CBD: tipos, dose, como tomar.

Tomar CBD é fácil, receitar é que é difícil.


CBD: tipos, doses, como tomar
CBD: tipos, doses, como tomar

Tomar CBD ou Canabidiol é fácil, a maioria das apresentações é de gotas sublinguais. Você pinga na boca e deixa lá alguns minutos, o tempo que puder.

Existe uma apresentação que pinga em água, alguns cremes e um spray vaginal, mas a maioria é em gotas sublinguais mesmo.


Os efeitos colaterais existem, mas são muito raros, por exemplo sonolência (basta diminuir a dose ou mudar o horário), alguns pacientes não se adaptam ao sabor (parece um azeite fino). Existem relatos de aumento de enzimas hepáticas (TGO, TGP, GGT), mas isso pode acontecer com qualquer remédio, por isso quem toma medicamentos faz de vez em quando um exame de sangue básico.


Existem raros casos de overdose, mas são pessoas que tomaram doses muitíssimo mais altas que as doses terapêuticas habituais.


Então, é fácil tomar, mas por que é difícil receitar?


1) Existem vários tipos de CBD:

  • Isolate

  • Full Spectrum

  • Broad Spectrum

  • Artesanal

  • E várias concentrações de THC desde 0 até 50%.


2) Dose que cada paciente precisa.


Ainda não existem doses padronizadas, tipo Ansiedade precisa X mg por dia, Dor precisa Y mg por dia.

As doses são extremamente individuais. Vemos pacientes com estrutura corporal, idade, quadro clínico semelhantes precisarem de doses completamente diferentes. Tenho pacientes que tomam 4 mg, outros que tomam 100 mg por dia.


A Universidade de Ribeirão Preto acaba de publicar um trabalho onde os pacientes tomaram 600 mg por dia (e em dose única!).

Então, com essas variações de doses (de 3 a 600 mg/dia), se alguém falar que tal diagnóstico precisa exatamente tantos mg, acredite em mim: isso é chute! Exceção: existe uma dose padronizada para pessoas que sofrem de Fobia Social e precisam fazer uma apresentação.



3) Quantas tomadas por dia.


Também não existe padrão de número de tomadas por dia. A maioria dos meus pacientes toma uma vez por dia, alguns precisam duas, um ou outro precisa três tomadas por dia.


4) Begin low and go not so slow.


Na verdade, a frase certa é begin low e go slow, comece um remédio com dose baixa e aumente devagar. Com CBD começa com dose baixa e aumenta rápido, cada 3, 4, 5 dias.


Porque é um remédio caro, quase sempre importado, então precisamos ver se é eficaz para você logo no primeiro vidro.

Porque o efeito começa rapidamente, não precisa esperar muitos dias para ver se aquela dose funciona.


Se você aumentar devagar demais, o frasco acaba antes de chegar em dose eficaz.



5) Também não pode aumentar rápido, por causa da Curva de U Invertido ou Curva em Sino


Não adianta aumentar a dose rápido demais e “passar do ponto”. Você vai ter pouco efeito e muito desperdício.


Conclusão:


CBD é usado cada vez mais. Muitos pacientes tomavam vários medicamentos diariamente e conseguiram trocar por algumas gotas de CBD. Mas não existe dose padrão nem um único tipo de Canabidiol. É aí que entra a experiência do médico e principalmente o feedback que os pacientes nos dão.


Estamos aprendendo juntos.