As dificuldades de autocontrole de quem tem TDAH

Atualizado: Jul 24


Autocontrole

Este texto, que fala da impulsividade e da falta de autocontrole do paciente de TDAH, é exagerado.

Ninguém é completamente assim.







Essas dificuldades são mais frequentes em homens do que em mulheres.

  • No trabalho começo a expor minhas idéias e vou me animando cada vez mais, acabo exagerando e meus colegas se sentem intimidados. Eu não acho que estou intimidando nem sendo ameaçador. Eu simplesmente me empolgo demais com as discussões.

  • Porque será que eu sempre acho que as pessoas não entendem minhas emoções? Eu é que sou muito em engajado, ou eles é que são muito cool?

  • Em festas, outra vez falei coisas que não deveria. Às vezes me entusiasmo demais e faço comentários ou conto piadas que as pessoas engolem em seco, ao invés de rir. Me exalto por bobagens. Falo coisas que depois me arrependo.

  • Outras vezes, eu começo assuntos pessoais sem nenhuma necessidade. Chego até deixar minha mulher constrangida.

  • Minhas histórias adquirem vida própria e se alongam como se estivessem fora de meu controle. Acabo nem ouvindo o que os outros estão falando, se é que eu deixo os outros falarem.

  • Parece que eu não me encaixo em lugar nenhum. Fico nervoso antes de ir para alguma festa, chego lá, falo demais e na volta para casa me arrependo das gafes.

  • As pessoas estão falando comigo, eu estou olhando para elas, estou ouvindo as palavras mas meus pensamentos estão em outra galáxia. Perco o fio da meada e dois segundos depois nem sei mais o que estavam me falando.

  • Sei os nomes das pessoas, mas quando as encontro, não lembro. Dali a pouco vou lembrar, mas quando precisei, não lembrei.

  • Falo "muito prazer" para quem eu já conhecia antes. Alguém no Shopping me cumprimenta, não tenho a menor lembrança de já conhecer essa pessoa de uma reunião ou festa ou praia. É como se a mudança de contexto fizesse meu cérebro deletar essa pessoa de minhas lembranças.

  • Não consigo ficar parado. Quando tenho tempo, ao invés de relaxar, procuro o que fazer.

  • Minha família reclama que esqueço tudo o que me falam ou que me pedem. Tenho tantas tarefas, se não tenho invento, o problema é escolher as prioridades.



© 2020 por mentalhelp