Uso de drogas e vida boêmia desencadeou Síndrome do Pânico?

Tratar Alcool e Drogas em São Paulo

Pergunta:

Olá fui diagnosticada há 2 meses com Transtorno do Pânico tomo Rivotril 0,5 mg e Paroxetina 20 mg, estava me sentindo bem sem crises, porém fui a uma festa e tomei cerveja sem álcool eu mesma levei e no dia seguinte tive a pior crise da minha vida será que teve a ver com a cerveja sem álcool?

Resposta:

Realmente, muitos pacientes de Síndrome do Pânico apresentam piora no dia seguinte a beberem bebida alcoólica, mas não sei se cerveja sem álcool é realmente totalmente sem álcool...

 

Pergunta:

Sofro de Transtorno do Pânico há mais de quatro anos... Gostaria de saber se esses sintomas venham de alguma deficiência química do cérebro, e porque quando eu bebo (moderadamente) fico bem, mas no dia seguinte os sintomas voltam...

Resposta:

Sim, é muito freqüente que pessoas que sofrem de Transtorno do Pânico tenham piora acentuada dele no dia seguinte a muita bebida.

 

Pergunta:

Gostaria de saber se Prolapso da Válvula Mitral está relacionado à Síndrome do Pânico ou Transtorno do Pânico e casos de alcoolismo.

Resposta:

Sim, é comum pacientes de Pânico fazerem um Ecocardiograma e descobrirem que têm um Prolapso de Válvula Mitral.

Embora o álcool dê uma aliviada na hora do Ataque de Pânico ou Transtorno do Pânico, com o tempo ele passa a causar os ataques.

 

Pergunta:

Olá doutor! Eu tenho 20 anos e nos últimos dois anos eu vive uma vida boêmia e usei cocaína, álcool, maconha e cigarro. Ha dois meses parei com tudo porque apareceram os sintomas da Síndrome do Pânico.

Eu quero saber se foi o resultado do uso de drogas e da vida boêmia que desencadeou a Síndrome do Pânico.

Resposta:

Muito provavelmente sim.

O uso de drogas deixa teu cérebro muito sensibilizado para eventos ansiosos que em outras pessoas não desencadeariam Ataques de Pânico.

É como um músculo machucado, qualquer esforço pode provocar dor.