top of page

Transtorno Bipolar e Bipolar tipo II

Atualizado: 22 de mar. de 2023


Tratar Transtorno Bipolar
Tratamento de Transtorno Bipolar

Mania é a fase de aceleração do Transtorno Bipolar.

Para sua tranquilidade, o Tipo II é muito mais frequente, leve e fácil de tratar.







O Transtorno Bipolar tem fases depressivas  e fases de Mania:

  • Hiperatividade, euforia, aceleração, agitação, dormir pouco, irritação.

  • Aumento ou diminuição de apetite.

  • Aumento de Libido.

  • Falar, poder, gastar mais do que o habitual.

  • Vivências religiosas.

  • Não aceitar estar doente nem ser medicado.

Fases hipomaníacas:

  • Todos esses sintomas são muito mais fracos, algumas hipomanias podem durar anos.

Evolução:

  • Não costuma deixar sequelas.

  • Uma fase maníaca pode criar um estrago emocional e financeiro para a família.

  • O estado “alegrinho" pode se transformar rapidamente em irritabilidade.

  • É uma festa que acaba em ressaca: perdas financeiras, vexame social ou profissional e depressão.

  • A família não consegue segurá-lo em casa, ele vai sair, se expor e se meter em confusão.

Diferenciar de:

  • Aceleração provocada por medicamentos inclusive antidepressivos, Anfetaminas para emagrecer e drogas estimulantes, Hipertireoidismo, Traumatismos cranianos, doenças neurológicas, Borderline.

Tratamento:

  • É sempre medicamentoso.

  •  Quando a fase maníaca é muito forte, é difícil tratar fora de um hospital.

Psicoterapia do Transtorno Afetivo Bipolar:


Depois que a fase melhorar, uma psicoterapia bem feita tem um importante papel na prevenção de recaídas.


Pode ter recaídas?


Sim, quase sempre tem recaídas. Tanto de fases maníacas quanto de fases depressivas.


Tratamento preventivo:

  • Estabilizadores de humor, por exemplo: Lítio, Carbamazepina, Oxcarbazepina, Lamotrigina, Ácido Valpróico, Olanzapina, Ziprazidona, Aripiprazol, Quetiapina, Lurasidona, Brexpiprazol etc.

  • Dormir bem é importante. Muitas fases maníacas são desencadeadas por falta de sono.

  • O tratamento preventivo é importante porque cada fase aumenta a probabilidade de novas fases, cada vez mais frequentes, mais intensas e mais difíceis de tratar.


O que é Bipolar tipo II?

É semelhante, mas muito mais leve, com oscilações mais frequentes, porém menos intensas, raramente tem Manias, tem mais Hipomanias.

É muito mais fácil de tratar.

Como a pessoa “não sai muito do normal”, pode ser muito mais difícil de diagnosticar e demorar mais. Média mundial: 15 anos entre a primeira crise e o diagnóstico!

Muitos pacientes tratam anos a fio como se fosse uma depressão e nunca ficam completamente bons. Na verdade, eles precisavam de um Estabilizador, e não de Antidepressivos.





Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page