Perguntas e Respostas: 

Fobia Social ou Ansiedade Social ou Timidez Patológica

1) O principal são as assinaturas. Não posso pensar em assinar, que os sintomas aparecem.

Pergunta 1:

Meu principal medo é de assinar em frente de outras pessoas. Tremo muito, tenho aceleração cardíaca; tento evitar ao máximo essas situações.
Também tenho dificuldades em falar em público ou de almoçar com pessoas que não conheço.
Mas isso eu até enfrento com mais facilidade.
O principal são as assinaturas. Não posso pensar em assinar, que os sintomas aparecem.

O medo do medo voltar.
Por enquanto, são apenas nestas situações, mas tenho medo que isto aumente.
Por incrível que pareça sou psicóloga, sei de muitas causas que possam provocar estas crises, mas ainda não consegui eliminá-las.

Realmente é a Síndrome do Pânico?

Ou é a Fobia Social?

É necessário o medicamento?

Estou lendo muita coisa sobre programação Neurolingüística, formas de controlar seu cérebro, mas realmente não acho que seja suficiente.

O que poderia fazer?


Pergunta 2:

Faz muito tempo que sofro desse mal. Meu problema é o seguinte: não consigo assinar nada que precisar. . . Cada vez que tenho que fazer isso, passo muito mal. Me dá uma ansiedade muito grande e começo a tremer muito a ponto de conseguir só rabiscos. Já tive muitos conselhos, de que devo enfrentar isso, quero saber se tenho que enfrentar mesmo.

Pergunta 3:

Meu principal medo é de assinar em frente de outras pessoas. Tremo muito, tenho aceleração cardíaca; tento evitar ao máximo essas situações.
Também tenho dificuldades em falar em público ou de almoçar com pessoas que não conheço. Mas isso eu até enfrento com mais facilidade. O principal são as assinaturas. Não posso pensar nessas situações que os sintomas aparecem. O medo do medo voltar.

Por enquanto, são apenas nestas situações, mas tenho medo que isto aumente. Por incrível que pareça sou Psicóloga, sei de muitas causas que possam provocar estas crises, mas ainda não consegui eliminá-las.

Realmente é a Síndrome do Pânico? Ou é a Fobia Social? É necessário o medicamento? Estou lendo muita coisa sobre Programação Neurolingüística, formas de controlar seu cérebro, mas realmente não acho que seja suficiente. O que poderia fazer?


Pergunta 4:

Olá, meu nome é Fabiana, de Minas Gerais e li a reportagem sobre Fobia Social.
Estou precisando de ajuda, sofro estes sintomas desde os meus 13 anos, deixo de freqüentar lugares quando sei que terei que assinar, pois, entro em desespero e, quando sou pega de surpresa, se tiver jeito saio do local ou ao contrário minha assinatura sai toda rabiscada e, depois sofro muito com um sentimento de culpa, de inferioridade etc.

Nunca falei com nenhum médico sobre isso, mais depois que li esta reportagem sei que tem tratamento, e quero me tratar o mais depressa, mas não sei qual médico procurar. Imagino que tenho que procurar um Psiquiatra. Me responda, por favor.


Pergunta 5:

Oi, gostaria de saber se tenho Fobia Social, pois, tenho medo de assinar em frente das pessoas. Evito participar de reuniões grandes, evito assinar documentos sérios como escrituras, documentação de imóveis, procuração e etc.
Tudo que envolve documentações sérias. Não estudo, não faço provas e nada que mim avalie. Tudo que vou fazer fico com medo de ter que assinar, antes mesmo, já me dar ansiedade.


Pergunta 6:

Tenho 29 anos, sou empresário e tenho uma grande dificuldade de falar em reuniões e em grupo de pessoas, apesar de já estar no comércio há mais de 10 anos me sinto muito inseguro para conduzir reuniões.
Simplesmente o fato de imaginar em falar em reuniões ou em público me dá branco, esqueço tudo o que tinha planejado em falar mesmo que seja um assunto que eu domine bem, minha voz fica trêmula, começo a transpirar por todo o corpo me dá um mal estar que penso que vou desmaiar, tenho outro problema e considero o mais grave de todos.

Não consigo escrever em frente de outras pessoas, minhas mãos ficam trêmulas e por mais que me esforce não consigo.

De um tempo para cá vem agravando cada vez mais, em casa mesmo tem horas que consigo e outras não, quando vou me hospedar num hotel, mal consigo preencher a ficha de hospedagem ou até mesmo em fazer minha assinatura ou em preencher um cheque, sendo que antes tinha uma habilidade de escrever muito grande, inclusive de copiar a caligrafia de outras pessoas, espero ter resposta o mais breve possível. Obrigado.


Resposta:

Os sintomas descritos são de Fobia Social mesmo, que, assim como o Transtorno do Pânico, é um problema de Ansiedade.

Essa dificuldade de assinar documentos com alguém olhando é bastante comum e costuma passar junto com os demais sintomas, com tratamento adequado.

2) Quando a Fobia Social provoca Rubor Facial, o medicamento é quase sempre indispensável.

Pergunta 1:

No meu dia a dia o rubor é freqüente, fico ruborizado sem qualquer motivo, junto a isto vem excesso de suor, palpitação, enfim sinto-me muito mal, e isto acontece inclusive em minha casa.

Já procurei Psicólogos para Regressão Mental, outros para Terapia, enfim até o momento nada me levou a uma solução.

Eventualmente por receita médica tomo Olcadil e sinto-me um pouco melhor, porém gostaria de resolver por completo esta questão, gostaria então de saber o que posso fazer, que mal pode fazer o remédio que tomo, e se existe algo que resolva por completo o que sinto, e é claro se é muito demorado o percurso para se obter algum resultado.

Espero obter resposta breve. Gostaria de saber o que acontece comigo, e o que devo procurar? Muito grato.


Pergunta 2:

Olá, antes de mais muitos parabéns pelo seu trabalho. O meu problema é ficar vermelha por tudo e por nada quando as pessoas se dirigem a mim. Não sei se é Fobia.

Li sobre o depoimento das outras pessoas e gostaria de saber se posso comprar algum desses medicamentos sem receita médica para ver se para a vermelhidão. O que faço?


Pergunta 3:

Olá, meu nome é Cristina, tenho 20 anos e Fobia Social desde os 17. Passei a sentir tais sintomas depois que passei por um Stress pós Traumático muito intenso.

Desde então a Sudorese, Rubor Facial, Hiperidrose, medo de falar o que penso, enfim, uma Ansiedade Social intensa se manifestaram em mim.
Quando criança sempre fui muito extrovertida, comunicativa, popular, sempre gostei de aparecer, de ser o alvo das atenções, e pelo fato de eu ter sido demais humilhada pelas pessoas que trabalhavam comigo, acabei ficando assim, e só fui perceber os sintomas após a minha demissão, foi como um efeito retardado.
Foi e está sendo terrível continuar a viver dessa maneira.

Lutei muito, sozinha, e agora estou trabalhando em um Banco com vendas, ainda sou comunicativa, mas quando algumas pessoas como autoridades entram na minha sala, já fico vermelha, e não dá para disfarçar.

Todos percebem e perguntam, aí eu acabo ficando pior. Se já consegui superar praticamente 80 % desse medo, será que enfrentando, conseguirei voltar a ser normal?


Pergunta 4:

Olá, doutor. Não me considero tímida, mas fico com Rubor Facial facilmente, principalmente no trabalho e, ultimamente, até mesmo com alguns familiares - como tios distantes. Tenho 28, um currículo bom, porém, estagnado.
Temo que o Rubor Facial incontrolável seja o motivo.

Contudo, isso é tudo muito contraditório, pois sou uma pessoa extremamente prática e tenho certa facilidade em controlar sentimentos. Pelo menos tinha.

Esses dias, por exemplo, pela primeira vez na minha vida, chorei ao me despedir de minha família ante de partir para uma viagem mais longa - o que provocou até certo espanto e comoção geral, pois minha atitude foi bastante atípica.
Tive uma infância muito tolhida, com um pai machista e problemático, mas nunca permiti que isso me atrapalhasse.

Lendo os relatos aqui, creio que isso talvez esteja acima de minha vontade. Outro ponto, que apenas comento porque não deixei meu nome, é que considero que meu visual atrapalha.

Chamo atenção das pessoas por ser bonita e acho que isso causa muita inveja e também certa expectativa.
Infelizmente, na vida profissional, mulheres bonitas precisam ser duplamente competentes para não serem taxadas de burras ou para que os colegas não pensem que estão sendo favorecidas.

Não gosto de chamar atenção, por isso sou extremamente discreta. Enfim, não sou uma pessoa que tem dezenas de amigos, mas nunca tive problemas de relacionamento.
O que me atrapalha e me irrita profundamente é essa vermelhidão no rosto, que me desarma completamente e faz com que me eu sinta ridícula.

A pergunta é: consigo controlar isso sozinha, de repente mentalizando coisas positivas, trabalhando a respiração ou qualquer coisa do tipo?
Ou preciso de medicamento e ajuda médica? Obrigada!



Pergunta 5:

Bom doutor, o meu caso é Rubor Facial. Eu tenho 20 anos e sofro desse problema desde a adolescência, e agora comecei a cursar faculdade mas está muito difícil o convívio com os colegas, por causa desse problema.
Eu gostaria de saber, se o melhor método para esse problema seria a cirurgia torácica?


Pergunta 6:

Olá, tenho 16 anos, sempre fui uma pessoa muito extrovertida, mas há uns três anos parece que o Rubor Facial se instalou em mim. Eu não sou tímida, mas fico com vergonha de ficar vermelha e isso me impede de apresentar trabalhos, expor minhas idéias, o que é muito ruim, pois não tenho problemas de relacionamento com as pessoas.

Queria saber se há algum medicamento ideal para mim, se sou muito nova para tomar medicamentos ou se há alguma outra solução?


Pergunta 7:

Gostaria de saber se existe medicamento que controla o Rubor Facial excessivo já que se trata de um defeito no Sistema Simpático.


Pergunta 8:

Fiz cirurgia do tórax para acabar com o Rubor Facial. Meu rosto não sua mais quando estou nervoso ou constrangido e também não fica mais quente como ficava antes.

Mas o meu rosto continua vermelho, não com tanta intensidade como antes, mas ainda continua me constrangendo muito, pois, muitas vezes as pessoas me falam: “como seu rosto está vermelho!”. Existe alguma pomada, ou remédio, ou outra coisa que eu possa fazer para que meu rosto fique mais claro?


Pergunta 9:

Dr. Rubens Pitliuk, tenho 17 anos, e tenho uma doença hereditária, chamada Hiperidrose. Suo bastante nas mãos (pinga suor), pés, chulé então nem se fala. Hoje eu tenho certeza que estou com Fobia Social.

Acha que eu devo voltar a um Psicólogo ou ir logo para um Psiquiatra?Nunca namorei e só beijei uma vez, e foi só um. Eu penso em me matar todos os dias. Só uso blusa de golas, porque meu colo fica excessivamente vermelho, o rosto então, tem horas que lateja de tanto sangue subindo.Todos percebem porque sou muito branca!


Resposta:

Realmente, muitas pessoas sentem o Rubor Facial sem terem nenhuma manifestação forte de Fobia Social.

Outras sentem nitidamente que o Rubor acompanha a Fobia Social ou Timidez Patológica.
No caso de Fobia Social justamente o sintoma do Rubor Facial é provavelmente o sintoma mais teimoso para passar. Muitas vezes os outros sintomas da Fobia Social passam com Terapia, , técnicas de relaxamento, meidamentos que se usa habitualmente para Fobia Social, como Antidepressivos, Ansiolíticos, Betabloqueadores, Pré Gabalina, etc. no entanto o Rubor persiste.

Nesses casos, existe uma cirurgia que trata tanto o Rubor quanto a Hiperidrose, chamada Simpatectomia Torácica.

3) Desisti de entrar na faculdade por medo extremo de não socializar.

Pergunta 1:

Durante todo o tempo me vejo com uma pressão em que todos que estão à minha volta estão me julgando. Meu coração está sempre acelerado, dor no pescoço constante e quase sempre suando.
Não consigo fazer nenhuma atividade sozinha, seja ir ao mercado, andar de ônibus e esse quadro só se agrava à medida que sou obrigado a falar com elas.

Desisti de entrar na faculdade por um medo extremo de não socializar (ainda mais que desejo cursar comunicação).

O que faço? Já estou cansado desta rotina.

Resposta:

Você está descrevendo um quadro típico de Fobia Social, que tem tratamento sim.


Pergunta 2:

Boa tarde, bem após descobrir o site Mentalhelp descobri que sofro de Fobia Social, meus sintomas são ficar nervosa, e extremamente vermelha por qualquer coisa, até os motivos mais banais, isso quando não fico vermelha de imaginar o que as pessoas estão pensando sobre mim.
Então, como não tenho condições financeiras de fazer um tratamento com um profissional, optei por fazer automedicação e estou tomando Propranolol 80 mg três vezes ao dia.

Gostaria de saber se tenho alguma chance de me curar dessa forma. Por favor, peço máxima compreensão e sinceridade em sua resposta. Aguardo ansiosamente. Obrigada.

Resposta:

Alguns casos de Fobia Social podem ser tratados com Betabloqueador (Propranolol, Inderal, Atenol, Atenolol, Sotacor), etc. Mas você não deve se tratar por conta própria. Muitos postos de saúde do SUS têm Psiquiatras onde você pode se tratar sem custos.


Pergunta 3:

Gostaria de saber até que ponto a Fobia Social está relacionada com a Síndrome do Pânico, se por acaso a Fobia Social não é uma ramificação da Síndrome do Pânico ou vice-versa.
Tenho sintomas que foram diagnosticados por meu Psiquiatra como Fobia Social, pois não boto meus pés fora de casa nem para comprar jornal, para sair a uma festa tenho que beber uma cerveja antes, desisti temporariamente da faculdade pois se vou beber cada vez que vou às aulas, além de ninguém sentar perto de mim por causa do cheiro da bebida, vou morrer de cirrose. Mas quando enfrento essas situações de tensão, sinto enjoos, tonturas, confusão mental, medo de perder o controle e fazer algo embaraçoso e minhas pernas ficam fracas, a ponto de eu achar que vou cair.

E esses sintomas são comuns em Síndromes do Pânico. Então estou confuso em saber o que tenho, pois preciso da compreensão do que acontece comigo para poder me auto ajudar também, pois só a medicina e a Psicologia não adiantarão de nada se eu não tiver consciência do que passa comigo.

Resposta:

Você está descrevendo um caso de Síndrome do Pânico com Agorafobia. Esses sintomas de Fobia Social são parte do Transtorno de Ansiedade chamado de Pânico.


Pergunta 4:

Há algum tempo venho sentindo esses sintomas muito desagradáveis, aproximadamente 10 anos, hoje estou com 23 anos, e tenho tido muita dificuldade em almoçar/jantar em público ou a frente de pessoas que não tenho intimidade.
Sinto enjoos e ânsia de vômito que na maior parte tenho que correr ao banheiro para vomitar, e quando isso ocorre às vezes os sintomas passam, seria como eu estivesse vomitando meu nervosismo, mas isso está piorando e tem feito com tomasse atitudes anormais, como não sair de casa para comer em outros lugares com amigos ou parentes, recusar convites amigos de pessoas, e participar de excursões, viagens, cursos e seminários que exige almoçar/jantar fora de casa, também quando me encontro com certo nervosismo ou ansiedade não consigo me alimentar normalmente, e sinto os mesmos sintomas descritos acima (enjoos e ânsia de vômito).

Estou procurando tratamento e o diagnóstico apresentado é de Fobia Social e os medicamentos recomendados foram Aropax 20 mg e propranolol 40 mg (quando houver necessidade), gostaria de obter maiores informações sobre o tratamento da Fobia Social.

Resposta:

O diagnóstico parece correto e o tratamento também.


Pergunta 5:

Venho sentindo esse medo estranho e incontrolável há mais ou menos sete anos e hoje estou com 25 anos. Começou depois que eu tive uma doença no estômago que me deixou muito preocupado e que posteriormente eu descobri ser uma gastrite.
Depois que me curei dessa gastrite a Fobia Social começou, sendo que era praticamente impossível eu almoçar ou jantar na frente de outras pessoas.

Com o passar do tempo eu consegui arrumar um emprego e a fazer faculdade, eu ficava o dia inteiro fora de casa e isso fez com que a Fobia sumisse por completo, sem ter que fazer Terapia e nem ter que tomar remédios.

Eu vivi a melhor fase da minha vida, não tinha mais medo de nada e fazia de tudo! Mas depois saí desse emprego e tudo começou novamente, porém com mais intensidade, principalmente agora que eu terminei a faculdade.

Agora não tenho só medo de comer em público, tenho medo de praticamente tudo, estou perdendo amigos, criando conflitos em casa e desapontando várias pessoas com esse meu jeito cada vez mais retraído.
Eu fico nervoso só pelo fato de saber que tenho que ir ao banco, ou ao correio, etc. Isto é realmente Fobia Social? A cura desta doença está estritamente relacionada à medicação em si ou eu tenho que fazer Terapia também? Será que só tomando remédio por algum tempo eu não vou começar a me acostumar com os atos sociais e naturalmente eu vou retomando as coisas que eu fazia.

Resposta:

Sua conclusão é exata: com a medicação você para de sentir os medos, passa a fazer tudo com mais naturalidade e com isso os atos sociais vão ficando cada vez mais fáceis. Nem sempre a terapia é indispensável.

4) Tenho Fobia Social e não consigo olhar nos olhos dos meus professores.

Pergunta 1:

Sou super tímido, a ponto de chorar, não sei mais o que fazer, queria que vocês me ajudassem. Quando tem alguma menina afim de mim, não consigo de jeito nenhum chegar nela, e nem quando estou afim de uma menina, quanto mais eu gostar de alguma menina mais eu fico sem coragem, quando uma chegou em mim, comecei a ficar nervoso e sem palavras, não tomo iniciativa, já cheguei em uma, me dei mal, não tenho palavras para nada.

Não é só com meninas não, na sala de aula fico em silêncio, não pergunto nada para tirar minhas dúvidas, até com minha própria família eu sou tímido, não é qualquer timidez não, é grave mesmo, até penso que isso é uma doença.

Por favor, me ajude, tem algum tipo de remédio, Algum tipo de curso? Algum livro ? Qualquer coisa!

Resposta:

Pois é, mais um caso típico de Timidez Patológica ou Fobia Social. Remédio mais Terapia, essa é a fórmula da melhora. Existem medicamentos diferentes, para casos mais leves e mais pesados. O importante é você saber que dá para melhorar e viver sem tanto sofrimento.


Pergunta 2:

Me ajudem! Tenho 14 anos, sou Punk e nunca fui envergonhado, mas um dia, na sala de aula uma menina começou zoar comigo, a classe inteira riu de mim.

Minha cabeça doeu, senti meu rosto queimar e comecei a tremer.
Desde esse dia, quatro meses atrás, me sinto pequeno não consigo andar na rua falar com alguém sem ficar com vergonha tenho medo e algo incontrolável pode estragar minha vida, não combina com meu estilo.

Resposta:

Não é bem Fobia Social, é uma reação de ansiedade a um evento recente. Fique tranquilo que isso deve passar em pouco tempo e sem necessidade de tratamento. Mas se quiser acelerar a melhora, provavelmente algumas sessões com uma Psicóloga resolvem o problema.


Pergunta 3:

Oi, eu tenho 14 anos, também sou vítima da Fobia Social. Surgiu há apenas alguns meses, quando mudei de escola.

No começo tudo estava muito fácil, eu apresentava trabalhos muito bem, mas depois fui me tornando mais retraída, comecei a passar mal, então voltei para minha antiga escola.
Vou marcar um Psicólogo em breve, pois ano que vem vou ter que ir para outra escola, e não quero que isso se repita.

O meu maior medo é que minha Terapia não funcione, pois li alguns casos em que não há melhora significativa.

Resposta:

Pelo contrário, Fobia Social, quando tratada bem no início evolui muito bem.
Às vezes um medicamento acelera bem a melhora e potencializa o efeito da Psicoterapia, por isso é bom procurar uma Terapeuta que entenda de remédios e saiba avaliar quando o paciente precisa ser medicado além de fazer Terapia.

5) Qual a diferença de Fobia Social e Personalidade Esquizóide?

Pergunta 1:

Conheço uma pessoa que gosta de se isolar, não constantemente, mas é mais na dela, calada, prefere morar só e ter poucos amigos, às vezes duvida de estar falando ou vivendo.

Na sua mente ela pode pensar que estar em qualquer lugar do mundo, imagina até mesmo as pessoas que ela queira estar lá, como por exemplo, quando não tem ninguém por perto essa pessoa pode montar na sua cabeça um cenário, onde o que ela estar pensando fosse real, aí nessa hora ela começa a reproduzir gestos e falar pelos seres imaginários, como se estivesse encenando algo.

Essa pessoa aparentemente não sente medo e quando se mostra na frente das pessoas ela sabe perfeitamente mostrar-se feliz quando na verdade está triste ou ao contrário.

É bastante inteligente e boa naquilo que faz, indecisa e pode mudar de humor ao longo do dia, não confia muito nas pessoas e se for preciso carregar dor, ela se mostrara bastante forte.

Resposta:

Não é possível diagnosticar ninguém sem conhecer pessoalmente. Colocamos essa descrição nesta página porque uma das possibilidades é ser uma Personalidade Esquizóide. Mas é apenas uma possibilidade teórica.


Pergunta 2:

Gostaria de saber qual a diferença entre Fobia Social e Personalidade Esquizóide.


Pergunta 3:

Personalidade Esquizóide e Fobia Social é a mesma coisa?

Tenho um sobrinho de 17 anos que vive trancado no quarto, no computador. Não participa nem de festas com sua família: Natal, Ano Novo, aniversário dos pais, irmãos, etc.
Enfim só sai do quarto para usar o banheiro, até as refeições ele faz no quarto, seus pais acham normal essa atitude dele, sempre que vou lá nunca o vejo, pois ele não sai do quarto.

Nós familiares estamos preocupados com essa atitude dele, porém os pais acham natural seu comportamento.

Resposta:

Pode ser Fobia Social e também pode ser um tipo de personalidade chamado Personalidade Esquizóide.

Ao contrário do Fóbico Social, o Esquizóide não sofre nem sente falta do convívio social.
Vou resumir algumas diferenças (a descrição dos sintomas será exagerada para ilustrar melhor):
O Fóbico Social quer se relacionar, mas não consegue. O Esquizóide não faz questão de se relacionar com pessoas.
O Fóbico Social costuma ter sintomas físicos de Ansiedade nas situações de relacionamento, o Esquizóide não.
O Fóbico Social sofre por estar assim, o Esquizóide não sofre tanto porque ele é assim.

O Esquizóide costuma ter tipo físico leptossômico (bem magro e alto).
Apenas um Psiquiatra que o examinasse poderia diagnosticar, mas se a família não quer, não há muito que se possa fazer.


Pergunta 4:

Tenho 17 anos, fiz testes que constataram TAG, Fobia Social e Personalidade Esquizóide. Tive Anorexia e Bulimia e Hiperatividade.

Fui à Psiquiatra e ela constatou TAG, tomei Sertralina, vários remédios agora tomo Depakote.

Ele pode ajudar na Ansiedade? Tenho muita dispersão o que faço?


Resposta:

Acho meio difícil uma pessoa ter tantos problemas diferentes assim. Essas doenças ou transtornos não se diagnostica com testes e sim com anamnese (narrativa do paciente e dos familiares). Além disso, Fobia Social e Personalidade Esquizóide são dois opostos.

O Fóbico Social quer se relacionar, mas não consegue por causa dos sintomas da timidez.
O Esquizóide não faz questão de se relacionar com pessoas.
Eu faria procuraria um Psiquiatra para refazer os diagnósticos e a partir daí, um plano de tratamento.


Pergunta 5:

Eu não sei o que fazer. Eu sinto como se todo mundo não gostasse de mim, que todo mundo ri e fala mal de mim.
Eu tenho muita vergonha de mim mesma, me sinto feia, incapacitada de fazer qualquer coisa que seria inútil pros outros. Não sei como conversar com meus pais, como fazer amigos.
Qualquer coisa me deixa extremamente mal e parece que é o fim do mundo.

Resposta:

Existem algumas possibilidades, a mais provável é a Fobia Social e a menos provável é uma Psicose. Procure um Psiquiatra porque ambas têm tratamento.

6) Resolvi tratar minha Fobia Social e tentar ser livre novamente.

Pergunta 1:

Após 3 anos buscando melhora para meu quadro de fobia social através de meios alternativos (medicamentos fitoterápicos meditação, esportes e etc...) não obtive muito êxito!

Iniciei há pouco tempo por indicação de um psiquiatra um tratamento com o ESC. Considerando que não me sinto deprimida e sim muito nervosa e tensa com excessivos tremores nas mãos, gostaria de saber se o ESC é o indicado neste caso. Muito obrigada.

Resposta:

Realmente, não se conhece nenhum tratamento “natural” que seja eficaz em Fobia Social.

Sua pergunta é boa: se você não se sente depressiva, porque tomar Esc (Escitalopram, Reconter, Lexapro) que é um Antidepressivo?

Porque os antidepressivos são muito eficazes no tratamento de Fobia Social, principalmente quando associados a uma psicoterapia específica.


Pergunta 2:

Ontem resolvi retomar minha vontade de tratar minha Fobia Social e tentar ser livre novamente.

Frustrada com tentativas anteriores, incluindo Terapia Comportamental, Análise, dois tipos de Hipnose com profissionais distintos (e ambos psiquiatras) e Neurolinguística, resolvi seguir mais uma indicação e fui parar em uma médica em que confio e que me sugeriu um trabalho de Regressão, juntamente com 20 mg diárias de Fluoxetina.
Acredito que este trabalho tenha a duração de três sessões, aproximadamente.

Qual seu prognóstico?

Minhas fobias: falar ou me expor em público, ir a lugares onde não existam banheiros por perto, viajar para perto ou longe, ir dirigindo, a lugares que não conheço bem o caminho, aglomeração de pessoas com muito barulho, etc, etc, etc.

Resposta:

Meu prognóstico é que você vai ficar boa. Provavelmente com o Prozac ou com outro medicamento.
Quanto à regressão, tenho minhas dúvidas que ele seja necessária e ou eficaz.


Pergunta 3:

Doutores, fui a um Psiquiatra há 3 semanas e foi diagnosticado que eu sou portador da doença Fobia Social.

De princípio eu assustei um pouco com essa notícia, mas fui pensando e lendo artigos e algumas informações desse site que por sinal é muito bom cheguei à conclusão que realmente eu sofro com essa doença.
Porém o médico que eu consultei me indicou um remédio que se chama Topamax (Topiramato 50 mg/dia) e infelizmente me deixou muito mal, tomei ele por uma semana e tive que interromper o uso porque quase todas reações adversas estavam acontecendo comigo.

Voltei no médico e ele me sugeriu que continuasse mesmo sabendo que eu estava tão mal, mas gostaria de saber dos conhecimentos de vocês se esse medicamento é eficaz contra minha doença? Ficarei muito agradecido com a resposta, obrigado!

Resposta:

Desconheço a indicação de Topamax para Fobia Social.


Pergunta 4:

Bom dia, fico feliz de saber que existe profissionais capazes de tratar desta doença. Pergunta: Daforin 10mg - Fluoxetina dá resultado para o tratamento da Fobia Social?

Desculpe fazer esta pergunta é que eu estou sendo tratado só com essa medicação e não sinto nenhum efeito da medicação pelo menos de imediato. Sou estudante de direito e minha vida profissional e social está estagnada. Tenho que assistir audiências e fazer relatório e não consigo. Sei que preciso de uma medicação para que eu não entre em Pânico em dadas situações.

Resposta:

Sim, Fluoxetina (Prozac, Verotina, Daforin, Eufor, etc.) pode ser uma boa opção, mas em conjunto com uma Terapia específica, a Terapia Cognitivo Comportamental.


Pergunta 5:

Estive a ler o seu artigo e identifiquei-me com alguns sintomas que me preocupam. Por um lado fico imensamente vermelha quando falo em público e sempre porque me sinto observada, começo a ficar nervosa e embora não evite essas situações fico sempre com um mal estar muito grande e sinto que me prejudica muito no meu trabalho.

Por outro lado sou uma pessoa muito sociável que adora conviver e conhecer novas pessoas, aliás adoro trabalhar com pessoas, gerir equipas. É o que faço e isso não me assusta. Normalmente a apresentação num grupo de chefias é que me deixa sempre muito ansiosa, talvez por me sentir avaliada, ou quando sinto que por algum motivo as atenções estão sobre mim. A minha questão é a seguinte, não me parece que tenha Fobia Social, nem me parece que seja tímida a esse ponto, como será que posso resolver o meu problema? Um Psicólogo ajudaria?

Resposta:

Olá Eliana, segundo seu relato parece que você tem sim um grau de Fobia Social, mas que não é incapacitante, tanto que não impede que trabalhe com pessoas e goste disso. Acredito que você se beneficiaria muito de uma Psicoterapia para se livrar da vermelhidão quando fala em público, o mal-estar e desconforto nessas situações e ansiedade diante de autoridade. Procure ajuda! Esses traços não são da sua personalidade ou seu jeito de ser, e você certamente desempenhará muito melhor o seu trabalho e principalmente de forma mais leve.


Pergunta 6:

Boa tarde Dr. Rubens Pitliuk, fiquei surpresa de ver tantos depoimentos com os mesmos sintomas de Fobia Social que possuo, não imaginava que era tão comum.

Me identifiquei com alguns dos sintomas, mas o meu principal problema é o de falar em público eu até consigo falar mas fico com muita vergonha e fico muito vermelha, quanto aos outros sintomas não tenho.

Pois tenho muitos amigos e frequento todos os lugares e tenho um noivo que amo muito. Mas a minha preocupação com o TCC, esse ano me formo e já estou sofrendo só de pensar na apresentação que vou ficar toda vermelha. Conversei com uma Psicóloga e ela falou para eu tomar Propranolol. Gostaria de saber sobre esse medicamento?

Resposta:

Propranolol é um Betabloqueador e pode ser usado em Fobia Social sim, mas com orientação médica mesmo que ele seja vendido sem receita, porque ele pode diminuir a pressão, o batimento cardíaco e a longo prazo pode provocar hipotireoidismo. Além de ser contra indicado em quem sofre de asma.

7) Não consigo olhar nos olhos de ninguém se não for pela televisão.

Pergunta 1:

Doutor, tenho muita vergonha, não consigo nem olhar nos olhos das pessoas que moram comigo. Em lugares que frequento não consigo olhar nos olhos das pessoas, principalmente do sexo oposto.
Todas as vezes que olho nos olhos das pessoas do sexo oposto, fico muito nervosa e penso sempre que elas acham que estou dando mole para elas e acabo sofrendo muito por isto.

Frequento uma igreja e acho que estou destruindo todos os casamentos e acho que todos estão com raiva de mim.

Quase não consigo mais ir pra igreja, pois me sinto muito mal.
Já cheguei a pensar que meu pai achava que eu tinha maus olhos com ele e por isto vivi um inferno na minha casa (ainda acho que isso realmente aconteceu). Não conseguia nem sair do meu quarto, chorava todos os dias e achava que minha mãe me odiava por isto.

Ajuda-me, pois já não aguento mais.

Resposta:

Pode ser uma Fobia Social, é o mais provável e tem tratamento. Aí no Rio de Janeiro existem muitos profissionais Psiquiatras e Psicólogos inclusive em Postos de Saúde com atendimento psiquiátrico.
Provavelmente você melhora com uma combinação de terapia e medicação


Pergunta 2:

Oi, bom sou um rapaz de 18 anos, e estou com um problema muito grande na minha vida, minha vida perdeu o sentido. Perdi a motivação para viver mas não por que eu não queira viver, nada disso, eu quero viver e muito, mas não tenho coragem.

Estou encanado, tenho quase certeza que tenho distúrbio da personalidade. Eu sinto que falta muita personalidade.

Não consigo olhar nos olhos de ninguém se não for pela televisão, sinto muito medo de me comunicar justamente por que eu não tenho uma personalidade definida.
Em uma conversa estou sempre pensando em fazer com que a pessoa não me ache estranho mas é praticamente impossível, por que eu não consigo ficar à vontade.

Estou sempre inseguro, com medo, tenho um sentimento de culpa enorme quando estou numa conversa e de repente tem aquela pausa em que fica aquele silêncio.
Entro em desespero, praticamente não suporto ficar em silêncio perto de alguém, gostaria muito que vocês me ajudassem

Gostaria também de saber se a Síndrome de Pânico pode ser descoberta através de exames.

Obs.: eu uso maconha faz uns 3 anos, e cocaína de vez em quando. E quando eu uso cocaína eu sinto o mesmo desespero de quando eu fico em silêncio perto de alguém é lógico que numa intensidade bem maior.

Resposta:

Procure rapidinho um Psiquiatra Clínico em sua cidade e trate essa provável Fobia Social que você é muito novo e precisa ficar bom rápido (na maioria dos casos fica mesmo).
Mas cuidado porque Fobia Social e Transtorno de Pânico são Transtornos de Ansiedade, e eles sempre pioram com Maconha e Cocaína, mesmo que na hora dê um certo alívio da ansiedade.

8) Como é o tratamento da Fobia Social?

Pergunta 1:

Como é o tratamento da Fobia Social?

Resposta:

O tratamento da Fobia Social é composto de:
Um ou dois medicamentos que acabam com os sintomas físicos e psicológicos da Ansiedade, de modo que a pessoa não sinta mais o tremor, a sudorese, o gaguejar, a taquicardia, falta de ar nem os "brancos" e a palidez ou rubor. (Os sintomas variam de pessoa para pessoa).

Nessa fase, os sintomas desaparecem entre dias e semanas.
Ao mesmo tempo, uma terapia ajuda a pessoa a se readaptar a uma forma de vida "menos travada".

Essa psicoterapia pode durar de semanas a anos, mas a qualidade de vida já é outra, o paciente se sente menos inseguro.
Por último, quanto tempo irá tomar o remédio, depende de muitos fatores, mas com certeza entre muitos meses e anos.

O Fóbico Social passa por experiências negativas que favorece o aparecimento de outras experiências negativos.Quando começa os remédio começa a passar por experiências positivas, que trarão outras experiências positivas.O condicionamento, que antes era negativo, passa a ser positivo. O círculo vicioso se transforma em círculo virtuoso.


Pergunta 2:

Dr. Rubens Pitliuk, minha filha de 14 anos, desde os 8 anos tem peregrinado em várias Psicólogos por causa de timidez, dificuldade de ter amigos, etc.

Ela tomou Amitriptilina de 15 mg à noite e depois passaram Anafranil de 10 mg, depois 25 mg até 50 mg, de nada adiantou ela ficou mais tensa, rígido decidiu abandonar tudo.
Agora está no grupo de Psicodrama. Depois de ler bastante sobre o assunto descobri que ela tem é distúrbio de Ansiedade Social.

Queria muito uma orientação se devo levá-la a um Psiquiatra se esses medicamentos tomados adiantariam alguma coisa?
Sou uma mãe aflita buscando ajuda, pois estou vendo a tristeza da minha filha em não se relacionar, em não ter amigos como os outros adolescentes.

Resposta:

Amitriptilina (Tryptanol, Amytril) geralmente não é eficaz em Fobia Social. Anafranil poderia ser, mas o problema é que a dose necessária (mais de 50 mg) traria muitos efeitos colaterais). Existem outros medicamentos muito eficazes em Fobia Social e com menos efeitos colaterais.

Mas independente de qual medicamento ela usar, sendo Fobia Social é necessário que ela faça ao mesmo tempo uma forma de Terapia Cognitivo Comportamental chamada de Treinamento de Habilidades Sociais.


Pergunta 3:

Boa noite Dr. Rubens Pitliuk, Cheguei até sua página por meio de meu Psicoterapeuta, estou fazendo um tratamento farmacológico também com uma Psiquiatra.

Tenho Fobia Social, estou um pouco depressivo, então estou tomando Efexor (um comprimido) e Stelazine pela noite (meio comprimido), você acha que a medicação está bem o precisa ser mudada? Desde já muito obrigado pela resposta.

Resposta:

João, Stelazine (Trifluoperazina) e Efexor (Venlafaxina (Efexor, Venlift, Alenthus) são ótimos remédios, mas isso não quer dizer que são ótimos para todas as pessoas que tomam.

Conhece o chavão cada caso é um caso? Não é um chavão, é uma realidade diária na medicina.

9) Na hora da apresentação comecei a tremer os lábios, olhava para o meu papel e não via nada.

Pergunta:

Hoje passei por uma situação inédita em minha vida. Geralmente fico muito nervosa com apresentação de seminários na faculdade. Fico tensa, estressada, na hora da apresentação não consigo falar se não tiver um papel na mão e minha pressão cai muito.
Hoje na hora da apresentação comecei a tremer os lábios, olhava para o meu papel e não via nada.

De repente ficou tudo escuro. Quando fui tentar falar algo percebi que estava sem voz e a única coisa que me veio à cabeça foi sair correndo da sala.
Após isso tive náuseas e fiquei muito deprimida.
Essa situação pode indicar que eu tenho Síndrome do Pânico"?

Resposta:

Não, provavelmente não é Transtorno do Pânico. Provavelmente foi uma piora ou uma agudização da Fobia Social que já fazia parte de sua vida.

10) Fui assinar uma documentação, não consegui assinar.

Pergunta 1:

Olá sempre fui um cara muito tímido, mas quando cheguei aos 15 anos comecei sentir medo de sair na rua um medo inexplicável, e quando estava dentro de casa sentia palpitações elevação da pressão arterial um mal estar terrível, fiquei uns três anos sem sair na rua.
As pessoas de minha achou que eu tinha me mudado e aos 20 anos tomei coragem e voltei a estudar e trabalhar e aos 22 anos descobri que existe uma timidez patológica.

Resolvi procurar um Psiquiatra e veio o diagnóstico de Fobia Social.
Eu gostaria de saber se a pessoa pode ter Síndrome do Pânico, Fobia Social e Transtorno Bipolar tudo ao mesmo tempo?

Hoje estou em tratamento tomo 40 mg de Paroxetina mais 20 mg de Fluoxetina pela manhã tenho notado que engordei muito e gostaria de saber se hipnose ajuda no tratamento?

Resposta:

Fobia Social e Transtorno do Pânico são Transtornos de Ansiedade e uma pessoa pode ter os sintomas dos dois transtornos ao mesmo tempo ou em épocas diferentes.

Geralmente o tratamento da Fobia Social elimina também o Pânico. Agora, Transtorno Bipolar é outra história e em sua pergunta você não descreveu nem um único sintoma de Transtorno Bipolar.
Quem está te engordando provavelmente é a Paroxetina. Não vejo muito sentido nessa mistura de remédios. Converse com teu Psiquiatra.


Pergunta 2:

Tenho 39 anos, e faz uns 6 meses que quando fui assinar uma documentação de compra um imóvel fiquei tão nervosa que comecei a tremer e não consegui assinar por pelo menos uma meia hora.
Como todos ficaram olhando para minha assinatura eu me senti muito pressionada. Calor excessivo, suor excessivo, rosto ruborizado, mãos totalmente trêmulas, sensação de insegurança, parecia uma baixa de pressão. Como utilizei bebida alcoólica no dia anterior, achei que era sintoma de ressaca. Porém tem se repetido em qualquer momento. Lembrei que antes desse episódio do imóvel quando fui votar no ato da assinatura do livro ocorreu, quando tenho que reconhecer firma em cartório, assinar documentos importantes, etc. Pensei em mudar minha assinatura para uma mais simples, mas esta semana descobri que qualquer coisa que escrevo na condição de pessoas me observando fico nervosa e os sintomas aparecem. O que poderia ser? Pelo menos que especialidade poderia me ajudar a resolver este problema?

Resposta:

Por algum motivo que nem sempre é indispensável descobrir, em determinadas situações você tem ataques de ansiedade que parecem até Ataques de Pânico.

Isso costuma ter tratamento sim, geralmente um remédio por algumas semanas.

Às vezes algumas sessões de TCC (Terapia Cognitivo Comportamental) também podem ajudar bastante.

Seja com um ou com os dois tratamentos, costuma passar rápido.

11) Me sinto menos que os outros, sinto que não tenho valor, me ajudem.

Pergunta 1:

Quanto tempo a Sertralina (Zoloft, Tolrest, Assert) leva para começar a fazer efeito na Fobia Social? Olá, desde cedo sempre tive um medo de procurar emprego, era só falar no assunto que meus olhos enchiam de lágrimas e meu rosto ficava vermelho.
Uma vez fui ao banco e senti meus olhos embaçados, queria sair dali o mais rápido possível sem contar a minha ansiedade e toda vez que me mandavam atrás de emprego me sentia muito mal, pois não saio do lugar minha vida tem sido meu quarto.

Quando estou na rua me sinto avaliada, me sinto menos que os outros, sinto que não tenho valor, me ajudem.


Pergunta 2:

Meu Psiquiatra recomendou que eu tomasse Venlafaxina (Efexor, Venlift, Alenthus) 75 mg e Apraz (Alprazolam, Frontal) 0, 25 mg para tratar Fobia Social. Gostaria de saber se esses medicamentos são realmente eficazes para o tratamento da mesma, pois estou fazendo uso da Venlafaxina há três semanas e ainda não vejo resultado, continuo muito ansiosa.
O Apraz (Alprazolam, Frontal) raramente uso. Em quanto tempo o Antidepressivo começa a fazer efeito? Parabéns pelo seu site, ele é muito esclarecedor, Ju.


Pergunta 3:

Sofro de Fobia Social, e minha Psiquiatra me receitou Aropax para tratar o problema. Mas já tomo o remédio há mais de 25 dias e até agora não senti efeito algum; continuo super tímido e ainda tenho alguns momentos de Depressão.
Olá Dr. Rubens Pitliuk, fui ao Neurologista para detectar a causa da minha enxaqueca e ele disse que poderia ser de ordem emocional, me encaminhou a um Psiquiatra e descobrimos que tenho Fobia Social (achava que tal comportamento era da minha personalidade e me sentia a pior pessoa do mundo por ser assim).

Inicialmente me receitou a Paroxetina (Aropax, Pondera, Paxil CR, Cebrilin) mais também Terapia Cognitivo Comportamental, mas sofri muito com os efeitos colaterais, então o Psiquiatra me receitou Sertralina.

Ainda não comecei tomar a medicação, estou com medo de comprometer minha memória, sou estudante de direito e preciso muito viver antenada, doutor, o que o senhor acha? Este medicamento também trata a Fobia Social? Vou ter que tomar por quanto tempo?

Resposta:

Tratamento de Fobia Social não é só tomar um ou dois remédios e de repente não ser mais tímido nem travado.

Os Antidepressivos demoram 3 a 6 semanas para funcionar. Os Ansiolíticos são rápidos, funcionam em menos de uma hora.
O problema é que Fobia Social não é uma dor de cabeça, que você toma um analgésico e ela passa em meia hora.

Existe um conjunto de medidas que se faz simultaneamente e que você pode ler na página de Tratamento de Fobia Social.

© 2020 por mentalhelp