Psicopatia ou Sociopatia

Atualizado: Fev 19


Livro: A Alpinista - sexo e corrupção na Alemanha nazista- Marcio Pitliuk
Livro: A Alpinista - Marcio Pitliuk

Escrevi um texto para o Livro A Alpinista, de Marcio Pitliuk, lançado em 2021 pela Editora Vestígio.

Esse texto descreve bem o que é um Psicopata:


Um Psicopata é uma pessoa que quando quer algo, não se importa se vai machucar, trair, enganar ou matar outra pessoa. O Psicopata não se importa com as outras pessoas, não sente culpa nem arrependimento por seus atos. Pode ser dinheiro, sexo, poder, cada Psicopata tem seus desejos. Quando um jornalista pergunta a um Psicopata “se ele está arrependido” (por que os jornalistas gostam tanto de perguntar isso?) ouve “sim”. Mais um que foi enganado.

O Psicopata se arrepende por ter sido incompetente e punido, não pelo mal que fez a alguém. Todos nós vamos conhecer algum. Na verdade, já conhecemos. Se achamos que não conhecemos, é porque ele é tão hábil que ainda não percebemos. O Psicopata mora ao lado.

Eles existem de todos os sexos, idades, cores, tamanhos, religiões, estados civis, nacionalidades, orientações políticas e camadas sociais. O Psicopata vai exercer sua psicopatia conforme a ocasião, a oportunidade e, principalmente, o risco ou falta de risco para ele. Cada Psicopata usa sua aptidão. Força física, inteligência, posição social, posição profissional, beleza, sensualidade, lábia, lábios etc. Com o tempo, a prática e a ausência de risco, vai se aperfeiçoando e ficando cada vez mais perigoso. Embora alguns escritores, diretores de cinema e jornalistas afirmam saber as causas da Psicopatia, a Ciência não sabe. Psiquiatras e Psicólogos experientes sabem que “Psicopata não se trata, se tranca”.

Pessoas menos experientes, mas que sabem tudo, dizem que Psicopatas devem fazer terapia. Não devem! A Psicoterapia serve apenas para o Psicopata se aperfeiçoar e aprender como enganar os outros de modo mais eficiente. Alguns são pequenos golpistas, passam a vida enganando pessoas em coisinhas mixas, acabam vivendo como losers. Outros dão grandes golpes, enganam muita gente, conseguem sucesso. Em situações extremas, como guerras, se manifestam em nível extremo. Na Segunda Guerra, quando os Nazistas recrutaram todos os Psicopatas disponíveis na Alemanha, nos países aliados e nos países ocupados, instalou-se o Inferno na Terra. As SS eram consideradas “Elite” e o povo acreditava nisso. Na verdade, aqueles homens podiam escolher entre lutar como soldados numa frente de batalha ou entrar para a SS e vigiar, roubar e assassinar prisioneiros indefesos. Que tipo de gente você acha que escolhia a segunda opção? A “Elite” ou os Psicopatas? E os colaboradores ucranianos, lituanos, poloneses etc. adeptos do “deixa que eu mato”? E as mulheres dos SS? Mesmo quando não participavam diretamente das matanças, usufruíam dos bens roubados. Viam os trens chegando lotados nos campos de extermínio e não se perguntavam “onde cabe tanta gente?”. Viam as chaminés funcionando 24 horas por dia, as cinzas cobrindo tudo, sentiam o cheiro de carne queimada e não sabiam de nada? Sabe-se que existem casais onde a mulher ajuda o parceiro Serial Killer não por ser uma Psicopata também, mas por ser totalmente submissa, o que provavelmente não era o caso de todas as mulheres dos SS.

A Hannelore certamente não era uma submissa, pelo contrário, traçou seus planos quando seduziu o Professor Hans e não desviou deles por nada. Ela é uma Psicopata muito perigosa, porque junta inteligência com beleza. Começou usando a beleza que a natureza lhe deu, como sedutora, foi se aperfeiçoando e acabou ladra e assassina.

O autor escreve tão bem, que por vezes simpatizamos com ela! Também simpatizamos com Drácula. Como sabemos, os vampiros nunca invadem nossa casa. Eles precisam ser convidados primeiro. Uma vez que são convidados, aí sim, entram quando querem. E só saem quando quiserem.

O livro é eletrizante, se passa em várias décadas e em vários países. O ritmo é adrenalina pura e o final é tão surpreendente que até o Marcio, quando relê, fica surpreso!




Posts recentes

Ver tudo