Sintomas e Tratamento do Stress

Stress é uma reação do organismo a uma ou mais sobrecargas. Pode ser uma sobrecarga boa

Tratar Stress em São Paulo

Stress não é uma doença, é uma reação do organismo a uma ou mais sobrecargas. Pode ser uma grande ou várias pequenas sobrecargas.

Trânsito, problemas financeiros, profissionais, familiares, situações de vida, doenças, álcool, drogas, acidentes, correria, insegurança, dificuldades com chefes, colegas, carro quebrado, Marginal parada, etc., fazem nosso corpo produzir excesso de dois hormônios, Adrenalina e Cortisol.

Coisas boas também podem estressar.

Então começam os sinais e sintomas de Stress:

  • Diminuição do rendimento, erros, distrações e faltas na escola ou no trabalho.
  • Insatisfação, irritabilidade, explosividade, reclamações, mal humor.
  • Indecisão, julgamentos errados, atrasados, precipitados, piora na organização, adiamento e atrasos de tarefas, perda de prazos.
  • Insônia, sono agitado, pesadelos.
  • Falhas de concentração e memória.
  • Coisas que davam prazer se tornam uma sobrecarga.
  • Uso de finais de semana para colocar o serviço em dia, ao invés de relaxar.
  • Cada vez mais tempo com trabalho e menos com lazer. Parece que o dia normal de trabalho não é mais suficiente para o que tem que ser feito.
  • Diminuição de entusiasmo e prazer pelas coisas, sensação de monotonia
  • Que levam aos sintomas do Stress
  • Cansaço
  • Ganho ou perda de peso, má digestão, prisão de ventre e diarréia, gases, gastrites, úlceras.
  • Baixa de resistência, infecções, gripes e outras viroses, por exemplo Herpes.
  • Pressão Arterial alta, Colesterol alto, Arteriosclerose, Acidente Vascular Cerebral (AVC ou "Derrame"), Infarto, etc.
  • Dores de cabeça, dores musculares, dores "de coluna", Fibromialgia.
  • Bruxismo (significa ranger dentes durante o sono).
  • Síndrome das Pernas intranqüilas.
  • Acne, pele envelhecida, rugas, olheiras. Seborréia, queda de cabelos.
  • Unhas fracas.
  • Diabetes.
  • Diminuição de Libido, Impotência Sexual.
  • Tentativa de relaxar com álcool, nicotina, drogas e excesso de comida, causando outras complicações no organismo.
  • Doenças psicossomáticas.
  • Ataques de ansiedade.
  • Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).
  • Ataques de Pânico [taquicardia, sudorese, falta de ar, tremor, fraqueza nas pernas, ondas de frio ou de calor, tontura, sensação de que o ambiente está estranho, que a pessoa "não está lá" (isso se chama desrealização), de que vai desmaiar, de que vai ter um infarto, de uma pressão na cabeça, de que vai "ficar louco", de que vai engasgar com alimentos, assim como crises noturnas de acordar sobressaltado com o coração disparando e com sudorese intensa.
  • Depressão.

Importante:

1) Não precisa acontecer uma sobrecarga exagerada para estressar. Às vezes vários pequenos fatores se acumulam e sobrecarregam o organismo. Isto é muito importante, porque a maioria das pessoas acha que para estressar precisar existir um problema muito grande, e não precisa mesmo !

2) Sobrecargas "boas" também podem estressar. Exemplos: comprar, reformar, construir casa, promoção no trabalho com novos desafios, casamento, ganhar na loteria e ter que investir o dinheiro.

Com o tempo aprendemos a controlar, administrar e conviver com os problemas que nos sobrecarregam e causam ansiedade. Cada pessoa tem um limite de problemas que ela consegue administrar, isso é individual.

Você não precisa se livrar de todos os seus problemas para melhorar, basta chegar à quantidade que você consegue administrar sem estressar.

O que fazer para se livrar do stress?

Se o Stress não é uma doença, onde entra o tratamento do Stress? Ele não é uma doença, mas os sintomas físicos vão provocar uma doença. Então, a medicação impede que o seu organismo fique sobrecarregado e portanto diminui muito a chance de ter alguma doença ou sintoma físico.

  • A solução é óbvia mas difícil de fazer: mudar hábitos.
  • Deitar mais cedo, dormir mais, fumar e beber menos, alimentação mais saudável, socializar mais com amigos, dançar, fazer esportes, ir ao cinema.
  • Viajar, tirar férias, curtir a família. Até Deus precisou descansar no sétimo dia !
  • Massagem, Yoga, meditação.
  • Condicionamento físico.
  • Psicoterapia. Conversar com uma pessoa neutra e tecnicamente preparada ajuda a organizar melhor os pensamentos e administrar melhor os problemas.
  • A medicação acaba com os sintomas físicos e melhora o sono. Com isso a pessoa tem mais "cabeça fria" e energia para procurar soluções.
  • Se aparece uma Depressão ela irá piorar o Stress e criar um círculo vicioso, portanto deve ser tratada.
  • O tempo que você fica no computador trabalhando ou mesmo navegando não poderia ser usado em exercícios físicos, passeio com a família e encontros com os amigos ?
  • Mais prazeres e menos deveres!
  • Não deixe de se tratar. Sua qualidade de vida só pode melhorar.

 

Os problemas se acumulam, não precisa ser um problema gigantesco, podem ser vários pequenos problemas (bons e ruins) que vão se acumulando.

O organismo entra em fadiga, que é o estado de stress e aumenta a produção de Adrenalina e Cortisol. Aí aparecem os sintomas físicos e psicológicos do stress (cansaço, irritabilidade, insônia, ansiedade, taquicardia, sudorese, gastrite, dores musculares, Burnout, etc.).

Portanto, os problemas que criaram o stress acabam se somando aos novos sintomas físicos e psicológicos, criando um círculo vicioso.

 

 

 

Mais artigos sobre Transtornos de Ansiedade

Perguntas e Respostas sobre Ansiedade, TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada), Burnout, Stress, etc

Perguntas e Respostas sobre Fobia Social

Perguntas e Respostas sobre Medo de Avião

Perguntas e Respostas sobre outras Fobias ou medos sem motivo

Perguntas e Respostas sobre Stress

Perguntas e Respostas sobre Stress Pós-traumático

Perguntas e Respostas sobre Síndrome do Pânico

Depoimentos de pessoas que sofrem de Fobia Social

Depoimentos de pessoas que sofrem de Stress Pós-traumático

Depoimentos de pessoas que sofrem de Stress, TAG (Ansiedade generalizada) e Síndrome de Burnout

Depoimentos de pessoas que sofrem de Síndrome do Pânico