalo de um mês. Em ambas procurei um Pronto Socorro, fui medicado tive minha pressão normalizada e voltei para casa.
Depois ao Psiquiatra que me receitou Cloridrato de Fluoxetina e Rivotril em caso de crise. Não tive mais nenhuma crise. Estou tomando o Cloridrato de Fluoxetina há seis dias e estou sentindo cansaço, aumento na ansiedade e um pouco de confusão. Isto é normal no começo?
Em quanto tempo deve passar? Muito obrigado, abraço.


Pergunta 3:

Olá gostaria que vocês tirassem a minha dúvida tomo Rivotril há mais de quatro anos mais ultimamente ando sentido muitas tonturas e falta de ar o meu Psiquiatra me receitou Paroxetina, mas me lembro que quando eu passava com outra médica ela já tinha me receitado esse medicamento.
Me lembro também que quando tomava parecia que estava flutuando muita suadeira nas mãos e nos pés esquentamento no cérebro eu sentia muito tremor no corpo como se eu não tivesse controle.

Só lembrei que já tinha tomado esse remédio quando o meu marido comprou e vi a caixa.
Ainda não tomei estou com medo de sentir essa reação novamente. Da outra vez só tomei por quatro dias porque a medica tinha me mandado tomar um comprimido inteiro de 20 mg, mas como eu estava me sentido muito mal, resolvi tomar só metade.

Gostaria de saber se esse efeito desse remédio é repentino e se leva alguns dias para o corpo acostumar porque comprei o remédio e ainda não tomei.

Tenho medo das reações dele, de passar mal, pois meu marido trabalha o dia todo e à noite toda e fico em casa só com os meus filhos.

Resposta:

Pode ter sido um fenômeno chamado de Piora Inicial que teria passado depois de alguns dias, ou que poderia não ter acontecido se você tomasse junto, por alguns dias, um Benzodiazepínico.
Portanto, esse seu estado pode ser tratado (com Pondera ou outro) sem ter aquela Piora Inicial.


Pergunta 4:

Olá, tenho 27 anos e estou tomando Anafranil 25 mg à noite e meio Lexotan faz uma semana.
Tenho sentido muito enjôo, chegando ate a vomitar, sinto também muita sonolência então diminui o Lexotan para 1/4, mas não melhorou. Isso pode ser efeito do Anafranil mesmo em dose baixa, ou e melhor eu fazer um teste de gravidez apesar de tomar anticoncepcional?

Resposta:

Pode ser Piora Inicial, pode ser efeito colateral passageiro do Anafranil. Claro que se você acredita que possa estar grávida, é bom conferir.


Pergunta 5:

Acho maravilhoso esse site. Obrigada pela ajuda com os esclarecimentos. Tive Depressão aos 20 anos, acompanhada de Síndrome do Pânico. Tratei com Venlift e obtive um excelente resultado.
Agora tenho 29 anos e tive novamente uma crise de Pânico, com medo de morrer e de doenças. Estou novamente usando o Venlift, mas sinto muitos efeitos colaterais, como náuseas, perda do apetite, tremores. Isso é assim mesmo, esse remédio não faz muito mal?

Resposta:

É estranho o Venlift te dar efeitos colaterais diferentes da outra vez. Mas como da outra vez o quadro mais importante era depressão e agora é Ansiedade, é bem capaz que seja Piora Inicial da Ansiedade provocada pelo Venlift.

Os Antidepressivos costumam provocar Piora Inicial em casos de Ansiedade e não de Depressão.


Pergunta 6:

Estou tomando há cinco dias 1 comprimido de Reconter e 1 de Frontal XR, ao dia para tratar ansiedade e Síndrome do Pânico. Estou me sentindo uma barata tonta.
Será a dose muito elevada, ou o efeito colateral?

Resposta:

Pode ser a dose do Frontal e pode ser a Piora Inicial causada pelo do Reconter (Escitalopram, Lexapro, Exodus).

8) Tratamento com Venvanse

Pergunta 1:

Olá, gostaria de saber se o uso do Venvanse por alguém que não tenha nenhum histórico de TDAH, Transtorno Bipolar, pode trazer algum risco. Se o Venvanse pode desencadear algum transtorno desse tipo em uma pessoa emocionalmente/ psicologicamente saudável.

Resposta:

Pode provocar agitação, ansiedade, pressão alta irritabilidade, taquicardia, perda de apetite, etc.
Mas isso é muito raro, desde que seja receitado e controlado por um médico, como aliás todos os remédios, principalmente os Estimulantes.


Pergunta 2:

Boa noite, gostaria de saber se o Venvanse de 70 mg 1x ao dia interfere no efeito de qualquer antidepressivo?

Resposta:

Embora o Venvanse não tenha muita eficácia antidepressiva, ele pode potencializar (aumentar) o efeito de vários antidepressivos.
Precisa tomar mais cuidado com os antidepressivos mais estimulantes como o Wellbutrin para evitar piora da ansiedade, taquicardia, pressão alta, etc.


Pergunta 3:

Ouvi falar muito bem do medicamento Venvanse. Gostaria de tirar algumas dúvidas antes de procurá-los. Sei que o medicamente é pra casos de TDAH. Mas preciso saber se há outros benefícios, através da experiência que o doutor já teve com este medicamento.

1) Venvanse é eficiente pra tratamento de Narcolepsia? Resposta: provavelmente sim
2) Venvanse altera positivamente o humor? Resposta: geralmente sim, mas nem sempre.
3) Venvanse melhora a disposição? Resposta: Sim


Pergunta 4:

Gostaria de saber se pode tomar Venvanse na gravidez?

Resposta:

A Classificação Americana de Medicamentos na gravidez para o Venvanse é C, que na prática significa muita segurança. Mas a decisão de tomar ou não o Venvanse na gravidez é tomada apenas pelo médico e pela paciente.

Nenhum site sério de informações médicas vai orientar “tome ou não tome”.


Pergunta 5:

Gostaria de saber se após alguns anos de uso o Concerta pode fazer menos efeito no organismo do que no inicio do tratamento?

Nesse caso poder ter necessidade de trocar para o Venvanse?

Resposta:

Sim, o paciente pode desenvolver tolerância ao Concerta (precisar de dose maior para ter o mesmo efeito).
Isso pode ser corrigido com:

Pausas no tratamento com Concerta.
Aumento de dose, dependendo da dose atual, do peso e do condicionamento físico.
Troca por outro Estimulante, por exemplo, o Venvanse.


Pergunta 6:

Tomo o Venvanse 30 mg e a duração do efeito tem sido bem abaixo do esperado (em média, 7 horas de duração). Estou tomando há um mês. Minha pergunta é: a duração do remédio tem relação direta com a dose? Ou seja, se eu tomar 50 mg ou 70 mg a duração do efeito pode ser maior?

Resposta:

Geralmente aumento da dose aumenta a intensidade, mas não a duração do efeito, mas como essa dose de 30 mg costuma ser baixa para a maioria dos adultos, pode ser que você tenha mais horas de efeito com dose maior. Fale com seu médico.

Alguns pacientes são metabolizadores rápidos e precisam de mais de uma tomada por dia, mesmo do Venvanse.
Alguns combinam Venvanse pela manhã com Ritalina no final do efeito, para prolongar um pouco mais.


Pergunta 7:

Gostaria de saber se o Venvanse 70 mg emagrece e se causa algum efeito colateral?

Resposta:

O Venvanse pode diminuir o apetite no começo do tratamento, mas esse efeito passa. Para emagrecer o ideal é um programa de exercícios e atendimento com Nutricionista.
Com relação aos efeitos colaterais, consulte o médico que receitou, a bula e a página de efeitos colaterais.


Pergunta 8:

Já ouvi falar muito de medicamentos usados por estudantes, que estimulam o raciocínio e o estado de alerta, etc.
Afinal, existem Drogas que possuam esse poder com efeitos colaterais inofensivos?
O Prozac seria uma?

Resposta:

São os Psicoestimulantes, como por exemplo, Ritalina, Ritalina LA, Concerta (Metilfenidato), Venvanse (Lisdexanfetamina) e o Stavigile (Modafinila).
O Prozac não tem efeito Psicoestimulante.
Os Psicoestimulantes só podem ser tomados com orientação médica.

9) Tratamento com Bupropiona, Wellbutrin XL, Bup, Zyban, Zetron, efeitos colaterais.

Pergunta 1:

Doutor, tomo Bupropiona de 150 mg dois por dia de doze em doze horas, um Venlafaxina de 75 mg pela manhã e agora ganhei mais o Donaren de 50 mg pra tomar a noite pois estava sem sono mas aí quero saber se tem algum problema de tomar Donaren e mais o Bupropiona a noite? Pois tomei ontem à noite e hj estou cm muito sono! Preciso de sono a noite não durante o dia pois preciso trabalhar! Obrigado.

Resposta:

Seu médico decide, mas as pessoas geralmente tomam Bupropiona apenas de manhã, pois ela pode prejudicar o sono.
É possível que se você não tomasse Bupropiona à noite não teria insônia e aí não precisaria do Donaren.
Converse a respeito com teu médico.
Outra possibilidade é a Venlafaxina estar dando sono de dia, alguns pacientes preferem tomar à noite, mas é a minoria.


Pergunta 2:

Há 6 anos tomo Wellbutrin 300 XL. Desde janeiro desse ano passei para 450 XL porque comecei a ficar em depressão. Nos últimos 30 dias tive 2 crises de pânico.
Fui no médico segunda e ele me disse que é por conta da dosagem alta. Ele baixou para 150 XL. Hoje é sexta e estou pior.
Ele viajou para fora do país, até tentei contato e não consegui. Será que não faz mal baixar tão bruscamente a dose? Se acharem que é possível uma resposta, ficarei muito grata.

Um abraço a todos,

Resposta:

A dose de 450 mg de Wellbutrin pode ter aumentado a ansiedade e crise de Pânico é um ataque de ansiedade.

Pelo que entendi, a diminuição da dose do Wellbutrin de 450 para 150 mg piorou a Depressão? Sim, isso é possível.
A suspensão do Wellbutrin não costuma provocar sintomas de abstinência, sendo que você nem parou ele, só diminuiu a dose.

Provavelmente você precisará de outro tratamento antidepressivo, pois o Wellbutrin não está impedindo a recaída da Depressão.
No Search Box do site, escreva Recaída de Depressão. Vão aparecer páginas sobre esse assunto.


Pergunta 3:

Cloridrato de Bupropiona e Valium 10 mg, e um tratamento eficaz e seguro para uma pessoa de 62 anos e com pressão alta (faz uso de medição para controle da pressão)?

Resposta:

A Bupropiona (Wellbutrin, Zetron, Zyban, Bup) é um antidepressivo muito seguro. Se o médico controlar a Pressão Arterial ele saberá se aumentou mais apear da medicação anti-hipertensiva.


Pergunta 4:

Aumentei a dose do Wellbutrin para 300 mg há 5 dias. Senti dor de cabeça, enjoo até o quarto dia. Hoje estou sentindo dor abdominal, dor no pescoço.

Será que esses sintomas vão passar? Acordo com a boca muito amarga e com a saliva amarela. Será que é o fígado?

Resposta:

Pode ser intolerância a essa dose do Wellbutrin, pode ser interação com algum outro medicamento que você esteja tomando, não dá para dizer nada apenas com esses dados.
Se você tem problema no fígado isso é constatado por um exame de sangue básico com TGO, TGP e GGT.


Pergunta 5:

O médico me receitou Wellbutrin 150 mg, pois me diagnosticou com Depressão. Meus sintomas: forte taquicardia, cansaço extremo. Estou tomando há 10 dias apenas, porém não me sinto melhor.

Estou elétrica, parece que as pessoas ao meu redor estão fazendo as coisas em câmera lenta, assim, fico irritada por qualquer coisa. Também estou com rigidez muscular, dói o pescoço e ombros. Mal estar o tempo todo.
A pergunta é: peço ao médico mudar o tratamento? Eu deveria já estar me sentindo melhor, mesmo tomando há pouco tempo o medicamento? Obrigada

Resposta:

O Wellbutrin é um Antidepressivo muito bom, mas para depressões apáticas, geralmente ele não é eficaz em depressões com muita ansiedade.
Esses sintomas que você descreve, caso não existiam antes, podem ser sim efeitos colaterais do Wellbutrin.


Pergunta 6:

Bom dia, faço tratamento há muitos anos para Depressão, Ansiedade, Pânico, já usei Fluoxetina, entre outros, mas os últimos que estava usando era Pristiq 50 mg, Donaren 50 mg e Rivotril 2 mg, estava bem quando percebi que os sintomas estavam voltando.

Fui ao médico ele receitou Lexapro 15 mg e Wellbutrin XL, passou Rivotril SOS nos momentos de crise ansiedade e continuar com Rivotril 2 mg.

Gostaria de saber se o Lexapro e Wellbutrin podem ser tomados pela manhã e se causam insônia, não tem 30 dias que estou tomando, e ainda sinto alguns sintomas e tem hora que vem uma angústia, isso pode ser também pelo remédio?

Resposta:

Quase todos os pacientes tomam o Wellbutrin pela manhã mesmo, pois se tomado à noite ele pode causar insônia. O Lexapro não costuma interferir no sono, alguns pacientes preferem tomar de manhã e outros à noite.

30 dias é bastante tempo, alguns pacientes sentem piora da Ansiedade com o Wellbutrin.


Pergunta 7:

Estava tomando Wellbutrin 300 mg há 2 meses, já no segundo vidro comecei a sentir ansiedade de uma maneira que fui para no hospital, pois achei que estava morrendo eu nunca tinha tido crises de ansiedade.

Inicialmente me foi indicado pela endocrinologista para emagrecer, ela suspendeu o uso já estou há 4 dias sem usar o medicamento, mas sinto fraqueza, não sinto fome, sinto dormência e formigamento nas pernas e nos braços e uma ansiedade eu tenho acordado no meio da noite tremendo e ansiosa e com um aperto no peito.

Gostaria de saber se isso é efeito da retirada do remédio e por quantos dias os efeitos colaterais ainda serão sentidos? E se tem como amenizar isso.

Resposta:

Essa ansiedade não é abstinência do Wellbutrin. O Wellbutrin pode ter desencadeado ou piorado uma ansiedade pré-existente.
Peça para a médica te dar uma medicação ansiolítica e faça um tratamento para a ansiedade.

Se teu problema com o peso vem da ansiedade, você já trata duas coisas ao mesmo tempo.


Pergunta 8:

Olá, tomo Finasterida (Propecia) 1 mg diariamente. Queria saber se existe alguma interação com o Venlafaxina, o Citalopram e a Bupropiona.
Segundo o médico não há problemas, mas uma segunda opinião sempre é bem vinda.

Resposta:

Finasterida não tem é contraindicada com nenhum desses Antidepressivos, mas porque alguém toma Venlafaxina, Bupropiona e Citalopram ao mesmo tempo?


Pergunta 9:

Tem algum problema tomar Amytril 25 mg à noite e Bupropiona 150 mg ao dia? Foram receitados por médicos diferentes, um pelo Endocrinologista e o outro pelo Neurologista.

Desde já agradeço a atenção, pois como já foi citado isto é muito difícil nos consultórios médicos hoje em dia. Doutor Rubens Pitliuk, parabéns pelo site é muito útil pois sempre temos dúvidas.

Resposta:

Muito obrigado pelos elogios! Olha, em teoria não tem problema em tomar Amitriptilina à noite e Bupropiona de manhã, ainda mais nessas doses baixas, mas teus dois médicos deveriam ser informados sobre os remédios que você está tomando....


Pergunta 10:

Gostaria de saber qual a dosagem padrão de Bupropiona utilizada para Depressão (fadiga muito grande).

Tomo Bupropiona há 6 anos (150 mg) e nos dois últimos anos venho percebendo que ele tem perdido a sua potência, ou seja, venho tendo recaídas frequentes.

Será que preciso aumentar a dose?
Utilizar um Estabilizador de Humor ou um Potencializador em conjunto a Bupropiona?
Ou será que é porque troquei o Wellbutrin pelo Zetron, visto que o primeiro tem uma ação diferente da do segundo?

Grato pela atenção. Não gosto de fazer estas perguntas, mas como moro no Rio de Janeiro
Pelo menos me dê uma resposta com relação à dosagem usual para Depressão (fadiga predominantemente com um pouco de ansiedade).
Também tomo 2 comprimidos de Rivotril de 2 mg.

Agradeço antecipadamente o fantástico trabalho de vocês. Apenas procurei um Psiquiatra há 10 atrás por conta deste site.
Rondei vários médicos e nenhum deles me diagnosticou como Depressão. Este site me trouxe à vida... Há dez anos os médicos Clínicos Gerais não conheciam nada de Depressão e Antidepressivo.
Até hoje os médicos dizem que tenho Síndrome da Fadiga Crônica, e aí, recentemente, caí na asneira de parar de tomar o Antidepressivo e quase pedi licença do trabalho pela total falta de energia para trabalhar.

O trabalho de vocês é simplesmente fantástico. Merecia um prêmio pela Associação Brasileira de Psiquiatria. Tenho 37 anos.

Resposta:

Obrigado pelos elogios, volte sempre. Bupropiona (Wellbutrin, Zyban, Zetron, Bup) costuma ser eficaz entre 300 e 450 mg por dia, 150 mg, que é tua dose, costuma ser muito pouco.
Mas não se esqueça que 4 mg de Rivotril diariamente também pode deixar uma pessoa fatigada...

Com relação à piora quando você trocou Wellbutrin por Zetron, isso é possível sim. O Wellbutrin XL é de liberação prolongada e teoricamente te deixa sem a Depressão por 24 horas. Mas, repito, 150 mg costuma ser dose baixa demais.


Pergunta 11:

Sentindo-me ansiosa e com dificuldade para dormir procurei um Neurologista e na anamnese disse-lhe ser fumante; ele receitou Bup; mandou-me tomar às 9:00hs. Disse-me que o medicamento me ajudaria a parar de fumar. Não atentei para o horário e tomei à noite.

Fiquei sem dormir e acordei super irritada.
Tomei por mais 2 noites. Continuei com dificuldade para dormir e li a bula que diz ser a insônia e a irritação, efeitos colaterais.

Será que isso ocorreu por eu ter tomado à noite?
Há duas semanas não tomo.

Sinto que se a ansiedade for combatida terei condições de parar de fumar.
Devo tomar o medicamento de novo pela manhã? Obrigada


Pergunta 12:

Tenho Depressão faz tempo. Agora estou tomando Bup, receitado pela minha Endocrinologista, com quem faço tratamento para emagrecer.
Também estou tomando Sibutramina 10 mg.
Gostaria de saber se o Bup, pode causar irritação, agressividade, porque estou assim, muito irritada, muito agressiva e desanimada.
Ela passou o Bup para Depressão, mas ele acabou me ajudando em outra parte, na minha libido, que melhorou bastante.
Mas se for ele que está causando essas reações em mim, vou ter que parar?
Tomo 300 mg por dia. Sei que poderia perguntar isso a ela, mas vai demorar para a próxima consulta com ela.
Gostaria de ter uma resposta de vocês, que são qualificados e sei que poderiam me ajudar.

Resposta às Perguntas 11 e 12:

Obrigado pela confiança.
Sim, o Bup pode provocar esse estado de irritação. Ele deve ser tomado de manhã, para não prejudicar o sono.
Se a Bupropiona for mesmo essencial para teu tratamento, talvez tua Endocrinologista tente uma Bupropiona de liberação mais lenta, como o Wellbutrin XL. Ou também associar com uma dose bem baixa (mesmo) de algum Neuroléptico.


Pergunta 13:

Gostaria só de tirar uma dúvida: meu médico me receitou Wellbutrin para TDAH. Faz uma semana que estou tomando 1 comprimido por dia. É normal ter insônia? É passageiro?

Resposta:

Costuma ser passageiro sim, mas mesmo assim se recomenda que a pessoa tome o Wellbutrin cedo (por exemplo, no café da manhã).


Pergunta 14:

Olá, gostaria de saber se é normal agitação e inquietação com o uso de Sibutramina 10 mg + Bupropiona 300 mg + Fluoxetina.

Resposta:

Pode acontecer sim.


Pergunta 15:

Tive notícias de que a Bupropiona auxilia no tratamento do Tabagismo. Meu maior medo é engordar e ouvi dizer que esse medicamento promete perda de peso.
Isto é lenda ou realidade? Ele realmente ajuda?

Resposta:

Não é lenda, mas também não é uma promessa sagrada. A Bupropiona pode ajudar tanto no Tabagismo quanto na perda de peso, mas depende muito da tua força de vontade.


Pergunta 16:

Há uns seis anos tive Meningite Bacteriana porque tomei Fenproporex e minha resistência ficou baixa. Uma pequena infecção urinária acabou virando uma Meningite.
Melhorei, graças a Deus e não fiquei com nenhuma sequela.
Agora ouvi falar de um medicamento que se chama Bup que seria ótimo pra quem está parando de fumar.
Mesmo sendo aconselhada pelo Neurologista, gostaria de saber se corro os mesmos riscos de quando tomei o Fenproporex para perder peso! Obrigada!

Resposta:

Concordo com o Neurologista. Não tem porque o Bup (Bupropiona, Wellbutrin, Zetron) baixar tua resistência.


Pergunta 16:

Boa tarde, tenho 41 anos, tenho Hipotireoidismo e faz sete meses que estou tomando Bupropiona. Comecei com 150 e agora o médico me receitou 300 mg. Além da Bupropiona tomo Sertralina há muitos anos agora estou com 150 mg. À noite tomo Alprazolam, para induzir o sono.

A questão é: com 300 mg de Bup + 150 mg de Sertralina eu não teria que estar melhor?

Me sinto deprimida, mas não triste como antes, mas não tenho ânimo de nada. Será que esses remédios não têm uma boa resposta juntos? Obrigada.

Resposta:

Esses dois remédios são bons separados e juntos, mas como qualquer medicação, não para todo mundo.
Infelizmente com esses dados não podemos responder nada de concreto.
Mas parece que nem Sertralina nem Bupropiona são seus Antidepressivos ideais.


Pergunta 17:

Tomo Exodus há algum tempo (10 mg à noite). Agora visando parar de fumar comecei a tomar Bupropiona pela manhã 150 mg. Há algum perigo nesta combinação?

Resposta:

Exodus (Escitalopram, Lexapro, Reconter) geralmente não tem problema com Bupropiona (Wellbutrin XL, Zyban, Bup, Zetron), mas teu médico é quem decide.

10) Tratamento com Efexor, Venlift OD, Alenthus XR, Venlaxin, Venlafaxina

Pergunta 1:

Estou há 18 dias sem tomar Venlafaxina. Não fiz o desmame corretamente, mas não parei subitamente. Tenho 50 anos e tomei dois meses, primeiro 75 mg e depois 150 mg. Parei porque senti todos os efeitos colaterais. Nunca tive pressão alta. Depois que parei, sinto dor de cabeça diariamente e minha pressão está alta, principalmente à noite, quando sinto insônia. Já fiz mapeamento da pressão e aguardo resultado.

Minha dúvida é: posso vir a ter um derrame ou ficar permanentemente hipertensa? Quando passarão esses sintomas

Resposta:

Depois de 18 dias é muito improvável que esses sintomas sejam de abstinência de Venlafaxina.
Com relação à pressão alta, consulte um cardiologista, pois deve ter outras causas diferentes da Venlafaxina que você não toma mais.


Pergunta 2:

Tomei por um bom tempo Alenthus XR 75 mg (cápsula de cor vermelha). Há pouco tempo passei a tomar com a dosagem menor 37,5 mg (cápsula de cor azul). Estou com crise de alergia de urticária. Será que o corante dessa nova dosagem pode estar causando essa alergia?

Resposta:

É muito difícil identificar causas de alergia e urticária. Mas digamos que não existe outra causa e seja mesmo do Alenthus. É mais comum as pessoas terem alergia do corante da cápsula do que da Venlafaxina em si, ainda mais no teu caso que você já tomava antes.
Pergunte para seu médico se você pode trocar por outra marca (Efexor, Venlift) ou se pode abrir a cápsula e despejar o conteúdo num copo de água.


Pergunta 3:

Olá! Gostaria de saber se há alguma diferença entre o medicamento Efexor e Venlift OD, ou ambos são iguais?
Meu psiquiatra me recomendou o Efexor, mas por ter que dividir a cápsula, minha Psicóloga recomendou o Venlift. Obrigada!

Resposta:

Os pacientes que tomam Efexor XR e Venlift OD (ambos são Venlafaxina) dizem que a qualidade é a mesma.


Pergunta 4:

Estou tomando o Venlafaxina há três meses e já engordei 6 kg e percebi que quando me esqueço de tomar emagreço um 1 kg por dia como isso pode acontecer? Como engordo tanto se vivo de dieta?

Resposta:

Isso pode acontecer, mesmo com as ressalvas da página sobre Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos. Provavelmente teu médico irá trocar a Venlafaxina.


Pergunta 5:

Tive a informação de que a retirada da medicação (desmame) é um dos mais difíceis em comparação com outros medicamentos do gênero. Isso é verdade ou mito?

Resposta:

É verdade, a Venlafaxina (Efexor, Efexor XR, Venlift OD, Venlaxin, Alenthus, Alenthus XR) precisa ser retirada bem devagar para evitar sintomas de abstinência.
Mas isso não diminui o fato dela ser um excelente Antidepressivo.


Pergunta 6:

Faço uso de Efexor XR 75 mg, Depakote 500 mg, Mirtazapina (Remeron) 30 mg e Rivotril 0,5 mg há 4 anos. Ultimamente minha libido diminuiu e gostaria de saber se pode ter relação com a medicação ou com a idade (climatério), pois tenho 49 anos e minha menstruação já começou a falhar.
O médico Ginecologista pediu dosagem hormonal que não apresentou alteração significativa.

Resposta:

Difícil responder à distância, mas fora o Rivotril (nessa dose), o Efexor XR, o Depakote e a Mirtazapina (Remeron) podem prejudicar a libido.


Pergunta 7:

Fiz tratamento para Depressão com Efexor 75 mg e no primeiro mês tinha vertigens, boca seca, etc. Isso passou e do segundo mês em diante, fiquei super bem. Não tinha mais ataques de choro, nem crise de raiva, nervos, etc.

Porém, agora, o médico achou por bem retirar o medicamento, uma vez que eu estou 100 % melhor...
Além do que tenho apenas 20 anos.
O grande problema, está em desacostumar com a falta do remédio...
Tenho sentido distúrbios na visão, quando mexo a cabeça muito rápido me dá uma leve tontura, as pupilas parecem que demoram pra encontrar o lugar certo e fixar algum objeto que eu queira ver.
Além do que, minhas pupilas estão bem pequenininhas, o que não acontecia antes, pelo contrário, eram gigantes...

O que devo fazer para conseguir passar bem dessa fase??

Resposta:

Parecem ser sim sintomas de Abstinência de Efexor (Venlafaxina, Venlift OD, Alenthus XR). Leia o item 1 da Página de Efeitos Colaterais de Remédios Psiquiátricos.
Agora, um ponto muito importante: você não escreveu há quanto tempo está tratando essa Depressão. A primeira fase depressiva deve ser tratada pelo menos um ano e esse um ano é contado depois que o paciente ficou completamente bem e sem sintomas.


Pergunta 8:

Trato-me com Efexor. Apareceu pequeno inchaço em minhas pernas. Fiz diversos exames e nada apareceu. Efexor pode causar inchaço? É motivo para interromper o tratamento? Existe antídoto? (Já usei diversas medicações e está apresenta-se como a melhor).

Resposta:

Não costuma, mas fale com seu médico. Não sei sua idade, que outros remédios, condições físicas, etc.


Pergunta 9:

Me dou muito bem com o Efexor, mas minha ejaculação, que era retardada, ficou mais difícil ainda.
Como não tenho intenção de mudar de medicamento, pergunto: será que o Viagra poderia ajudar nesse lado da anomalia da ejaculação?

Resposta:

Pode ser que sim e que não, pois o Viagra aumenta a ereção e não a sensibilidade do pênis. Existem outras opções, fale com seu médico. Leia o item 8 da Página de Efeitos Colaterais de Remédios Psiquiátricos.


Pergunta 10:

Há 4 meses comecei a ter aumentos repentinos de Pressão Arterial. Cardiologista, todos os exames possíveis, achava que tinha problemas cardíacos mas eles não existiam.
Mesmo tomando os anti-hipertensivos minha pressão continuava a subir especialmente à noite, com súbitas corridas ao Pronto Socorro. Mesmo medicada a pressão chegou a 24/15.

Troquei de médico e remédios, Capoten, Atenol, Lexotan 3 mg.
Durante o dia me sentia bem chegava a noite vinha o Pânico o medo da pressão subir de ter um infarto ou derrame.
Voltando ao Cardiologista ele me aconselhou a procurar um Psiquiatra, pois eu estaria com Síndrome de Pânico.

Aceitei a sugestão e há 10 dias ele me receitou Olcadil e Efexor.
Tenho medo desse remédio elevar a minha pressão que continua controlada. Parabéns pela excelente página

Resposta:

Com esse aumento tão alto de Pressão Arterial, já foi excluído Feocromocitoma?
Esse é um exame de Urina onde se pesquisa Ácido Vanilmandélico em Urina de 24 horas.
Embora muito raro, o Efexor é um dos poucos Antidepressivos que pode aumentar a pressão. Portanto, é melhor controlá-la bem.


Pergunta 11:

Se efeitos colaterais raros como carcinomas em Antidepressivos são um sério risco. Segundo certas bulas como a do Efexor, pessoas desenvolveram carcinomas.

Resposta:

Não existe nenhuma evidência que qualquer Antidepressivo provoque câncer!


Pergunta 12:

Tenho 36 anos e uso DIU Mirena há 1 ano e meio. Comecei a me sentir mal, muito irritada, quase querendo matar o marido.
Quando fui na Ginecologista, ela disse que poderia ser sintoma depressivo, não associado ao Diu e receitou Zoloft, com efeitos muito positivos.

Procurei um Psiquiatra que manteve a Sertralina, no entanto a sexualidade ficou bastante prejudicada.
O Psiquiatra trocou a medicação para o Efexor XR que estou tomando há 2 dias, 75 mg/dia.
Minhas dúvidas são, será que o Diu desencadeou tudo isso, apesar de eu ter tido episódios de distúrbios de humor na adolescência, que nunca foram tratados?
E se realmente o Efexor é o mais indicado? (Li que o Sr. fez um estudo sobre a Venlafaxina).

Reposta:

De um modo geral é muito possível sim que o DIU Hormonal desencadeie depressões e oscilações de humor, ainda mais em quem já tinha tido Transtornos de Humor na adolescência!
Se Efexor é mais ou menos indicado que Zoloft, depende de cada pessoa, não existe um Antidepressivo sempre melhor ou pior do que outro para todas as pessoas e situações.
Tanto o Efexor quanto o Zoloft podem prejudicar a sexualidade em um paciente e não prejudicar em outro.


Pergunta 13:

Tenho distúrbio fortíssimo de ansiedade, tomo Rivotril 2 mg - 1 comprimido por dia, Seroquel 25 mg- 1 comprimido por dia, e Efexor 150 mg/dia.

Seroquel é para o TOC.
Por favor Seroquel engorda? Por favor me respondam. Obrigada.

Resposta:

O Seroquel (Seroquel, Kitapen, Neotiapim, Quetipim, Quetros, Queopine) e o Efexor (Venlafaxina, Venlift OD, Venlaxin, Alenthus XR) podem aumentar vontade comer Carboidratos e eles é que engordam.
Mas com disciplina e hábitos alimentares saudáveis, tenho muitos e muitos pacientes que não engordam nada com esses remédios.


Pergunta 14:

Gostaria de saber se o tratamento prolongado (+ 5 anos) com Efexor XR pode causar aumento excessivo na taxa de triglicérides.
Tenho 30 anos e depois de muito tempo sem fazer exame de sangue (os que fizera até então nunca deram nada de anormal), descobri que meu triglicérides está nas alturas: 490.
Não bebo álcool, não fumo, como pouquíssimos doces, como muitas frutas durante o dia, não tenho casos na família, não estou com sobrepeso e faço alguns exercícios físicos regulares (musculação e aeróbicos).
Apesar disso minha pressão tem aumentado e meu triglicérides está lá nos 490.
Uma das poucas explicações que vejo é o uso contínuo do Efexor.
O médico que pediu o exame pareceu não dar muita atenção ao fato de eu estar tomando tal medicamento e insiste em que eu coma menos Carboidratos e faça ainda mais exercícios físicos.
Apesar de não ter encontrado nada na bula sobre, gostaria de saber se vocês têm ou já viram caso parecido associado com o tratamento prolongado com Efexor.

Resposta:

Concordo com teu médico, provavelmente o Efexor não tem nada a ver com essa taxa de triglicérides. Mas com aumento de Pressão Arterial pode ter a ver sim.


Pergunta 15:

Olá! Fiquei completamente encantada com esse site e já o indiquei a outras pessoas, porém, peço desculpas pois me encontro no ápice de uma crise depressiva (recidiva) e não consegui me concentrar para ler todas as perguntas e respostas, portanto, se não for muito abuso da minha parte, gostaria de perguntar-lhes se os remédios Venlafaxina (300g diárias) e Olcadil (2g diárias) engordam.

Com certeza essa é uma dúvida estúpida de quem já está cheia de paranoias, mas ficarei imensamente grata se me responderem.

Resposta:

Muito obrigado!

Algumas pessoas ganham peso sim com Venlafaxina (Efexor, Venlift, Venlaxin), mas é a minoria. Leia o item 7 da Página de Efeitos Colaterais de Remédios Psiquiátricos.


Pergunta 16:

Tudo começou com uma crise de Pânico e uma ida ao Pronto Socorro. O médico me receitou Xanax (Alprazolam, Frontal, Apraz) 0,50 mg e o Efexor XR 75 mg. Com o tempo me fui sentindo melhor! Pouco tempo depois larguei o Xanax, mas não o Efexor.

Quando fico sem o Efexor, os Ataques de Pânico voltam. Tenho preocupado com um tratamento tão longo. Quais são as consequências?

Será que o Dr. Rubens Pitliuk poderia me ajudar?

Quais são os perigos de tomar o Efexor dois anos?

Resposta:

O Efexor existe há mais de 20 anos no mercado e é muito seguro. Certamente você faz esporadicamente exames de rotina. Se o Efexor estivesse fazendo ml para seu fígado, isso apareceria nos exames.
Mas dê uma lida na Página de Transtorno do Pânico e de Ansiedade. Existem mais coisas a fazer nesses casos além de tomar remédio.


Pergunta 17:

Tomo a Venlafaxina há uns 10 meses e de lá pra cá tenho notado aumento gradativo de peso, sei que não posso parar de uma vez, vou começar a intercalar um dia sim outro não depois um sim 2 não até me livrar completamente, pois acho que os efeitos colaterais, como o aumento de peso, torna-se mais um problema em nossas vidas.

O que eu queria saber é quanto tempo estarei livre da dependência do medicamento? E quanto tempo ele leva para sair completamente do me organismo?



Resposta:

A Venlafaxina (Efexor, Venlift, Venlaxin) costuma ser retirada gradualmente em uns 10 a 15 dias. Depois de 14 dias sem tomar, já foi excretada totalmente. Você não ficou dependente dele. Simplesmente precisa suspender aos poucos.

11) Tomei antidepressivo Equilid e comecei a produzir leite!

Pergunta 1:

Bom dia Dr. Rubens Pitliuk, gostaria de saber se eu tomar Equilid volto a produzir leite materno? Pois eu tenho um bebê de 4 meses e quando ele tinha 1 mês meu leite secou do nada.

Resposta:

Como um dos efeitos colaterais do Equilid é justamente aumento de Prolactina e produção de leite materno, provavelmente ele faz você voltar a produzir leite sim, mas não tome se orientação do Ginecologista ou do Pediatra.


Pergunta 2:

Hoje completa 20 dias de tratamento e começou a sair leite dos meus seios, confesso que fiquei apavorada. Quero saber se é reação adversa do Sulpan.

Tenho 21 anos e estou fazendo tratamento de ansiedade com uma Psiquiatra, que me receitou inicialmente Pondera 20 mg de manhã e Sulpan (25 mg de Sulpirida e 1 mg de Bromazepam) à noite.

Desde já grata. Bom dia! Beatriz.

Resposta:

Sim, Beatriz, o efeito colateral mais frequente do Sulpiride ou Sulpirida ou Sulpan ou Equilid é a produção de leite (Galactorreia).


Pergunta 3:

Eu gostaria de saber se o remédio Equilid serve para aumentar o leite para amamentação me receitaram e estou com medo de tomar. Obrigada se puderem me responder.

Resposta:

É muito comum os Ginecologistas receitarem Equilid para aumentar a produção de leite.


Pergunta 4:

Tomei Equilid 200 mg, por 9 meses. Tive inchaços nos seios, parei de menstruar, produzi leite e engordei 15 quilos.

Tomo Pondera (10 mg), Apraz e Rivotril. Fiz o exame de Prolactina e o resultado foi de 161,1 ng/ml. Parei de tomar já faz 2 meses e ainda não voltei a menstruar. O que pode estar acontecendo no meu organismo? E não consigo emagrecer! Agradeço

Resposta:

Realmente, Equilid pode aumentar a Prolactina e provocar Galactorréia (produção de leite), Ginecomastia (aumento das mamas), Amenorreia (suspensão das menstruações) e ganho de peso. Algumas pacientes chegam a ter mais de 250 no exame de Prolactina. Raramente os Ginecologistas pedem uma Ressonância Magnética ou Tomografia Computadorizada de Sela Túrcica. Sela Túrcica é uma estrutura do cérebro onde fica a glândula Hipófise. A Hipófise é quem comanda a produção de Prolactina.

Algumas pacientes precisam mais de 2 meses para esses efeitos passarem.


Pergunta 5:

Eu gostaria de saber se o remédio Equilid serve para aumentar o leite para amamentação. Minhas amigas tomaram.

Resposta:

Sim, o Equilid serve também para aumentar o leite, mas isso você discute com teu ginecologista, não com as amigas.


Pergunta 6:

Olá tomei Fluoxetina e Torval (Ácido Valpróico, Depakote) por 1 semana e depois disso notei que o meus seios incharam e sai um líquido branco como se fosse leite isso é normal acontecer?

Resposta:

Não é normal nem deveria acontecer. Peça para teu médico dosar a Prolactina.

É muito raro o Ácido Valpróico e a Fluoxetina aumentarem a Prolactina, ainda mais com apenas uma semana de uso.

12) Tratamento e efeitos colaterais de Sertralina, Zoloft, Tolrest, Assert, Serenata, Dieloft

Pergunta 1:

Boa noite, tomo Sertralina vai fazer 6 meses e comecei a trabalhar faz 1 mês.
Ando me sentindo muito ruim, ando tendo tonturas parece às vezes que estou fora do meu corpo, não consigo me concentrar muito, ando sentindo as pernas bambas, formigamentos na cabeça e na boca.
Será que teria que aumentar a dose da Sertralina? Tomo Assert de 50mg.

Resposta:

Depois de 6 meses de tratamento com Sertralina, esses sintomas que apareceram agora não parecem ser efeitos colaterais da Sertralina.
É possível que com o começo do trabalho sua ansiedade tenha aumentado e que a dose de 50 mg de Assert não seja suficiente.
Mas só o teu médico, que conhece bem você, seu trabalho e suas reações pode responder com certeza de você precisa de dose maior.


Pergunta 2:

A Sertralina por ser mais moderna, tem menos efeitos colaterais, é isso? Qual a diferença dela com o Clo (Anafranil, Clomipramina)? A Clomipramina é mais forte?
O Clo eu tomava 50 mg. Tomo Sertralina 125 mg. Já faz mais de um ano que tomo Sertralina e ainda tenho ansiedade... É normal demorar tanto tempo pra acertar a dose?

Muitoooo Obrigada!

Resposta:

Remédio mais moderno não quer dizer remédio melhor. Geralmente os antidepressivos mais modernos têm menos colaterais, mas nem sempre.
Por outro lado, se uma pessoa melhora com determinado antidepressivo e ele seca um pouco a boca ou prende o intestino, não é grave.
Existe sempre um equilíbrio (balance) entre eficácia e efeitos colaterais.
Não tenho experiência com Clo, sempre receito Anafranil.
Não existe equivalência exata, mas 50 mg de Anafranil deveriam ter mais ou menos a potência de 75 mg de Sertralina (Zoloft, Tolrest, Assert, Serenata, Dieloft, Serenata).


Pergunta 3:

Trato Síndrome do Pânico e a Psiquiatra me receitou Zoloft ou Tolrest há uma semana e ainda não senti os efeitos, que segundo o Psiquiatra só terá efeito em 20 dias em média.
Gostaria de saber mais sobre os efeitos desse medicamento no organismo e das reações adversas que constam na bula do mesmo.

Resposta:

Zoloft ou Tolrest não é a única, mas é uma ótima opção para Transtorno do Pânico. Ele demora 3 a 4 semanas para agir.


Pergunta 4:

Há um mês venho me tratando com Zoloft ou Tolrest (Depressão) moderada - grave. Mas o lado sexual de nosso relacionamento está sendo comprometido, devido a minha falta de libido, um dos efeitos colaterais que ainda persistem.

Sempre continuará assim ao longo do tratamento? Existe alguma coisa que eu possa fazer para recompensar?


Pergunta 5:

Estou me tratando com a Sertralina há 4 anos, com bons resultados. Todavia há cerca de 1 ano comecei a me sentir totalmente frígida e sem interesse sexual. Tudo corre bem em minha vida, não há nada que possa ser a causa. O medicamento pode ser a causa?

Resposta:

Pode. Sertralina (Zoloft, Tolrest, Assert, Serenata, Dieloft, Serenata) pode prejudicar muito a libido.

13) Tratamento com Tarja Preta

Pergunta 1:

Boa tarde. Gostaria de saber se há problema em tomar Insonox e Frontal.

Resposta:

Insonox é Zolpidem (Stilnox, Lioram). Serve para induzir o sono. Frontal, dependendo da dose serve tanto para baixar a ansiedade quanto para aprofundar o sono.
Dependendo das doses e da frequência não teria problema em misturar os Zolpidem e Frontal, mas precisa ver se realmente precisa.


Pergunta 2:

Há muitos anos faço uso do Alprazolam 1 mg. De uns tempos pra cá, ao me deitar comecei a sentir um aceleramento ou uma ansiedade. Fui numa festa, dancei demais, fui deitar três horas da manhã, não tomei o Alprazolam nem senti nada acelerado e muito menos ansiedade. Comecei a achar que é o Alprazolam que não está me fazendo bem e parei de tomar.

Mas sinto uma abstinência, como arrotos, desanimada, (pratico treinos em academia, diários) e desde domingo passado estou usando Zolpidem.
Minha pressão arterial é normal 12/8, não fumo e não bebo. Isso que relatei para o sr, é uma consequência normal? Obrigada por me ouvir, aguardo uma resposta

Resposta:

Embora não seja bom tomar Alprazolam (Frontal, Apraz) anos em seguida, provavelmente não era ele que estava causando os sintomas de ansiedade na hora de dormir.
Procure um Psiquiatra para programar a retirada do Alprazolam sem sintomas de abstinência e cuidado para não entrar em outro abuso, de Zolpidem (Stilnox, Patz, Lioram).


Pergunta 3:

Qual a diferença entre Alprazolam 1 mg e Venlafaxina Efexor 75 mg?

Resposta:

São totalmente diferentes. Alprazolam é um Ansiolítico (Frontal, Apraz) e Venlafaxina é um Antidepressivo (Efexor, Venlift, Alenthus).


Pergunta 4:

Tomo Alprazolam 0,5 mg só para dormir. Fluxtar SR 3 mg é mais forte e mais prejudicial que ele?

Resposta:

Fluxtar é Bromazepam (Lexotan). Alprazolam é Frontal ou Apraz. Ambos são ansiolíticos Benzodiazepínicos. Um não é nem mais forte nem mais prejudicial que o outro.


Pergunta 5:

Boa tarde Doutor Rubens Pitliuk! Faço o uso de Rivotril há 8 anos, tenho crise de ansiedade, tomo para dormir e relaxar, se não, eu não durmo. Só que final de semana tenho vontade de beber cerveja com meus amigos da Faculdade, já bebi, mas bebo pouco, pouco mesmo e só cerveja.

Minha pergunta é: se eu tomar a metade da metade do Rivotril pela manhã, posso passar mal de noite?
Até hoje nunca passei mal, só quero saber se posso tomar pela manhã e beber um pouco à noite.

P.S: tomo a metade da metade do comprimido Rivotril de 2mg

Resposta:

Se você nunca passou mal nem exagera na bebida, provavelmente não tem problema, pois o Rivotril administrado cedo praticamente não tem mais efeito à noite, mas quem pode te dizer com certeza é teu médico que receita o Rivotril.


Pergunta 6:

Preciso saber o que acontece quando o Rivotril 0,25 mg Sublingual foi deglutido diariamente por 40 dias. O que pode acontecer? Causa algum problema sério?
Isso aconteceu comigo e acabei sentido, várias coisas, mas os principais foram: fortes dores de cabeça e desconforto na deglutição.
Preciso tomar algum cuidado? Meu médico não me avisou que eu teria que usar Sublingual, descobri sozinha.

Resposta:

Nenhum problema. O efeito é exatamente o mesmo. Essas dores de cabeça e desconforto na deglutição não têm relação com a forma de tomar o Rivotril (Clonazepam).


Pergunta 7:

Em 10 dias tomando Rivotril 2 mg engordei 3 kg! Minha barriga está estufada, enorme, joguei o remédio fora! Estou impressionada, afinal dizem que Rivotril emagrece!
Passei a usar Olcadil 1 mg.

Resposta:

As pessoas podem ter efeitos colaterais raríssimos com qualquer remédio, mas esse efeito colateral de Rivotril de engordar 3 Kg em 10 dias, eu nunca vi...
Além disso, ele emagrece? A gente ouve falar maravilhas do Rivotril, mas que ele emagrece, é a primeira vez que ouço.


Pergunta 8:

Faço tratamento para Ansiedade, mas faz 6 meses que eu não retorno à médica, consegui com um Clínico Geral a mesma receita para tomar os mesmos medicamentos.
Gostaria de saber se eu posso voltar a tomar até que eu volte na consulta com médica. Estou perguntando por que estou começando a ficar ansiosa novamente, tomo Rivotril somente quando estou muito ansiosa e Exodus 10 mg durante o dia. Obrigado aguardo resposta.

Resposta:

Se seu Clínico Geral se sente à vontade para acompanhar um tratamento de Ansiedade, tudo bem, mas o ideal seria você ser acompanhada pelo especialista.


Pergunta 9:

Faço uso dos medicamentos Rivotril 0,5 mg/dia e Procimax 20 mg/dia, gostaria de saber se posso toma o Gingko Biloba, pois tenho labirintite e tontura 24 horas por dia?

Obrigada pela atenção

Resposta:

Geralmente o Gingko Biloba pode ser tomado junto com Rivotril e Procimax.


Pergunta 10:

Tomo Rivotril 2 mg dia sim dia não conforme orientação médica e comecei tomar Level (anticoncepcional). Há algum problema, pode um cortar o efeito do outro ou trazer problemas?

Resposta:

Não existe interação conhecida entre Rivotril e Anticoncepcional, ou seja, a pílula anticoncepcional teoricamente não perde o efeito por causa do Rivotril.


Pergunta 11:

Comecei com Rivotril Sublingual 0,25 mg. Fazia efeito no momento, mas percebia que tudo voltava após um período. Passei a tomar por conta própria à noite Rivotril de 1 mg.

Só assim consigo dormir e ter um dia mais calmo. Nunca consultei com Psiquiatra, mas continuo tomando até hoje. Já tem 1 ano e 3 meses de Rivotril. O que devo fazer? Procurar um médico ou seguir tomando? Estou fazendo aulas de direção e vou voltar a estudar. Pode me atrapalhar de alguma maneira?

Resposta:

Você não deveria estar tomando Rivotril sem orientação médica. Leia item 6 (uso contínuo) da página de Efeitos Colaterais.


Pergunta 12:

Estou tomando Alprazolam há 12 dias, em substituição ao Rivotril. Fiz a mudança gradual do remédio antigo para o atual, seguindo orientação médica.
Ocorre que, desde o primeiro dia que passei a tomar apenas o Alprazolam (0,5 mg de manhã e 0,5 mg à tarde), tenho tido sensação de cabeça vazia, parece que não estou aqui, que não pertenço a este mundo.
Estou apavorado com a ideia de esse efeito não passar. Posso esperar que isso passe? Em quanto tempo? Obrigado.

Resposta:

Não parece ser efeito colateral do Alprazolam (Frontal, Apraz). Não pode ser a Desrealização comum em quadros de Ansiedade?


Pergunta 13:

Tomo Rivotril 2 mg/dia, minha visão está ficando turva, noto que se reduzo a dosagem o peso no cérebro aumenta e a visão piora, o que fazer, este efeito visual é o que está me preocupando, se não alterasse a visão eu ficaria praticamente curado, me oriente, por favor, obrigado

Resposta:

Não é comum um efeito visual assim do Rivotril. Converse com seu médico sobre isto e/ou procure um oftalmologista.
Desculpe, mas preciso de uma orientação, sou usuário de Rivotril há anos. Atualmente tomo de 1 mg a 2 mg ao dia e quero acabar com isso na minha vida.
A minha pergunta é, tenho que passar por um processo de desintoxicação? Por quanto tempo em média? O motivo causador foi do trabalho, pois sou gerente de banco. Por favor, estas respostas irão me ajudar a tomar um caminho.

Resposta:

Fale com seu médico e não se preocupe. Essa quantidade você para facilmente em poucas semanas.


Pergunta 14:

Tomo Clonazepam há dois anos e dormia super bem há pouco tempo o médico resolveu tirar a medicação aos poucos mais agora não consigo mais dormir quero saber quanto tempo o organismo leva para voltar a dormir sem a medicação. Obrigado.

Resposta:

O Rivotril (Clonazepam) é eliminado do organismo em poucos dias.


Pergunta 15:

Eu tomo Nortriptilina 8 mg (o mesmo que Pamelor) e Clonazepam 0,3 mg (o mesmo que Rivotril) manipulados. São doses altas? Pretendo parar de tomar, minha médica disse que vai diminuir aos poucos.
Será que corro risco de sofrer abstinência quando parar totalmente?

Resposta:

São doses muito baixas que provavelmente não darão nenhum sintoma de abstinência.


Pergunta 16:

O meu médico me receitou o medicamento Frontal para a noite e o Cebrilin para o dia. Essa combinação (Tranquilizante mais Antidepressivo) é adequada?
Pois me parece contraditório já que o Tranquilizante poderia me induzir à Depressão. Estou equivocado?

Resposta:

No começo dos tratamentos de Ansiedade é comum associar um Benzodiazepínico ao Antidepressivo por dois motivos:
Evitar a Piora Inicial.
Aliviar o sofrimento do paciente com o Tranquilizante rapidamente porque o Antidepressivo pode demorar semanas para começar a funcionar.
E para um Ansiolítico provocar Depressão, precisa dose muito alta por muito tempo.


Pergunta 17:

Tive Síndrome do Pânico e tomei vários medicamentos Antidepressivos e Ansiolíticos. Quando engravidei no ano passado passei a tomar 0,25 mg de Frontal (Apraz, Alprazolam).

Faz 6 meses que ganhei o bebê e hoje não tomo medicamento nenhum e nem sinto falta, mas infelizmente estou 12 kg acima do meu peso e não consigo emagrecer.
O médico me receitou a Reductil 15 mg, então eu gostaria de saber se este medicamento não vai me causar Depressão novamente? Será que posso tomar ele de manhã e à noite o Alprazolam?

Resposta:

Karla, seu médico decide, mas Reductil ou Plenty (Sibutramina) não costuma provocar o aparecimento de Depressão nem de Síndrome do Pânico.

14) Tratamento com Tofranil, Imipramina, Anafranil, Clomipramina, efeitos colaterais

Pergunta 1:

Tomo Tofranil e me dou muito bem com essa medicação pois tenho uma depressão muito estranha que e medo de perder pessoas próximas. Só que não encontro mais Tofranil nas farmácias e o médico me passou Fluoxetina. Queria saber se tem a mesma composição ou se tem outro remédio que faz o mesmo efeito.

Resposta:

Fluoxetina é bem diferente de Tofranil, pode funcionar para você como pode não funcionar.
Me parece que as farmácias já têm Tofranil novamente. Mas se não tiverem, as farmácias de manipulação fazem (Imipramina).


Pergunta 2:

Tenho 21 anos comecei um tratamento com Clomipramina 25 mg Genérico, para tratamento de ejaculação precoce gostaria de saber se esse medicamento vai afetar minha libido (apetite sexual)?

Resposta:

Provavelmente não vai afetar sua libido, só retardar a ejaculação.


Pergunta 3:

Estou tomando Clomipramina (Anafranil) há algum tempo já e ouvi algumas pessoas dizerem que esse remédio é muito ruim para o nosso Sistema Nervoso, que ele acaba com os neurônios e que pode até ser a causa da Doença de Alzheimer.

Isso é verdade?

Resposta:

Absolutamente não. O que faz mal para os neurônios é ter Depressão, Pânico ou outras doenças psiquiátricas e não tratar. Leia a introdução do site e a página sobre Efeito Kindling.


Pergunta 4:

Fiz uso durante um ano e seis meses do Tofranil 75, tomando 3 cápsulas diárias e há um mês e meio o tratamento foi interrompido, pois não senti melhora satisfatória e significativa. Tomo também o medicamento Rivotril 2 mg, pois percebo que me estabiliza.

Gostaria de saber se o uso de medicamentos Antidepressivos podem alterar a concentração, e a memorização.

Resposta:

Geralmente o Tofranil não piora nem a concentração nem a memória, mas se você precisou de 225 mg por dia, provavelmente foi uma depressão bem forte, e a depressão sim, prejudica a memória e a concentração.
Como o Tofranil não foi o antidepressivo ideal para você, imagino que a depressão ainda esteja prese te e com ela esses sintomas de memória e concentração.
O Rivotril, como qualquer Benzodiazepínico, pode prejudicar a memória enquanto a pessoa estiver tomando.


Pergunta 5:

Estou usando Anafranil de 25 mg e como comecei a malhar gostaria de saber se usando Decanoato de Nandrolona (Deca) na dose de 50 mg semanais estaria prejudicando meu tratamento com o Anafranil.
Os anabolizantes são contraindicados para pessoas que usam medicamentos controlados?

Resposta:

Os Anabolizantes são contra indicados para qualquer pessoa, tomando ou não medicamentos controlados.


Pergunta 6:

Tenho 33 anos e há cerca de 5 anos tomo Anafranil 25 mg e Alprazolam 0,25 mg, os quais de fato me ajudaram. O problema é que não consigo viver sem eles.
Também sinto alguns sintomas de efeitos secundários como problemas na ejaculação e na potência sexual, boca seca e amarga, etc.
Quando não tomo o Anafranil, sinto dores de cabeça que passam quando tomo.

Como posso melhorar sem o Anafranil e o Alprazolam?

Preciso de um tratamento da próstata?

Resposta:

Você não escreveu porque precisa de Anafranil e Alprazolam (Frontal, Apraz).
Os efeitos colaterais que você descreve podem ser tratados, mas provavelmente o mais prático seria trocar o Anafranil, caso você realmente precise de um antidepressivo (Item 8 da página de Efeitos Colaterais).
Essas dores de cabeça que passam quando você toma o comprimido e Anafranil sugerem sintomas de abstinência isso é facilmente tratado (Item 1 da página de Efeitos Colaterais).
Com 33 anos, você provavelmente não precisa de nenhum tratamento de próstata.


Pergunta 7:

Comecei a tomar Anafranil SR 75 mg. Quanto tempo leva pra fazer efeito e quanto tempo demora para os efeitos colaterais diminuírem?

Ou vou ter que conviver com a minha cabeça “lesa” como se estivesse fora de sintonia (tonta), muito sono durante o dia, tenho fome, mas olho pra comida me dá um enjoo, ou tudo isso vai desaparecendo aos poucos?

Resposta:

Anafranil demora de 3 a 6 semanas para agir.
Com relação a esses efeitos colaterais, eles vão passar em dias, mas pergunte ao teu Psiquiatra se não seria melhor tomar o Anafranil ao deitar, pois pelo menos a sonolência e a “cabeça lesa já deveriam ter passado.


Pergunta 8:

Procede a informação de que o Anafranil é mais eficaz que os IRSS (Inibidores de Recaptação de Serotonina) s (Fluoxetina, Paroxetina, Sertralina) no combate ao Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)?

Resposta:

Sim, procede, de acordo com a experiência acumulada em décadas. O Anafranil é um dos Antidepressivos mais eficazes no tratamento do TOC.
Mas é claro que muitos e muitos pacientes melhoram com os IRSS (Inibidores de Recaptação de Serotonina) também. Exemplos: Luvox, Aropax, Paxil CR, Cebrilin, etc.


Pergunta 9:

Faço tratamento com Anafranil 75 mg e Depakote ER 500 mg, porém estou com diagnóstico de Esteatose Hepática bastante acentuada, ou seja, tive de suspender os medicamentos.

Agora me encontro entre a cruz e a espada: ou fico feliz e contente, mas com meu fígado sendo cada vez mais intoxicado, arriscado a adquirir uma cirrose ou mesmo um câncer ou cuido do meu fígado mas sem a medicação.

Há algum medicamento nessa categoria que não agrida o fígado?

Resposta:

Se você tem uma Esteatose Hepática (gordura no fígado), a preocupação deveria ser com a dieta alimentar, perda de peso, diminuição de bebida e parar o Depakote.
Caso você realmente precise de um Estabilizador de Humor, existem outros menos agressivos ao fígado.
Mas Antidepressivos não causam nem costumam piorar Esteatose Hepática.


Pergunta 10:

Tenho 41 anos e sofro de Depressão há 10 anos. Faço psicoterapia há 2 anos e melhorei bastante, mas tive uma recaída acentuada, pois entrei em contato com um recalque de infância.

A partir disso, comecei a tomar Anafranil 50 mg por dia.
Tive uma melhora espetacular com este Antidepressivo. Ele é ótimo!
É uma pena que ele me induza muito sono (tenho uma enorme dificuldade de acordar, somente pela manhã - durante o resto do dia, não sinto nenhuma sonolência).

Gostaria de trocar de medicamento, experimentando o Aropax.
Se não me engano, ele demora alguns meses para começar a fazer efeito.
Por isso a minha dúvida é a seguinte: posso começar a tomar o Aropax juntamente com o Anafranil, para depois ir gradativamente retirando-o Anafranil?

Não quero parar de repente com o Anafranil, pois não quero ter recaídas.

Resposta:

Às vezes basta mudar o horário do Antidepressivo para essa sonolência (Item 17 da Página de Efeitos Colaterais).
A Sonolência Diurna pode acontecer com vários Antidepressivos.
Mas apenas o Psiquiatra que te trata pode dizer se o Aropax serve para você.


Pergunta 11:

Gostaria de saber se Anafranil e Rivotril engordam e trazem problemas sexuais.

Resposta:

Anafranil pode retardar o orgasmo mesmo com dose baixa, mas não quer dizer que retarda para todas as pessoas que usam (Item 8 da página de Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos e Neurológicos).
Em dose alta pode provocar algum ganho de peso se a pessoa não for disciplinada com relação à alimentação e exercícios físicos (Item 7 da página de Efeitos Colaterais de Medicamentos Psiquiátricos e Neurológicos).
Rivotril não mexe no peso e só prejudica a libido em doses muito altas depois de muito tempo de administração.


Pergunta 12:

Foi divulgado ontem na TV a preocupação dos médicos americanos quanto ao uso prolongado dos Antidepressivos. Alguns acham que é perigoso, uma vez que ainda não se conhecem todos s efeitos colaterais deles.
Como tomo Anafranil há mais de dois anos (e me sinto bem) estou preocupado. O que o sr. pensa disso?

Resposta:

Não vi a matéria, mas ela certamente de refere aos Antidepressivos novos e não aos antigos.
Anafranil existe há mais de 50 anos e se tivesse que aparecer algum problema com o uso prolongado já teria aparecido.
Eu não teria nenhuma preocupação além de um dos exames de sangue anuais de rotina e eventualmente, conforme a idade e forma física, um ECG (eletrocardiograma).


Pergunta 13:

O uso do Anafranil associado ao Viagra em caso de dificuldade manter a ereção (apesar de saber que o medicamento não atua na libido) pode ser recomendado em situações esporádicas.

Pergunta 14:

Tenho tomado 75 mg de Anafranil: é recomendável o uso do medicamento Viagra para pessoas que estão fazendo uso do medicamento Anafranil e sofrem com a queda na sua potência sexual ou no caso de já possuírem idade avançada e já possuírem problemas de disfunção sexual e também usarem o medicamento Anafranil ou outro Antidepressivo.

Resposta:

Não sei de incompatibilidade entre Viagra e Anafranil.
O Anafranil na imensa maioria dos casos não provoca problema de ereção, mas sim diminuição de sensibilidade e portanto retardo de ejaculação. Não sei se o Viagra ajudaria.
Mas é interessante ouvir experiências novas. Se você testar, me informe, por favor.

15) Medicamentos que provocam Impregnação, Acatisia, Sintomas Extrapiramidais

Pergunta 1:

Minha filha tem 15 anos e foi diagnosticada por uma crise de Ansiedade Generalizada (TAG) e a médica passou Pondera (Paroxetina) de dia e o Zargus (Risperidona) notei quando ela toma esse à noite, ela se queixa dos músculos do corpo, inclusive o pescoço como se estivesse empurrando para frente, será que isso é efeito colateral do remédio?

Ela corre risco de continuar tomando esse remédio? Gostaria de tirar essa dúvida! Desde já agradeço! Aline!

Resposta:

O mais provável é que seja reação extrapiramidal da Risperidona e que vai passar com a retirada da mesma.

Converse com o médico dela se ela realmente precisa dois medicamentos diferentes para tratar uma crise de ansiedade.


Pergunta 2:

Tenho observado que depois do Haldol o estado de agitação ficou bastante acentuado ao ponto de não conseguir sentar-se durante todo dia.

Ontem à noite ele tomou além dos Haldol 2 comprimidos de Diazepam de 10 mg cada e mesmo assim pouco dormiu.
Estou meio desesperada, pois vejo a hora dele sair correndo de tanta ansiedade. Por favor, me oriente.

Resposta:

Essa agitação provocada pelo Haldol provavelmente é a Acatisia. Descreva esses sintomas para o Psiquiatra dele, que provavelmente receitará Fenergan, Rivotril ou Akineton ou Cinetol. A Acatisia, que é uma vontade muito grande de andar muitas vezes exige a troca do Haldol por outro Neuroléptico.


Pergunta 3:

Minha irmã iniciou um tratamento para alcoolismo e dependência medicamentosa (Rivotril) há dois meses, numa clínica através de internação compulsória. Ela fez uso de Fluoxetina, Topamax, Risperidona e Quetiapina.

Resolvemos tirá-la da clínica há uma semana, pois meus pais não estavam satisfeitos com o tratamento. Ela está sem tomar a Risperidona ou Quetiapina desde então, porém continua com a marcha robótica, tremores, olhar perdido, enfim, esta irreconhecível. Esses efeitos são irreversíveis

Resposta:

Parece ser Impregnação, um efeito colateral Extrapiramidal, que é tratada com Biperideno (Cinetol. O Akineton não existe mais) e costuma passar no mesmo dia em que se começa a tomar.

Mas como ela já suspendeu esses medicamentos, já deve estar melhorando a cada dia, pois a Risperidona está sendo eliminada do corpo dela. Isso não é irreversível e passa sem sequelas.


Pergunta 4:

Boa tarde, minha pergunta é a seguinte: minha irmã esta tomando Amitriptilina, mas como esta observando dificuldade em dormir toda a noite, o medico trocou por a Amitriptilina por Prometazina, pesquisando, sobre esse ultimo, percebi que não deve se administrado sozinho, pois pode causar enrijecimento muscular.

Antes da Amitriptilina ela tomava Risperidona, e por esse mesmo motivo (enrijecimento muscular) foi trocado.
Agora está certo passar para Prometazina? Aguardo resposta, muito obrigada.

Resposta:

A chance de a Prometazina provocar Sintomas Extrapiramidais (ou Impregnação), que é esse enrijecimento muscular é muitíssimo menor que o Risperdal.


Pergunta 4:

Tenho 43 anos e sou Bipolar há 13 anos. Já tomei toda uma série de medicamentos, desde os mais tradicionais como Carbolitium e Priadel. Estabilizei durante 5 anos com o Tegretol.
Neste momento tomo Bup 150 mg, Abilify ou Aristab 15 mg, Rivotril 2 mg e Lamotrigina 200 mg.
Sinto-me e ando como um robô, isto é com os braços flexionados e extremamente ansiosa.
As minhas fases são mais depressivas profundas que eufóricas.
Diagnosticaram agora uma Depressão residual.

Resposta:

Até pode ser que seja uma Depressão residual, mas é muito mais provável que seja uma Impregnação do Abilify ou Aristab, que passa com Biperideno. Fale com seu Psiquiatra.


Pergunta 5:

Tomei Rivotril (1 mg) há quase dois meses e de uns 15 dias para cá junto com o Arotin de 20 mg (ambos à noite).
O Neurologista me mandou suspender o Rivotril há 4 dias.
Desde então tenho sentido rigidez muscular, dor torácica, dores de cabeça, na mandíbula (ATM) e o mais chato, sudorese, uma frieza nos pés que perdura praticamente o dia todo e insônia (durmo pouco e ruim).

Podem ser sintomas da abstinência, inclusive esta frieza nos pés? Geralmente duram quanto tempo?

Resposta:

Rivotril não costuma provocar abstinência depois de tão pouco tempo, mas pode ser.
Por outro lado, o Arotin (raramente) pode provocar Impregnação.
O mais provável é que esses sintomas sejam da Ansiedade que era controlada pelo Rivotril e (ainda) não está sendo controlada pelo Arotin (Paroxetina).


Pergunta 6:

Tenho Depressão e em 2006 tentei suicídio. Um Psiquiatra receitou-me Socian e parece que foi esse remédio que causou em mim Distonia Cervical.
Mudei de profissional. Esse me indicou Cymbalta, só que hoje tenho medo de tomar qualquer medicação, porque temo piorar o processo da Distonia.
Faço aplicação da toxina botulínica e isso vem surtindo um efeito positivo. Gostaria de esclarecimento sobre o Cymbalta. Ele pode ou não piorar o processo de Distonia? Muito obrigada!

Resposta:

Socian é um Neuroléptico, portanto pode provocar efeitos colaterais musculares extrapiramidais, como essa Distonia.
O Cymbalta, assim como quase todos os Antidepressivos, tem uma chance mínima de provocar algo parecido.


Pergunta 7:

Meu ginecologista me passou Sertralina para diminuir os efeitos de TPM. Gostaria de saber se a Sertralina provoca efeito Extrapiramidal, pois já apresentei esse sintoma ao tomar Plasil e a sensação é horrível (inquietação, ansiedade...).

Tenho medo de tomar, mas ao mesmo tempo preciso melhorar meu humor que está afetando meu convívio familiar.

Resposta:

É muito raro, mas pode, ainda mais que você deve ser bem sensível, pois teve sintomas Extrapiramidais com Plasil.

16) Tratamento com Ritalina, Ritalina LA, Concerta

Pergunta 1:

Gostaria de saber quais as diferenças entre Ritalina e Ritalina LA. Outra dúvida seria a respeito de qual a melhor maneira de se ingerir Ritalina (LA ou não). Dizem que ao deixar a Ritalina dissolver debaixo da língua, ela surte efeitos mais eficazmente, isso é verdade?

Resposta:

A diferença é que a Ritalina 10 mg funciona por mais ou menos 3 a 4 horas e a Ritalina LA por 6 a 8 horas, portanto a Ritalina LA é mais prática.
Por outro lado, é bem mais cara e geralmente o número de mg necessários com a Ritalina LA é bem mais alto que os mg necessários com a Ritalina 10 mg.
Algumas pessoas dissolvem a 10 mg na boca, mas não tem sentido porque o início de ação dela via estômago já é bem rápido (20 a 30 minutos).


Pergunta 2:

Sou Cardiologista e estou com um paciente de 16 anos com diagnóstico de DDA e medicado com Ritalina. O mesmo apresentou derrame pericárdico e perda importante de peso.

Já foram realizados inúmeros exames inclusive sorológicos todos normais exceto anemia leve.
O sr. conhece esse tipo de efeito colateral (derrame pericárdico) com a Ritalina?

Resposta:

Perda de peso sim, mas não acentuada. Derrame pericárdico, nunca.


Pergunta 3:

Li na bula da Ritalina que ela pode causar dependência. Você diz que isso é mais lenda que realidade.

Resposta:

Isso mesmo é mais lenda que realidade. A gente vê abuso de Ritalina, mas muito raramente dependência dela. Tanto é que muitas crianças tomam durante o período letivo e quando começam as férias elas suspendem a Ritalina, Ritalina LA, Concerta e Venvanse de um dia para o outro sem sentirem nenhuma abstinência.


Pergunta 4:

Passei a tomar Ritalina para os estudos, pois sentia que não estava rendendo no meu mestrado. Procurei esse método como uma ajuda desesperada.
Um dia, numa apresentação acadêmica, fiquei extremamente nervosa, meu coração acelerou, senti meu estômago saltar, voz trêmula, estava fora do meu controle.

Fiquei bastante frustrada com que me aconteceu.
Gostaria de saber se esse nervosismo que tive tem a ver com a Ritalina? E se esse medicamento melhora mesmo a memória?

Resposta:

Esse ataque de ansiedade provavelmente não teve nada a ver com a Ritalina e sim com a situação, pois se fosse um efeito colateral da Ritalina, teria se manifestado logos nos primeiros dias ou horas.
Não é que ela melhora a memória, ela melhora a capacidade de concentração. Isso vale para Ritalina, Ritalina LA, Concerta e Venvanse.


Pergunta 5:

Eu tomava Ritalina há três anos e somente agora começou a me dar uma dor de cabeça enorme, a ponto de ter que parar meus estudos.
Já fui a diversos Psiquiatras, que me prescreveram Ritalina LA e Concerta, mesmo assim continua a dor de cabeça.
Estava estudando para concurso e sem a Ritalina dificilmente eu consigo ir para frente, já tentei diversas vezes, gostaria de saber se alguém já teve um caso parecido e resolveu.

Resposta:

Depois de tanto tempo é improvável (mas em medicina nada é impossível).
Investigue se você não tem Pressão Arterial alta, enxaqueca ou mesmo cefaleia tensional.


Pergunta 6:

Já ouvi falar muito de medicamentos usados por estudantes, que estimulam o raciocínio e o estado de alerta, etc.
Afinal, existem Drogas que possuam esse poder com efeitos colaterais inofensivos?
O Prozac seria uma?

Resposta:

São os Psicoestimulantes, como por exemplo, Ritalina, Ritalina LA, Concerta (Metilfenidato), Venvanse (Lisdexanfetamina) e o Stavigile (Modafinila).
O Prozac não tem efeito Psicoestimulante.
Os Psicoestimulantes só podem ser tomados com orientação médica.


Pergunta 7:

Olá, boa tarde. Dr. Rubens Pitliuk por gentileza, gostaria de saber se o medicamento Ritalina irá me ajudar no meu desempenho na faculdade?

Eu preciso estudar! Muitas vezes eu estou sem concentração. Se tomar qual o procedimento correto de administrá-lo. Muito obrigada eu aguardo sua resposta. Abraço.

Resposta:

É possível que aumente, o que não quer dizer que você deva tomar Ritalina, Ritalina LA, Concerta e Venvanse (Metilfenidato) sem orientação médica...


Pergunta 8:

Tenho 53 anos e minha primeira crise depressiva que eu me lembre foi aos quando meu pai foi embora de casa. Tomei muitas medicações por bastante tempo e também por bastante tempo fiquei ótima, vivendo, com vontade de viver.
Atualmente, ando com crise existencial tremenda, medo de morrer, quase pânico, sinto falta de sentido na vida, razão para viver.

E, alguns psiquiatras com que tenho me consultado me veem com história de força de vontade, fé, filme o segredo, livros (e os sequenciais), meditação.
A medicação com que tenho me dado melhor a Ritalina10 mg (1 com de 10 no café e outro no almoço), há 3 meses.
Fico com bom ânimo e consigo ficar no agora.
Mesmo assim, quando vai passando o efeito da segunda dose, sinto os indícios dos sintomas da Depressão.

Insisti com o outro médico que me passou Lexapro 10mg.
Esse quer que eu pare a Ritalina pq na sua opinião eu estou me tornando drogadicta.
O motivo de eu ter procurado diferentes médicos é que o que passou Ritalina e concordou por telefone (embora ache que não adianta) que eu tomasse o Lexapro, é particular.
Então os outros são de convênio e tem opiniões diversas.
Bom, então, minha pergunta é se de fato a Ritalina não causa dependência como insistem alguns psiquiatras e se posso mesmo ter esperança de que o Lexapro vai me ajudar. (Faz somente três dias que tenho tomado 20 gotas).

O médico que me chamou de drogadicta havia passado 02 gotas por uma semana e parar a Ritalina e voltar depois de uma semana.
Eu disse que não voltaria lá. Sei que possivelmente voltarei ao médico pago.
Por enquanto estou muito ansiosa, estou fazendo terapia, sou psicóloga e continuo atendendo meus clientes.
Aparento bem por fora, mas só eu sei o caos em que me encontro.

Desculpe-me a falta de síntese na minha exposição. Parabenizo o site.
Tenho tirado muitas dúvidas nele.
Agradeço muitíssimo sua atenção.

Resposta:

Vou tentar responder: dependência de Ritalina é raro. É mais comum o abuso (usar sem necessidade).
Se sentir meio depressiva entre o final do efeito de uma Ritalina e o começo da próxima não é raro.
Isso se controla tomando a intervalos menores ou mudando para a Ritalina LA, Concerta ou Venvanse.
Tomar Lexapro mais Ritalina em teoria é perfeitamente possível.
O principal motivo é que os Psicoestimulantes (Ritalina) aumentam a disposição mas nem sempre melhoram o humor depressivo.
Alguns pacientes precisam sim dessa combinação.
Mas se é indicado especificamente para você, não posso opinar sem conhecer mais detalhes do teu caso.


Pergunta 9:

Boa noite, gostaria de saber se há algum problema em tomar a Ritalina junto com o Modafinil (Stavigile) ou com Bupropiona ? Já tomo há Ritalina há mais de 2 anos e o resultado não tem sido mais o mesmo de antes. Obrigada!

Resposta:

Quando você começa a misturar remédios, corre o risco de multiplicar os efeitos colaterais (claro que muitas vezes a mistura é necessária).
Fale com seu Psiquiatra sobre corrigir essa tolerância através de ajuste de dose e/ou de pausas na Ritalina.

17) Efeitos colaterais e tratamento com Amitriptilina, Tryptanol, Amytril

Pergunta 1:

Olá Doutor boa tarde, minha médica me receitou Amitriptilina 25 mg á noite e Escitalopram pela manhã, estou sentindo muito sono, fadiga, um pouco de náusea e desânimo.
Devido à sonolência estou muito aérea, é normal a combinação desses dois medicamentos?
Estou meio em dúvida, a Clínica Geral do SUS me passou as medicações devido a um quadro depressão.

Resposta:

Esses efeitos colaterais são provavelmente da Amitriptilina e irão passar em poucos dias. Mas não tenho como avaliar se você precisa tratar sua Depressão com Escitalopram mais Amitriptilina.


Pergunta 2:

Tomo Amitriptilina 25 mg por dia há dois anos e meio sempre a mesma dose. Também tomei Fluoxetina 20 mg até janeiro deste ano, quando o médico tirou a Fluoxetina e colocou Escitalopram 10 mg.
Mas não me sinto bem, parece uma recaída, tontura, ansiedade e falta de apetite. O que deve ser? Aumentar a dose da Amitriptilina é uma boa sugestão? Ou voltar para a Fluoxetina? Obrigada desde já.

Resposta:

Seria interessante você ter escrito porque toma Amitriptilina, ou seja para tratar o que?
Além disso não ficou claro se você tomou Amitriptilina mais de 2 anos e ela estava te deixando bem ou não.
Se a Amitriptilina estava te deixando bem sem efeitos colaterais desagradáveis, porque trocou?
Ainda mais por dois medicamentos de mecanismo de ação completamente diferentes da Amitriptilina mas parecidos entre si (Fluoxetina e Escitalopram).
A Amitriptilina pode ser tomada até bem mais de 150 mg por dia, desde que não provoque os colaterais mais frequentes em dose alta, que são boca seca, intestino preso e ganho de peso.


Pergunta 3:

Gostaria de saber se realmente a Amitriptilina e de maneira geral os Antidepressivos Tricíclicos fazem mal ao coração, se existe uma dose de segurança e o tempo máximo que uma pessoa pode fazer uso destes medicamentos.

Resposta:

De uma maneira geral a Amitriptilina (Amytril, Protanol, Tryptanol) e os demais Antidepressivos Tricíclicos não fazem mal ao coração, a não ser que exista bloqueio de ramo. Se não fossem seguros não seriam usados no mundo inteiro há tantas décadas. Mas não custa nada fazer um exame cardiológico de vez em quando.


Pergunta 4:

Olá, há dez anos faço uso de Limbitrol para Depressão, tomo uma cápsula a cada 3 dias. Porém meu médico se aposentou e a médica que passou a me atender disse que a medicação é ultrapassada e que essa dose é como se eu não tomasse nada.

Com isso estou insegura e queria saber a opinião de um profissional, pois a medicação está acabando e a médica me aconselhou a tomar Rivotril 0,5 mg e eu acho que neste caso devo optar por não tomar nada.

Resposta:

Limbitrol não se usa mais, é verdade, mas não porque era ultrapassado, mas porque ele tinha uma mistura de dose subterapêutica do Antidepressivo Amitriptilina e do Ansiolítico Bromazepam (Lexotan, Somalium).
No final quem funcionava era o Ansiolítico. E um comprimido cada 3 dias é praticamente nada mesmo. Agora, se você precisa ou não de outro remédio, não tenho como afirmar.


Pergunta 5:

Fiz tratamento de Enxaqueca com a Amitriptilina por um ano. Parei de tomar o medicamento por conta própria pois minha Neurologista sumiu.

Não parei de uma vez só mas vim diminuindo aos poucos a dosagem, de meio em meio comprimido (tomava 3 comprimidos de 25 mg).
Depois de alguns dias comecei a sentir novamente dores de cabeça, mal estar, moleza no corpo, coração acelerado de madrugada, tremores nas mãos e enjoos.

Isso pode ser a falta do medicamento no meu organismo e estou com crises de abstinência?

Resposta:

Amitriptilina não costuma provocar muita abstinência não, ainda mais que você parou aos poucos. Não é tua Enxaqueca voltando? Ou será que a Amitriptilina também te melhorava a Ansiedade e ela voltou?


Pergunta 6:

Dr. Rubens Pitliuk, estou tomando Amytril 25 mg há 5 dias e sinto zumbido alto e tonturas, será que é pelo remédio?

Fui diagnosticada com Depressão, TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada) e Síndrome do Pânico por causa desses zumbidos e tonturas.

Resposta:

O Amytril (Amitriptilina, Protanol, o antigo Tryptanol) não costuma provocar nem zumbido nem tonturas.
Mas ansiedade forte pode provocar tudo isso sim.


Pergunta 7:

Tomei Amitriptilina 25 mg 2x/dia por 3 meses, pois estava apresentando vista embaçada, tontura, vertigens, procurei médicos de todas as especialidades até procurar um Psiquiatra, porém com 3 meses de tratamento descobri que estou grávida e tive que parar bruscamente com a medicação.

Agora, após 1 mês estou com a sensação de vista embaçada, uma sensibilidade terrível à luz, tonturas e indisposição, esses sintomas são da ausência do remédio? Todos os meus exames dão normal.

Resposta:

É extremamente raro a Amitriptilina (Tryptanol, Amytril) provocar abstinência, ainda mais depois de apenas 3 meses de tratamento.


Pergunta 8:

Meu médico receitou Limbitrol, 2 comprimidos ao dia e as dores da Fibromialgia continuaram. Depois um mês ele aumentou para três comprimidos, o que ocasionou uma melhora quase total mas, com uma semana usando os três comprimidos tive arritmias fortíssimas constatadas por ECG (Eletrocardiograma) feito num hospital.
Meu médico mudou para Tryptanol, um comprimido, que estou usando há uma semana.

Pergunto: o Tryptanol poderá causar os mesmos efeitos colaterais (arritmias)?
Se isso voltar a acontecer, existe outra forma de tratar a Fibromialgia? Devo informar que não possuo nenhuma doença cardíaca. A arritmia foi causada realmente pelo remédio.

Resposta:

Se a arritmia foi mesmo provocada do Limbitrol, a resposta é sim, pois o componente do Limbitrol que pode tê-la provocado é exatamente o Tryptanol (Amitriptilina), e não o componente Bromazepam (Lexotan).
Por outro lado, a Amitriptilina não é a única opção de tratamento de Fibromialgia.


Pergunta 9:

Há três anos me trato com a Amitriptilina (Antidepressivo Tricíclico) e me submeto aos desagradáveis efeitos colaterais.

Ouvi boas recomendações sobre a Fluoxetina, que possui menos efeitos colaterais. Pergunto: qual dos dois remédios é o melhor? A longo prazo qual do dois poderiam trazer a cura com menos prejuízo para o organismo? Seria recomendado eu mudar para a Fluoxetina?

Resposta:

Amitriptilina (Tryptanol, Amytril) e Prozac (Fluoxetina, Verotina, Eufor, Daforin) têm mecanismos de ação completamente diferentes, não dá para comparar os dois.

Existem outros Antidepressivos com perfil farmacológico mais parecido com a Amitriptilina e com muito menos efeitos colaterais, como por exemplo Pamelor (Nortriptilina), Cymbalta (Duloxetina, Velija, Cymbi), Efexor (Venlafaxina, Venlift OD, Alenthus XR) etc.

Mas isso não quer dizer que o Prozac não funcionaria.

18) Tratamento com Paroxetina, Aropax, Paxil CR, Cebrilin, Pondera

Pergunta 1:

Faço terapia há seis meses e há um mês tomo paroxetina, não cheguei a notar grandes melhoras na minha ansiedade e nos meus pensamentos excessivos, e ainda por cima ouvi muitos relatos de que a paroxetina engorda e diminui drasticamente a líbido, isso é real?

Se eu parar de tomar o medicamento (comecei com 10mg e agora estou tomando 30mg) sem o "desmame", vou sofrer algum efeito mesmo não tendo visto nenhuma melhora significativa com ele?

Resposta:

Depois de apenas um mês, provavelmente você não sente nenhum sintoma de abstinência de Paroxetina.


Pergunta 2:

Boa noite, Dr. Rubens Pitliuk. Tenho um familiar com Depressão grave que está no quinto dia de Paroxetina 20 mg ao dia e notei que ele está com um astral pior do que o início do uso e continua com pensamentos negativos em relação à vida.
Em quantos dias iremos observar efeitos positivos em relação ao medicamento?

Resposta:

A Paroxetina (Aropax, Paxil CR, Cebrilin, Pondera) pode demorar de 15 a 30 15 dias para agir, portanto nos primeiros dias é como se o paciente não estivesse tomando nada. O que se pode fazer é associar no início do tratamento outro medicamento para aliviar o sofrimento, ainda mais em casos de depressão grave, que tem risco de suicídio.


Pergunta 3:

O que eu posso tomar para aliviar os efeitos pela abstinência da Pondera 40 mg? Parei de tomar há 30 dias me sinto agitado com tonturas, confusão mental, sonho bastante?

Pergunta:

Estava tomando o medicamento Paxil CR e parei de uma vez. O médico receitou 3 caixas de 25 mg, mas só tomei 1 caixa e 23 comprimido.
Suspendi o Paxil CR há 6 dias e sempre quando saio e ando muito sinto tontura isso é normal? Quanto tempo leva para meu organismo ficar livre deste medicamento?


Pergunta 4:

Comecei a tomar o Cebrilin para crise de Pânico. Após 2 anos e meios estou tentando parar com o remédio.
Comecei a tomar dia sim dia não, fiquei assim durante uma semana, depois fui aumentando os intervalos até chegar em dia sim quatro não. Cheguei faz 10 dias neste intervalo e resolvi parar de vez. Hoje faz 11 dias que estou sem o remédio, sinto muita tontura e muito enjoo, chegando até a vomitar. Estes sintomas são normais?


Pergunta 5:

Faço uso de Aropax 20 mg, uma vez ao dia, já há cerca de um ano. Há alguns dias atrás, estando em viagem, descontinuei o uso do medicamento, por cerca de quatro dias, de forma abrupta e não sei se por coincidência, ou não, passei a sentir alguns sintomas desagradáveis.

Por exemplo tontura e pequenos espasmos musculares, semelhantes a pequenos choques elétricos, por todo o corpo. Tais sintomas se agravam, principalmente quando pisco os olhos, ou me viro de maneira rápida. Gostaria de saber se tais sintomas podem ser descritos como consequência de Síndrome de Abstinência.


Pergunta 6:

Tomei Cebrilin por 6 meses e me senti muito bem. O médico achou que eu já poderia retirar o medicamento. Tomava 25 mg, passei para 15 e cheguei a 10; então parei com o medicamento.

Depois de 3 dias sem o Cebrilin, comecei a sentir muitas vertigens, mal estar, sensação de calor e frio, etc.
Creio que trata-se da abstinência do medicamento. Já tem 4 dias que estou com esses sintomas. Gostaria de saber se eles desaparecem e em quanto tempo. Obrigada.

Resposta:

Abstinência de Paroxetina (Paxil CR, Cebrilin, Aropax, Pondera, Aotin) traz todos esses sintomas. É dos Antidepressivos que exige retirada mais gradual. Alguns paciente precisam ir diminuindo a dose no decorrer de 2 meses, mas a maioria consegue retirar a Paroxetina em 15 a 20 dias.

19) Posso misturar esses remédios psiquiátricos?

Pergunta 1:

Pode associar Wellbutrin com Sertralina?

Resposta:

Geralmente pode, pois o Wellbutrin é Noradrenérgico e Dopaminérgico, ao passo que a Sertralina (Zoloft, Tolrest, Assert) é Serotoninérgica.


Pergunta 2:

Gostaria de saber se posso tomar Wellbutrin XL juntamente com Efexor? Pois já fiz uso do Wellbutrin XL e agora um novo psiquiatra me receitou o Efexor, porém tenho muito medo do ganho de peso e da perda da libido. Posso associar estes 2 medicamentos ou o Wellbutrin age da mesma forma do Efexor?

Resposta:

Em primeiro lugar, se o Wellbutrin funcionou anteriormente, por que trocar pelo Efexor? Caso o Wellbutrin não tenha funcionado anteriormente, aí sim, o Efexor pode ser uma boa opção.
Caso o Efexor prejudique a libido e os medicamentos fitoterápicos não ajudem a acabar com esse efeito colateral, o Wellbutrin pode ser uma boa opção sim.
O ideal seria usar apenas um remédio, mas nem sempre é possível.


Pergunta 3:

Boa noite, gostaria de saber se há algum problema em tomar a Ritalina junto com o Modafinil (Stavigile) ou com Bupropiona ?
Já tomo há Ritalina há mais de 2 anos e o resultado não tem sido mais o mesmo de antes. Obrigada!

Resposta:

Quando você começa a misturar remédios, corre o risco de multiplicar os efeitos colaterais (claro que muitas vezes a mistura é necessária). Fale com seu Psiquiatra sobre corrigir essa tolerância através de ajuste de dose e/ou de pausas na Ritalina.


Pergunta 4:

Há um tempo tomei Daforin para a Depressão e melhorei. Hoje estou com Síndrome do Pânico e gostaria de saber se o Daforin também trata esse problema, e se pode ser associado ao Frontal. Obrigada!

Resposta:

Olá Alexandra. Sim, o Daforin é uma boa opção para tratar o Transtorno do Pânico e pode ser associado ao Frontal, lembrando que Ansiolíticos ou Benzodiazepínicos nunca devem ser tomados por muito tempo.


Pergunta 5:

Há algum tratamento que consiste em fazer rodízio de Antidepressivos... Acho que meu corpo deixa de responder ao medicamento após certo tempo.

Por exemplo, a Fluoxetina não esta fazendo mais efeito, se eu mudar para Sertralina, vou ficar bem porém depois de 2 meses talvez mudo para Paroxetina, depois Fluoxetina de novo ou Citalopram e assim vai...
Voltando ao ciclo inicial, não é mais eficiente? Para pacientes refratários como eu há alguma chance de isso funcionar?

Resposta:

Em teoria, há poucas chances de funcionar, mas na prática, na vida real, tudo é possível.
Mas não seria muito mais prático um Estabilizado de Humor ?


Pergunta 6:

Olá doutor, parabéns pelo site é muito útil pois sempre temos dúvidas. Minha pergunta é: tem algum problema tomar Amytril 25 mg à noite e Bupropiona 150 mg ao dia?
Pois foram me receitados por médicos diferentes, um pelo Endocrinologista e o outro pelo Neurologista . Desde já agradeço a atenção, pois como já foi citado isto é muito difícil nos consultórios médicos hoje em dia

Resposta:

Muito obrigado pelos elogios! Olha, em teoria não tem problema, mas teus dois médicos deveriam ser informados sobre os remédios que você está tomando...


Pergunta 7:

Depois de seis meses tomando Pondera para tratamento de ejaculação precoce e ganhando quase dez quilos, meu médico mudou o cloridrato de Paroxetina por Sertralina 50 mg e associou sibutramina 10 mg, para controlar o peso.

Gostaria de saber se esta mistura não pode ser perigosa?

Resposta:

Muitas pessoas tomam essa associação sem problema, mas precisa ter cuidado com taquicardia, febre, alterações de pressão arterial e rubor, pois pode acontecer uma Síndrome Serotoninérgica. Mas tenho certeza que teu médico te alertou sobre isso.


Pergunta 8:

Olá, gostaria de tirar uma dúvida. Quando os Antidepressivos são associados eles se potencializam, certo?

Em vista disso, se estiverem sido ministrados Sulpirida, Amitriptilina e Fluoxetina simultaneamente, uma dose de Fluoxetina inferior a 20 mg, ou Amitriptilina inferior a 25 mg, ou Sulpirida inferior a 50 mg, poderiam ter algum efeito terapêutico, dada sua possível potencialização?

Resposta:

Alguns Antidepressivos se potencializam, mas nem sempre, não é tão previsível nem matemático assim.

Para a maioria dos pacientes é melhor monoterapia com dose certa do que politerapia com medicamentos subdosados.

20) Abstinência de antidepressivos.

Pergunta 1:

Prezado Dr. Tomo Venlafaxina há mais de 2 anos e estou no processo de diminuição da dose para parar de tomar. Tomava 150 mg passou para 100, 75 e agora tomo 50 mg. Posso parar de tomar quando acabar? Como deve ser o desmame adequado? Obrigado e parabéns pelo trabalho.

Resposta:

O desmame e de Venlafaxina (Efexor, Venlaxin, Venlift, Alenthus) varia de pessoa para pessoa.
Raramente os pacientes suspendem rapidamente sem sentir sintomas de abstinência, mas a maioria precisa diminuir para 150, 75, 37,5 mg a cada semana.

Alguns precisam ainda tomar 37,5 mg dia sim dia não mais uma semana.
Converse com teu médico sobre o ritmo de desmame no teu caso específico.
Além disso (e o mais importante de tudo): para diminuir o risco de recaída de depressão, quanto mais devagar retirar o antidepressivo, melhor.


Pergunta 2:

Dr., Parabéns pelo trabalho. Eu tomei o medicamento Citalopram (30 mg) durante quatro anos e suspendi o tratamento gradativamente (como indicado pelo médico) há dois meses.

Após a suspensão do tratamento comecei a ouvir um barulho (como um clique) dentro do ouvido, sentir tontura e formigamento. Esses sintomas não são constantes, aparecem algumas vezes ao dia. Sentia esses sintomas quando ainda fazia o tratamento e esquecia de tomar o remédio por um dia.

O meu médico falou que estes sintomas diminuiriam com o tempo. O problema é que já se passaram dois meses e eles continuam. Qual o período normal de abstinência? Meu Psiquiatra me mandou procurar um clínico. Eu procurei e este não soube me ajudar. O que eu faço? Espero mais tempo, procuro outro médico.

Resposta:

Procure antes de mais nada um Otorrino. Abstinência de Citalopram não dura dois meses.


Pergunta 3:

Olá, trato de Depressão há 6 anos e estou na fase final do desmame da Venlafaxina. Essa semana tirei-o por completo e estou sentido sintomas leves da Depressão.

Meu médico me prescreveu Olcadil para melhorarem os sintomas e, de fato melhoraram. Gostaria de saber quanto tempo costuma levar a crise de abstinência da Venlafaxina muito obrigada e parabéns pelo site.

Como é falado no começo, o paciente tem o direito de saber uma segunda opinião, e via internet, acho que é melhor é muito mais barato. Parabéns e aguardo resposta.

Resposta:

Sintomas de Abstinência de Venlafaxina podem durar 15 dias, mas o mais comum é passarem em 7 a 10 dias.


Pergunta 4:

O que eu posso tomar para aliviar os efeitos causados da Paroxetina 40 mg eu parei de tomar a 30 dias me sinto agitado com tonturas, confusão mental, sonho bastante?

Resposta:

Puxa, sintomas de abstinência depois de um mês? Isso é bem raro. Pergunte ao teu médico se você pode tomar Dramin B6 alguns dias.


Pergunta 5:

Eu tomo Nortriptilina 8 mg e Clonazepam 0,3 mg. É uma dosagem alta? É remédio manipulado!
Pretendo parar de tomar, minha médica disse que vai diminuir aos poucos! Será que corro risco de sofrer abstinência quando parar totalmente? Obrigada!

Resposta:

São doses tão baixas que provavelmente a interrupção não trará nenhum sintoma de abstinência.


Pergunta 6:

Comecei a tomar Rivotril há 6 meses e com 5 meses tive uma Depressão (que não sei se foi causada por isso ou por um remédio para enxaqueca novo).

Tomei Cloridrato de Fluoxetina por 12 dias, mas como não estava me dando bem, o médico trocou por cloridrato de Venlafaxina.

Tomei por 14 dias e comecei a ter tremedeira, enjôo e ansiedade e o médico o cortou.
Três dias depois tive uma crise de tremedeira e enjôo e acho que foi porque esses remédios foram cortados repentinamente.

Esse Venlafaxina não teria de ser retirado gradativamente? Passei uma semana com ansiedade e dor de cabeça.

Resposta:

Muito improvável que você tenha sentido sintomas de abstinência após apenas 14 dias de tratamento com Venlafaxina.


Pergunta 7:

Em outubro de 2007 de uma hora para outra comecei ter uma sensação de pressão interna na cabeça, como se uma prensa imaginária pressionasse meu cérebro.
Fiz Ressonância Magnética e Eletroencefalograma (EEG) e deu tudo normal.
Do Neurologista parti para o Psiquiatra. Tomo Venlafaxina e os sintomas estão bem leves. Pior são os sintomas de abstinência quando não tomo os remédios.

Estes sintomas parecem ser o quê? Pânico, Depressão...? E como se livrar da dependência da Venlafaxina?

Resposta:

O que parecem esses sintomas, não tenho como diagnosticar com esses dados. Para se livrar da abstinência de Venlafaxina é só ir reduzindo a dose aos poucos.


Pergunta 8:

Tomei Procimax durante 1 ano, e há 40 dias fiz a retirada dele, da forma que foi passada pelo meu Psiquiatra. Mas senti muito enjoo, sensação de desequilíbrio, tremores, taquicardia.
Voltei nele e foi receitado Equilibrium 300, e Rivotril gotas. Mas não me sinto melhor, acordo no meio da noite com taquicardia, e uma sensação horrível de que vou morrer. Gostaria de saber se essas sensações são devido à retirada do remédio.

Resposta:

Parece mais que a Ansiedade é que está voltando, e não sintoma de retirada do remédio e nem poderia ser, uma vez que você suspendeu há 40 dias.

© 2020 por mentalhelp