Interação de medicamentos psiquiátricos - parte 2

Atualizado: há 5 dias


PERGUNTAS E RESPOSTAS:


Pergunta 1:


Pode associar Wellbutrin com Sertralina?


Resposta:


Geralmente pode, pois o Wellbutrin é Noradrenérgico e Dopaminérgico, ao passo que a Sertralina (Zoloft, Tolrest, Assert) é Serotoninérgica.



Pergunta 2:


Gostaria de saber se posso tomar Wellbutrin XL juntamente com Efexor? Pois já fiz uso do Wellbutrin XL e agora um novo psiquiatra me receitou o Efexor, porém tenho muito medo do ganho de peso e da perda da libido. Posso associar estes 2 medicamentos ou o Wellbutrin age da mesma forma do Efexor?


Resposta:


Em primeiro lugar, se o Wellbutrin funcionou anteriormente, por que trocar pelo Efexor? Caso o Wellbutrin não tenha funcionado anteriormente, aí sim, o Efexor pode ser uma boa opção.

Caso o Efexor prejudique a libido e os medicamentos fitoterápicos não ajudem a acabar com esse efeito colateral, o Wellbutrin pode ser uma boa opção sim.

O ideal seria usar apenas um remédio, mas nem sempre é possível.



Pergunta 3:


Boa noite, gostaria de saber se há algum problema em tomar a Ritalina junto com o Modafinil (Stavigile) ou com Bupropiona ?

Já tomo há Ritalina há mais de 2 anos e o resultado não tem sido mais o mesmo de antes. Obrigada!


Resposta:


Quando você começa a misturar remédios, corre o risco de multiplicar os efeitos colaterais (claro que muitas vezes a mistura é necessária). Fale com seu Psiquiatra sobre corrigir essa tolerância através de ajuste de dose e/ou de pausas na Ritalina.



Pergunta 4:


Há um tempo tomei Daforin para a Depressão e melhorei. Hoje estou com Síndrome do Pânico e gostaria de saber se o Daforin também trata esse problema, e se pode ser associado ao Frontal. Obrigada!


Resposta:


Olá Alexandra. Sim, o Daforin é uma boa opção para tratar o Transtorno do Pânico e pode ser associado ao Frontal, lembrando que Ansiolíticos ou Benzodiazepínicos nunca devem ser tomados por muito tempo.



Pergunta 5:


Há algum tratamento que consiste em fazer rodízio de Antidepressivos... Acho que meu corpo deixa de responder ao medicamento após certo tempo.


Por exemplo, a Fluoxetina não esta fazendo mais efeito, se eu mudar para Sertralina, vou ficar bem porém depois de 2 meses talvez mudo para Paroxetina, depois Fluoxetina de novo ou Citalopram e assim vai...

Voltando ao ciclo inicial, não é mais eficiente? Para pacientes refratários como eu há alguma chance de isso funcionar?


Resposta:


Em teoria, há poucas chances de funcionar, mas na prática, na vida real, tudo é possível.

Mas não seria muito mais prático um Estabilizado de Humor ?



Pergunta 6:


Olá doutor, parabéns pelo site é muito útil pois sempre temos dúvidas. Minha pergunta é: tem algum problema tomar Amytril 25 mg à noite e Bupropiona 150 mg ao dia?

Pois foram me receitados por médicos diferentes, um pelo Endocrinologista e o outro pelo Neurologista . Desde já agradeço a atenção, pois como já foi citado isto é muito difícil nos consultórios médicos hoje em dia


Resposta:


Muito obrigado pelos elogios! Olha, em teoria não tem problema, mas teus dois médicos deveriam ser informados sobre os remédios que você está tomando...



Pergunta 7:


Depois de seis meses tomando Pondera para tratamento de ejaculação precoce e ganhando quase dez quilos, meu médico mudou o cloridrato de Paroxetina por Sertralina 50 mg e associou sibutramina 10 mg, para controlar o peso.


Gostaria de saber se esta mistura não pode ser perigosa?


Resposta:


Muitas pessoas tomam essa associação sem problema, mas precisa ter cuidado com taquicardia, febre, alterações de pressão arterial e rubor, pois pode acontecer uma Síndrome Serotoninérgica. Mas tenho certeza que teu médico te alertou sobre isso.



Pergunta 8:


Olá, gostaria de tirar uma dúvida. Quando os Antidepressivos são associados eles se potencializam, certo?


Em vista disso, se estiverem sido ministrados Sulpirida, Amitriptilina e Fluoxetina simultaneamente, uma dose de Fluoxetina inferior a 20 mg, ou Amitriptilina inferior a 25 mg, ou Sulpirida inferior a 50 mg, poderiam ter algum efeito terapêutico, dada sua possível potencialização?


Resposta:


Alguns Antidepressivos se potencializam, mas nem sempre, não é tão previsível nem matemático assim.


Para a maioria dos pacientes é melhor monoterapia com dose certa do que politerapia com medicamentos subdosados.